Nódulo na Tireoide: e agora, o que Devo Fazer?

nodulo na tireoide

Você acabou de descobrir um nódulo na tireoide?

 

Se sim, primeiramente saiba que não está só.

O primeiro dado importante é saber que houve um aumento significativo recente, nas últimas décadas, da detecção de um nódulo na tireoide.

 

Continue lendo esse artigo para saber como se comportar frente a um nódulo na tireoide e junte-se ao grupo de pessoas que busca o melhor para sua saúde.

 

Se você sentiu um friozinho na barriga ao fazer a descoberta, saiba que não é infrequente as pessoas se desesperarem quando descobrem um nódulo na tireoide.

Imagina o porquê disso estar acontecendo?

Tudo gira principalmente em torno da falta de informação organizada e de boa qualidade e, por isso, estou aqui para ajudar você a entender melhor sobre esse assunto tão importante.

 

 

nodulo tireoide causas

 

 

Quando um ginecologista, por exemplo, pede uma ultrassonografia da tireoide ao fazer o “check-up” da mulher, quase nunca ele informa a ela sobre como se comportar frente à possibilidade do exame revelar um nódulo.

É exatamente neste ponto que está o maior problema, e que acaba gerando enorme ansiedade…

Afinal, das mulheres com cerca de 40 anos de idade ou mais, a maioria (isso mesmo, a MAIORIA) terá ao menos um nódulo na tireoide!

Por outro lado, nós seres humanos parecemos ter em nossa mente uma conexão que costuma ligar a ideia de nódulo imediatamente à possibilidade de um câncer.

Somando essas duas constatações, imagine o potencial de desgaste emocional em todo esse grupo de pessoas.

Mas, você entenderá que devemos parar de pensar desta forma imediatamente, com apenas uma frase importantíssima, que segue.

 

Antes de mais nada, a ação fundamental frente a um nódulo na tireoide é primeiro justamente manter a tranquilidade porque a grande maioria deles são BENIGNOS.

 

nodulo tireoide

Ufa! Cerca de 90% dos nódulos na tireoide são BENIGNOS!

 

Sabendo dessa informação extremamente essencial, você pode continuar a ler esse artigo e aprender tudo o que precisa saber para evitar um nódulo na tireoide que possa causar perigo a sua vida.

 

Como foi mencionado, estamos em um momento de crescente explosão na detecção de nódulos.

 

Você deve estar, então, se perguntando também: “Doutor Hugo… afinal, por que tantos nódulos na tireoide?”

 

O maior motivo disso estar acontecendo é relativamente simples.

E tem relação principalmente com o avanço da tecnologia e de sua disponibilidade às pessoas, que estão cuidando mais da saúde.

 

A resposta é que o número crescente de nódulos na tireoide deve-se principalmente ao aumento da descoberta precoce através do exame de ultrassonografia.

 

nodulo na tireoide fortaleza

 

 

Hoje em dia estão sendo feitos muito mais ultrassons de tireoide de rotina, entrando como tendência nos exames preventivos solicitados pelo ginecologista.

Claro que existem outros fatores, pouco conhecidos ainda, que devem também estar envolvidos na gênese dos nódulos.

Mas o principal motivo é que a capacidade de detecção de nódulos na tireoide aumentou bastante: hoje um bom ultrassonografista detecta minúsculos nódulos, com poucos milímetros de tamanho.

Há algumas décadas, o aparelho de ultrassonografia tinha resolução ruim e, portanto, pequena capacidade de descobrir nódulos até um pouco mais grosseiros, do tamanho de um “grão de feijão”.

Com a evolução tecnológica, hoje nem um nódulo do tamanho de um “grãozinho de arroz” passa desapercebido.

Vale lembrarmos que o exame ultrassonográfico é dito examinador-dependente.

Isso significa que a ultrassonografia depende diretamente do médico que faz o exame.

Ela deve ser realizada por um médico radiologista habituado a realizar exames de tireoide e pescoço.

O médico deve dedicar o tempo correto para a avaliação adequada e minuciosa da região.

Infelizmente nem todo radiologista capricha na realização do exame e, muitas vezes, temos que pedir para o paciente repetir o exame com um radiologista mais cuidadoso.

E por que os ginecologistas estão pedindo o exame da tireoide?

 

De acordo com as estatísticas atuais, mais da metade das mulheres com mais de 50 anos de idade apresenta nódulos na tireoide.

 

Portanto, pela alta prevalência, o exame tem sido mais solicitado nesse grupo de pessoas.

Concordo que tudo bem do exame estar sendo mais requisitado, afinal estamos cuidando da nossa saúde.

Mas também acredito que seja FUNDAMENTAL que tanto o paciente quanto o médico (ginecologistas, clínicos, cardiologistas, etc) saibam como se comportar frente aos nódulos.

 

 

A ginecologista deve dar as orientações básicas quando solicita a ultrassonografia da tireoide.

A ginecologista deve dar as orientações básicas quando solicita a ultrassonografia da tireoide.

 

 

Frente a esse grande número de nódulos, é mesmo o especialista em tireoide que sabe diferenciar quais são os suspeitos.

 

Para isso, os endocrinologistas e os cirurgiões de cabeça e pescoço se baseiam não só nos parâmetros do exame ultrassonográfico bem feito, mas também nos dados clínicos, na palpação e no histórico familiar.

O especialista em tireoide filtra, então, esses nódulos suspeitos e pode sugerir uma investigação mais detalhada através da punção aspirativa por agulha fina (PAAF), se julgar necessário, conforme a indicação médica.

 

Quando o especialista pode indicar uma punção do nódulo da tireoide? Quais são os critérios de indicação?

 

Nós, cirurgiões de cabeça e pescoço, levamos em conta uma série de critérios do exame de ultrassonografia, em conjunto, para tomarmos as decisões sobre prosseguir ou não na investigação de um nódulo na tireoide.

Outro conceito importante é que não é somente porque o médico solicitou a punção que o nódulo deverá conter um câncer.

As chances de benignidade superam ainda em muito a probabilidade de um câncer.

Mas muitas pessoas, por ansiedade e curiosidade, antes mesmo de mostrar seu exame de ultrassonografia ao especialista, têm ido navegar na internet atrás dos tais critérios de indicação.

Na busca de uma resposta rápida, leem artigos voltados para médicos (e não para pacientes), sobre um assunto que nada conhecem, ao contrário do especialista que lida todos os dias com a questão há anos.

E adivinha o que acaba acontecendo?

Mais um momento crítico em que as pessoas ficam ainda mais ansiosas ao se depararem a informações com as quais não estão habituadas a lidar.

Elas focam o pensamento na possibilidade de um câncer de tireoide e acabam paralisando suas vidas e sofrendo na maioria dos casos sem nenhuma necessidade.

 

Os critérios técnicos do ultrassom, como tamanho, ecogenicidade, vascularização, presença de calcificações, etc, etc… são para a interpretação do especialista!

 

Quase em 100% das vezes quando o paciente abre o exame e, por si só, vai atrás de saber o que aquilo tudo significa, acaba pensando muita bobagem.

Portanto, minha sugestão é: não tente lidar com o que não faz ideia, e procure sempre um profissional da melhor formação e vivência sobre o assunto e tudo dará certo.

Veja o exame junto da companhia de um bom médico, de boa formação técnica e humana, no qual você deve sentir plena confiança.

E se houver indicação de punção, mantenha ainda sim a tranquilidade.

O cirurgião de cabeça e pescoço ou o endocrinologista deverá orientar você a realizar a punção com um bom profissional, informação ESSENCIAL ao paciente e você deve saber e perguntar a respeito.

 

Portanto, continue a sua leitura para entender melhor como fazer para que o exame de punção, caso necessário, seja bem tranquilo.

 

A punção deverá ser realizada preferencialmente por um radiologista com grande habilidade (“mão boa”), para realizar o procedimento de forma praticamente indolor e extremamente eficaz.

 

A realização da ultrassonografia ao mesmo tempo que se realiza a punção guia e permite orientar o médico com grande precisão até a região mais suspeita do nódulo a ser avaliado, mesmo que este tenha poucos milímetros.

Mas, doutor, vai doer?

Você precisa saber que o exame costuma ser praticamente indolor.

Mas, a sensibilidade à dor é algo muito individual. Para um mesmo estímulo doloroso, há pessoas mais resistentes e outras mais sensíveis um pouco à dor.

O radiologista poderá usar anestesia local para maior conforto do paciente, conforme a necessidade.

Se houver dolorimento leve após a punção, compressas com gelo e analgésicos simples podem ajudar muito a evitar desconforto.

A punção da tireoide é um dos exames de biópsia mais tranquilos do paciente ser submetido, desde que realizado por um médico experiente e habilidoso.

Por isso é bastante importante escolher bem o médico que realizará a punção, para que ela tenha maior chance de revelar o diagnóstico correto e o maior conforto.

Em geral, quanto mais focalizado for o médico na realização da punção (alguns radiologistas são especializados em punção de tireoide), melhor a experiência do paciente.

Ele deverá colher uma amostra adequada para que a análise seja efetiva.

Em uma pequena minoria dos casos, pode ocorrer a aspiração não intencional (acidental) de células do sangue (a tireoide é uma glândula pequena, mas bem irrigada), sem que haja a coleta suficiente de células próprias da tireoide.

O radiologista experiente minimiza o número desses casos inconclusivos.

 

Em outras palavras, a punção é um tipo de biópsia, onde é retirada uma amostragem de células do nódulo na tireoide para análise no microscópio.

 

 

nodulo tireoide nódulo na tireoide

O material será enviado a um médico patologista, que fará a leitura das células no microscópio.

 

 

Quais são os resultados possíveis de um exame de punção do nódulo na tireoide?

 

Este é outro ponto que a informação médica é fundamental ao paciente.

Quem é submetido ao exame da punção deve ter uma ideia sobre os resultados possíveis e quais os caminhos possíveis.

Isso diminui muito a ansiedade, e vou explicar o porquê.

 

Usamos hoje uma classificação internacional, chamada Bethesda, que calcula o risco de um nódulo na tireoide ser ou conter um câncer.

 

O resultado é enquadrado em uma dentre 6 classes possíveis.

Vou explicar um pouco mais, começando pelos nódulos benignos.

 

Bócio adenomatoso é como é chamado na linguagem médica o grupo dos nódulos benignos da tireoide.

 

Este nome esquisito na verdade revela o melhor resultado que podemos ter em uma punção de tireoide e corresponde à classificação II de Bethesda.

A fórmula de entendimento é relativamente simples: bócio = aumento benigno da tireoide = Bethesda II.

Nesses casos, a maioria dos nódulos vai requerer apenas acompanhamento médico.

Somente no casos de bócios mais volumosos que se aventa a possibilidade de cirurgia para a remoção.

Se você quiser saber mais especificamente sobre bócio, pode acessar aqui um artigo especial sobre o assunto.

Vamos então continuar a entender os demais resultados possíveis.

Dentro da classificação Bethesda, existem os casos suspeitos de malignidade, mas que não é possível a confirmação somente pelo exame de punção.

 

Nesses casos, muitas vezes é preciso repetir o exame e às vezes somente a remoção cirúrgica pelo especialista poderá elucidar o diagnóstico, através do estudo de toda CÁPSULA do nódulo.

 

Isso inclui os pacientes com resultados de punção classificados como Bethesda III e IV.

Após a cirurgia, a análise é feita pelo médico patologista: ele verifica uma possível invasão da cápsula ou de vasos sanguíneos por células cancerosas.

Quando acontece uma invasão capsular ou vascular, pode-se confirmar um diagnóstico de carcinoma (câncer) folicular de tireoide.

Seguimos então aos últimos grupos, em que a suspeita de um câncer de tireoide é maior.

Os casos de nódulo na tireoide com alta suspeita ou confirmados de malignidade (Bethesda V e VI) compreendem estatisticamente apenas cerca de 5% dos casos puncionados.

Nestas pessoas está indicada, de forma geral, a cirurgia para limpeza da tireoide e de eventuais gânglios linfáticos suspeitos ou comprometidos no pescoço.

 

Devemos ressaltar que a classificação Bethesda NÃO indica necessariamente gravidade!

 

Essa escala revela apenas qual a chance de um nódulo na tireoide ser ou conter um câncer.

Espero que esteja entendendo um pouco mais sobre o assunto “nódulo na tireoide” até aqui.

 

Mas, nessa abordagem inicial, precisamos seguir um pouquinho ainda adiante para que você tenha sempre os pés no chão, mesmo nos casos em que o exame revela as classes de Bethesda V e VI.

 

O que fazer se o resultado da punção for suspeito para câncer da tireoide?

 

Mais uma vez, simples informações devem mudar completamente o grau de tranquilidade e o modo do paciente e família encararem um diagnóstico de câncer.

Mesmo na pior das teóricas hipóteses, que seria no caso de um resultado de exame de punção positivo para câncer, alguns dados nos trazem total serenidade para sempre imaginarmos um tratamento muito bem sucedido.

O que você deve saber é que o tumor maligno mais comum que ocorre no nódulo na tireoide é o chamado carcinoma papilífero.

E a pergunta sequencial sobre as chances estatísticas de cura nos mostram que elas são muito altas de modo geral.

 

Quando detectado em estágios iniciais, nas mãos do especialista, o carcinoma papilífero tem níveis de cura e de controle da doença maiores de 90%.

 

 

nodulo na tireoide

 

 

Mesmo tumores em estágios mais avançados são curados ou controlados na maioria das vezes, apesar da chance de cura efetiva ser maior no diagnóstico precoce.

Existem também outros tratamentos complementares que podem ser indicados no caso do carcinoma papilífero, que são basicamente a iodoterapia e a supressão hormonal.

Se quiser saber mais, leia no tópico específico sobre câncer de tireoide.

 

O tratamento do nódulo na tireoide com câncer é iminentemente cirúrgico e deve ser realizado idealmente por uma equipe de cirurgiões de cabeça e pescoço.

 

Esta é a especialidade médica mais indicada para tratamento cirúrgico dos nódulos na tireoide.

A cirurgia pode envolver a retirada da glândula (tireoidectomia) e de eventuais linfonodos da região do pescoço que possam estar acometidos (esvaziamento cervical).

Com o suporte e orientação de especialistas, objetiva-se a forma mais segura e com a maior chance de sucesso na cura completa e controle da doença.

 

 

 

Resumindo as informações:

 

1. A partir do momento que é detectado um nódulo na tireoide, deve-se procurar o especialista correto.

2. Lembre-se que após a detecção de um nódulo na tireoide, pela maior chance de benignidade, há uma chance muito grande de se necessitar APENAS de  acompanhamento médico.

3. Nos casos cirúrgicos, com o tratamento correto, consegue-se alta chance de cura e de se levar uma vida normal.

 

Para conhecer melhor o atendimento do Dr. Hugo Luz, acesse agora a área principal do site.

 

Para saber mais, acesse o post sobre a cirurgia da tireoide.

 

cirurgia tireoide

 

Cuide sempre e com carinho da sua saúde!

 

 

Posted on 16/10/2016 in Tireoide

Share the Story

About the Author

Dr. Hugo Luz é médico e cirurgião de cabeça e pescoço pela USP (ingresso em 1998). Atua em Fortaleza-CE desde 2009 e busca focalizar seus esforços em bem-estar e saúde.

Responses (216)

  1. Maria de Fátima
    28/10/2016 at 15:58 ·

    Dr minha ginecologista solicitou a ultrassom da tireóide e no resultado deu Tireóide de dimensões normais, textura heterogênea, com presença de imagem hipoecóica localizada no terço inferior do lobo direito , medindo 0,7×0,5cm.
    Conclusão: ultra-sonografia compatível com nodulo solido em lobo direito da tireóide. Quando recebi e vi o resultado procurei meu clínico e ele me encaminhou a fazer a Punção de tireóide. Fiquei assustada. Devo já marcar o exame ou marco uma consulta pro endócrino verificar a ultrassom e ver se realmente é necessário?
    Aguardo resposta.

  2. Dr. Hugo Luz
    02/11/2016 at 22:38 ·

    Olá, Maria de Fátima!
    Obrigado por participar do Blog com sua pergunta, ela é importante para você e para muitas outras pessoas passam por essa situação todos os dias.
    Vou dizer minha opinião: os clínicos, mesmo sendo médicos, podem não estar habituados ou atualizados com a questão dos nódulos na tireoide. Por consequência, podem criar ansiedade no paciente (por exemplo ao não explicar que 95% dos nódulos são benignos) ou até podem pedir exames desnecessários (mesmo com boa vontade de querer ajudar).
    Já para os especialistas, sejam endocrinologistas ou cirurgiões de cabeça e pescoço, a investigação de nódulos na tireoide faz parte do cotidiano da especialidade. Deverão passar total segurança na indicação ou não de uma punção e, caso seja necessária realmente, também saberão indicar os profissionais mais habilidosos de sua confiança para fazê-la de forma bem tranquila.
    Um forte abraço!

  3. Elisiane
    31/03/2017 at 20:25 ·

    Olá doutor!
    Minha mãe está com um nódulo no istmo da tireóide. Ela fez uma punção e deu grau 3 dá categoria Bethesda, ou seja, não dá pra saber se é maligno ou benigno. A médica mandou minha decidir se quer fazer a cirurgia ou acompanhar. Ela ficou sem respostas, afinal, a médica não deu opinião. Ela decidiu de início acompanhar, mas está extremamente nervosa com isso. Ela tem 75 anos, o que o senhor acha?
    Grata!

  4. Dr. Hugo Luz
    02/04/2017 at 23:40 ·

    Olá, Elisiane!
    Sua dúvida é muito pertinente. Não é fácil que sua mãe decida sozinha sobre qual a melhor escolha a tomar. A opinião médica é muito importante sim.
    Entendo perfeitamente a angústia que você deve estar sentindo pela ansiedade dela.
    Mas, uma atitude deve ser tomada.
    Para ajudar na decisão, sugiro que conversem a fundo com o especialista sobre os possíveis caminhos e até pedir uma segunda opinião.
    Não é apenas o laudo do exame citopatológico que vai definir a conduta.
    É importante considerar o lado emocional dela, assim como o exame físico de palpação do pescoço, os antecedentes clínicos e familiares, as características e imagens do nódulo no exame de ultrassonografia.
    Aí sim, sua mãe, em conjunto com a família e com o médico, poderão tomar uma decisão mais clara, coerente e tranquila.
    Abraços!

  5. Elisiane
    05/04/2017 at 20:36 ·

    Dr. Hugo, muito obrigado pela atenção! Ela terá uma consulta em maio, com outros médicos que estão acompanhando um pós cirúrgico de vesícula. Eu conversei com um dos médicos e ele pediu para levarmos os exames na próxima consulta, eles irão avaliar e dar uma opinião. Essa equipe também faz cirurgia de tireóide, então estou esperançosa com uma resposta mais objetiva. Muito obrigado!!! Abraços!

  6. Dr. Hugo Luz
    05/04/2017 at 23:53 ·

    Fico feliz por poder ajudar a orientá-las dentro do possível, mesmo à distância. Espero que os artigos Blog tenham ajudado. Muito obrigado por compartilhar suas dúvidas. Vai dando notícias! Fiquem com Deus! Abraço grande a você, sua mãe e família!

  7. Silvania
    06/06/2017 at 11:13 ·

    Bom dia estou amando esse blogue me ajudou muito tenho dois nódulos um com mais de 4 cm e estou querendo operar em setembro. Gostaria de saber se depois da alta posso voltar pra casa pois a cirurgia e na capital Vitoria ES e até a minha casa sao mais o menos 4 horas e viagem, e em quanto tempo posso voltar a cuidar da minha casa e pegar um dos meus filhos no colo que em setembro vai estar com 2 anos, também morro de medo da anestesia geral.

  8. Dr. Hugo Luz
    07/06/2017 at 21:43 ·

    Oi Silvânia!
    Obrigado pelo seu comentário! Ele enriquece nosso conteúdo e ajuda outras pessoas com as mesmas dúvidas que você.
    Sobre sua primeira pergunta a respeito da viagem, a resposta oficial vai ser dada mesmo pelo seu cirurgião de acordo com sua evolução. Geralmente a alta hospitalar é dada logo em cerca de 24 horas. Para os meus pacientes, eu recomendo que fiquem por perto na cidade nos primeiros dias, afinal é uma fase de risco aumentado para inchaço na área operada e também para a queda do cálcio (principalmente entre 48-72 horas após o procedimento). Costumo reavaliar meus pacientes no consultório após 3 a 7 dias da alta. Se estiver tudo bem, aí é que libero para viajar porque daí em diante o risco é muito baixo.
    Já sobre sua segunda questão, acredito que pegar seu filho de 2 aninhos vai ser um grande desafio! Em geral meus pacientes recém-operados felizmente costumam se sentir muito bem! E por isso naturalmente têm vontade de afrouxar um pouco nos cuidados… Mas nos primeiros 15 dias pelo menos, o ideal é respeitar a sua recuperação e não pegar peso ou fazer esforços físicos, devido ao risco aumentado de sangramento e inchaço no pescoço. A sugestão é colocar seus familiares para ajudá-la nesse período!!
    Em relação à anestesia geral, costumo dizer para os meus pacientes que esta é a melhor técnica que existe hoje em dia, porque é a mais confortável e segura. O medo dos pacientes costuma ser o de perder o controle da situação e não estar acordado para poder agir. Por isso é importante também você saber sobre seu anestesista e conversar com ele ou com seu cirurgião sobre seus receios. Na nossa equipe eles são extremamente cuidadosos com todos os detalhes (principalmente com a monitorização e segurança) e atenciosos, o que deixa o paciente bem à vontade!
    Espero a ter ajudado e esclarecido suas dúvidas.
    Uma ótima cirurgia e recuperação!

  9. Adriana
    24/06/2017 at 19:23 ·

    Boa noite dr. Hugo, primeiramente gostaria de parabeniza lo pelo excelente blog, me ajudou e tranquilizou muito.
    Bem tenho 35 anos e na realização de exames de rotina, foi descoberto um nodulo no lobo direito, a pedido medico repeti o exame dessa vez com dopler e o resultado foi nodulo no lobo direito sem calcificação apresentando vascularização periferica e central com predominio da primeira ( chammas III )
    O medico pediu punção, estou com um pouco de medo .

  10. Dr. Hugo Luz
    25/06/2017 at 15:02 ·

    Olá, Adriana!
    Fico feliz por ter ajudado a tranquilizá-la com o Blog!
    Existem vários critérios que usamos para decidir indicar uma punção, mas uma ultrassonografia bem realizada é fundamental na tomada de decisão.
    Não sei exatamente qual foi o critério usado pelo seu médico, mas pela descrição do nódulo que você informou, não vi até ali nenhum motivo de preocupação maior.
    Sobre seu medo, ele é uma reação natural do ser humano, ainda mais se você está preocupada com sua saúde e vida.
    Lembre-se sempre que a maioria dos nódulos de tireoide são benignos, e que a punção, quando realizada por um médico bem habilidoso e cuidadoso, costuma ser muito mais tranquila do que as pessoas imaginam.
    No consultório, como tenho acesso às imagens do ultrassom e posso correlacioná-las com a palpação do pescoço e a parte clínica, fica mais fácil estimar as possibilidades de doença. Assim como ajudar a delinear, lado a lado com o paciente, os melhores caminhos, evitando preocupações mesmo nas piores hipóteses.

  11. Adriana
    26/06/2017 at 10:24 ·

    Ola dr. Hugo
    Obrigada por responder e me tranquilizar, pois confesso que fiquei apavorada quando soube do meu diagnostico. Então pelo que eu entendi meu médico usou como critério o fato da vascularização estar central e periferica e chammas III, mas ele não forneceu muitos detalhes e como o Sr disse a falta de informação clara e de qualidade faz com que nos pacientes recorramos a internet e nem sempre entendemos ou achamos a interpretação correta.
    Por isso o seu blog foi de grande ajuda pra mim, pois estava desesperada . Dia 24 é minha punção, dai volto aqui para dar detalhes .

  12. Dr. Hugo Luz
    27/06/2017 at 14:36 ·

    Adriana, ficarei na torcida para que dê tudo certo com sua punção.
    Sempre tiver dúvidas, não hesite em perguntar a seu médico, por exemplo sobre o motivo da indicação.
    Ah… Uma dica que ajuda bastante após a punção é colocar uma compressa de gelo após o exame.
    E, se caso sentir algum incômodo ou dolorimento, pode usar um analgésico que esteja habituada.
    Abraços!

  13. Rita
    01/07/2017 at 11:31 ·

    Dr Hugo bom dia. Apos exame de USG da Tireoide tive como resultado: Tireoide apresentando forma e contornos regulares, tecido glandular de textura heterogênea, formação nodular hipoecoica solida no terço medio, LTD medindo 6 mm, cisto de conteudo anecoico no terço medio, LTD medindo 3 mm. Fiquei muito tensa com o resultado, como o dr mesmo disse, há uma certa ansiedade até a ida ao médico. Obrigada

  14. Rita
    01/07/2017 at 11:34 ·

    Dr minha idade 55 anos.

  15. Dr. Hugo Luz
    05/07/2017 at 15:10 ·

    Bem vinda ao Blog, Rita!
    No seu exame de ultrassonografia foram encontrados um nódulo na tireoide muito pequeno e um cisto menor ainda.
    Portanto, siga as orientações do artigo, afinal as chances de estar tudo bem são elevadíssimas!
    Mantenha sua mente tranquila sim até sua consulta.
    Abraços!

  16. Dr. Hugo Luz
    05/07/2017 at 15:15 ·

    A senhora ilustra bem o que acontece com a maioria das mulheres.
    Acima de 50 anos de idade é mais comum ter do que não ter nódulos na tireoide.
    O nódulo na tireoide é uma alteração muito frequente e a maioria deles são benignos, devendo ser apenas acompanhados clinicamente.
    Espero que tenha gostado do texto.
    Abraços!

  17. LISA
    13/07/2017 at 12:01 ·

    OLÁ DR. TENHO 45 ANOS E ESTOU COM NÓDULO NO LOBO ESQUERDO NA TIREOIDE E SENTINDO MUITO MAL…FOI FEITA UMA Ultrassonografia no dia 11/05/2017 – RESULTADO: NÓDULO DA TIREOIDE Heterogeneidade a custa de imagem Hipoecogênica de interface bem definida apresentando Halo isoecogênico medindo cerca de 2,4 x 1,8 cm, Doppler ChammasIII. No dia 28/06/2017 foi realizada uma PAAF resultado: Nódulo sólido e hipoecogênico, com halo periférico e intensa vascularização central e periférica, medindo 2.5 X 2.0 X 1.4 cm. Material enviado à Citologia. Resultado: Material Recebido PAAF de nódulo os esfregaços mostram leucócitos em meio a Hemácias. Não observaram células epiteliais. Amostra insatisfatória para avaliação diagnóstica. Material Hemorrágico, Bethesda I. Meus EXAMES DE SANGUE estão NORMAIS, MAS SINTO DOR, DIFICULDADE DE RESPIRAR. MINHA SEGUNDA BIOPSIA e cada vez é uma tortura pra mim quando faço esse exame, muito estressante, sinto muita dor por vários dias…DR, porque sinto dor latexamente no nódulo, minha voz altera muito e sinto muita dificuldade de respirar, sensação que a respiração é curta.

  18. Tainara
    19/07/2017 at 14:57 ·

    Olá, Dr Hugo!

    Me chamo Tainara, tenho 28 anos. Fiz a ultrassonografia da Tireóide ontem e a médica disse que tenho um nódulo “bem grandinho”. O laudo foi: Nódulo em lobo direito classe IV de Chammas. Gostaria de saber se realmente vou precisar fazer a punção e se, estando nesse tamanho (1,4 x 1,1 x 1,0 cm) a probabilidade de ser benigno ainda é maior do que de ser maligno?
    Aguardo Reposta!

  19. Dr. Hugo Luz
    20/07/2017 at 18:28 ·

    Oi, Lisa!
    Vejo que transcreveu várias informações dos seus exames.
    Não posso consultá-la por aqui, mas tenho como dar algumas sugestões e orientações.
    A primeira recomendação é que, se você está se sentindo mal, retorne assim que puder ao seu médico para que ele possa reexaminá-la e identificar o que é que está acontecendo.
    A punção da tireoide é para ser um exame muito tranquilo! Mesmo pessoas mais sensíveis à dor toleram bem o exame.
    Procure se informar sobre quais profissionais são mais delicados e cuidadosos para fazer o exame na sua localidade.
    Duas dicas para o período após a biópsia: fazer compressas com gelo na região (não se esqueça de proteger a pele com um paninho para não queimá-la) e usar analgésicos conforme a necessidade.
    Seu cirurgião de cabeça e pescoço ou endocrinologista pode especificar nomes de médicos que eles confiem mais para realizar o exame.
    Pelo menos é assim que faço com meus pacientes. Aqui em Fortaleza, por exemplo, tenho profissionais da mais elevada qualidade técnica e humana para realizar as punções dos meus pacientes.
    Felizmente é raríssimo acontecer algum inconveniente nas mãos deles.
    Sobre a sua dificuldade para respirar, não é comum um nódulo de apenas 2,5 cm causar todo esse desconforto. Talvez seu médico tenha que procurar outras possíveis causas para isso.
    Essa avaliação deve ser feita em uma consulta tradicional, através da coleta de uma história clínica mais detalhada, com um bom exame geral e do pescoço.
    Sugiro que retorne assim que puder a seu médico e informe tudo o que está sentindo, até que ele descubra a causa e a trate adequadamente.
    Abraços!

  20. Dr. Hugo Luz
    20/07/2017 at 19:40 ·

    Oi, Tainara!
    Obrigado por compartilhar sua pergunta no Blog.
    A respeito das informações, discordo um pouco da observação da sua médica: o tamanho de 1,4 cm para um nódulo de tireoide é considerado pequeno.
    Talvez ela quisesse de alguma forma dizer que o nódulo já teria dimensões não desprezíveis.
    Só para você ter ideia, não operamos de modo geral nódulos benignos nessas dimensões.
    Vamos em frente…
    Dra. Cristina Chammas é uma brilhante e jovem médica brasileira com quem tive a felicidade de aprender durante minha residência na USP.
    Ela, que é diretora do serviço de ultrassonografia do Instituto de Radiologia (InRad) do Hospital das Clínicas de SP, criou uma classificação conhecida mundialmente sobre a vascularização dos nódulos, baseada em seus estudos sobre os riscos de um nódulo da tireoide conter um câncer.
    Mas nem a classificação de Chammas tampouco o tamanho do nódulo devem ser usados isoladamente para determinar o risco de malignidade de um nódulo.
    Essa resposta deverá ser dada pelo seu médico, juntando todos os seus dados clínicos e do seu exame de ultrassom.
    Até então, sem outras informações, as chances maiores são de ser um nódulo benigno, mas não tenho como afirmar isso categoricamente.
    Forte abraço!

  21. Guilherme Carvalho
    27/07/2017 at 03:12 ·

    Bom dia! Excelente artigo. Muito obrigado por doar seu tempo e conhecimento para fornecer informações tão esclarecedoras e valiosas. Mais ainda, obrigado por ser um cidadão empenhado em salvar vidas e ajudar o próximo. Grande abraço! Fica com Deus.

  22. Dr. Hugo Luz
    01/08/2017 at 16:43 ·

    Parabéns, Guilherme, por também por propagar o bem.
    Muito obrigado pelos comentários!
    São eles que sinalizam que o conteúdo tem sido útil e é a minha maior motivação para continuar escrevendo.
    Amém! Que Deus o proteja e ilumine sempre!

  23. Cylene
    12/08/2017 at 09:27 ·

    Dr.muito bom esse blog,muito obrigada por dedicar seu tempo a esclarecer tantas dúvidas importantes.
    O meu pai fez uma punção,logo após descobrir nódulo na tireóide,e daí deu neoplasia folicular e indicação cirúrgica,estou um pouco preocupada,ele já tem 85 anos,como é feita a cirurgia,é de risco?
    Obrigada!

  24. Tafnes
    14/08/2017 at 22:30 ·

    Boa noite!
    Tenho um nódulo na tireoide e o crescimento dele tem sido assustadoramente rápido, dentre os cinco anos que acompanho ele desenvolveu muito e hoje mede cerca de 2,2 centímetros, porém fiz diversas punções e todas deram benigno e sua estrutura é a mesma. Devido o tamanho que se encontra devo retirar parcialmente já que encontra-se no lobo direito ou tiro total.

  25. Andreia
    15/08/2017 at 15:02 ·

    Olá,

    Estou com 3 nódulos na tireoide, sendo que um deles a medica solicitou a punção, deu que esta em grau chammas III, marque para semana que vem, sera que tem chance de ser maligno? estou com muito receio de fazer a punção, e dolorida?

  26. Adriana
    16/08/2017 at 12:59 ·

    Ola dr. Hugo td bem??
    Conforme ja havia comentado , tive um diagnostico de um nodulo, o medico pediu punção e o resultado foi: COMPATÍVEL COM NÓDULO FOLICULAR BENIGNO (CATEGORIA II-BETHESDA). O Sr. poderia me explicar melhor, ainda não consegui marcar medico.
    Grata pela atenção

  27. Alessandra
    22/08/2017 at 11:36 ·

    Olá dr. Hugo.

    Sou Alessandra e tenho 30 anos.

    Recentemente minha médica pediu uma ultrassom da Tireoide e o resultado foi : presença de lesão ovalada sólido-cística, circunscrita no terço inferior do lobo direito, medindo 2,1 x 1,1 cm (transcrito diretamente do exame).
    A atitude dela foi apenas me encaminhar para um cirurgião de cabeça e pescoço. Disse que esse nódulo tinha que ser retirado o mais rápido possível. Procurei um especialista que me disse que o nódulo era grande e que tinha que fazer uma pulsão assistida por ultrassom para saber se era benigno ou maligno.
    Estou um pouco assustada por que nenhum dos médicos me deram maiores informações sobre esse nódulo, ou pediram uma ressonância antes de pedir uma pulsão?
    Esse nódulo é realmente grande?

    Desde já parabéns pela pagina com um trabalho maravilhoso!!!

  28. Dr. Hugo Luz
    30/08/2017 at 06:37 ·

    Cylene, fico feliz de poder ajudar no que mais gosto de fazer!
    A idade é um fator que demanda cuidados quando pensamos em uma cirurgia com anestesia geral.
    Com uma pessoa jovem tomamos cuidado também, porém com o idoso o perfil de saúde muda e os detalhes são mais abrangentes.
    Mais importante que a idade em si é o estado da saúde geral do seu pai.
    Estando a indicação da cirurgia bem respaldada, sugeriria que ele fizesse uma boa avaliação pré-operatória com um geriatra e um cardiologista.
    O geriatra cuida de detalhes específicos de um paciente de 85 anos.
    O cardiologista checaria a saúde do coração.
    Eles sim poderiam dar com muito mais propriedade a resposta a sua pergunta sobre o risco.
    Obrigado por mandar sua dúvida.
    Abraço grande!

  29. Lenilza
    01/09/2017 at 11:33 ·

    Os nódulos me acompanharam a vida toda, nascem , crescem muito então, preciso retirá-los.
    já foram retirados das duas mamas, histerectomia total, e agora apareceram 2 na tireoide, no terço inferior do lombo esquerdo 1,0 x 0,5 cm e 1,5 x 0,7 cm, fui submetida a punção o primeiro (bócio nodular associado à degeneração cística secundária e o segundo amostra insuficiente para fis diagnósticos. Sou uma pessoa tranquila e minha ginecologista sempre me acompanhou e me tranquiliza, a questão é que o aparecimento e desenvolvimento acelerado deste filhotes me deixam chateada. Na minha família apenas eu sou acometida deste festival de nódulos.

  30. Dr. Hugo Luz
    08/09/2017 at 11:18 ·

    Olá, Tafnes!
    Vou tentar esclarecer melhor como é o raciocínio para se indicar uma cirurgia da tireoide nesse caso.
    Quando o nódulo é benigno pela punção (ou punções), isso indica que iremos tender a indicar o procedimento cirúrgico quando o volume do nódulo causar uma repercussão no corpo da pessoa.
    Essa repercussão de modo geral ocorre através da compressão das estruturas vizinha à tireoide, que são traqueia (tubo por onde passa o ar) e esôfago (tubo por onde passam os líquidos e alimentos). Se a pessoa tem sintomas relacionados a essas possíveis compressões, aí sim a cirurgia estaria muito bem respaldada.
    O crescimento do nódulo também deve ser observado. Nódulos com tendência a crescimento também podem ser operados.
    O desafio é identificar o melhor momento para a cirurgia: nem precoce demais, quando ainda não repercussões, nem tarde demais, quando a cirurgia fica maior.
    Se optarem pela cirurgia, as possibilidades de extensão também devem ser conversadas previamente com o seu médico: pese as vantagens e as desvantagens de um procedimento parcial e total.
    Abraços!

  31. Dr. Hugo Luz
    08/09/2017 at 11:38 ·

    Oi Andreia!
    Não tenho como avaliar o motivo da sua médica ter solicitado a punção, mas geralmente a pedimos quando queremos avaliar a possibilidade do nódulo ser maligno.
    É pelas características do nódulo à palpação e ao exame de ultrassom que quantificamos melhor esse risco.
    Estatisticamente falando, no geral, as chances de ser benigno são muito maiores do que ser maligno.
    A punção pode ser super tranquila, mas também pode ser dolorida sim.
    O que podemos fazer, afinal, para que a punção seja bem feita?
    Na minha opinião, o principal a fazer é procurar um profissional habilidoso e cuidadoso, com mãos bem treinadas, para um procedimento o mais tranquilo possível.
    Seu cirurgião ou endocrinologista podem te indicar um médico de confiança, com essas virtudes.
    Assim você poderá cuidar da sua saúde sem receios!
    Abraço grande e um ótimo exame!

  32. Dr. Hugo Luz
    08/09/2017 at 11:41 ·

    Oi, Adriana!
    O resultado é o melhor possível, compatível com um nódulo benigno.
    Para entender melhor, leia o post sobre bócio no Blog. E, depois, claro, fale com seu médico.
    Segue o link:

    http://cabecaepescocofortaleza.com.br/bocio-tireoide-benigna/

    Abraços!

  33. Dr. Hugo Luz
    08/09/2017 at 12:23 ·

    Alessandra, obrigado pela pergunta e comentários!
    Vamos lá: primeiramente, pela descrição que você transcreveu do seu exame, até então parece se tratar de um nódulo benigno, aparentemente não grande a ponto de indicar uma cirurgia no momento.
    Existem cirurgiões que indicam cirurgia apenas pelo nódulo atingir um determinado tamanho.
    Mas, pela minha formação, experiência como especialista e entendimento da literatura médica atual, não acredito que o tamanho deva ser um critério isolado. Este deve sim ser um critério avaliado junto aos sintomas e sinais de compressão que o nódulo possa gerar no organismo da pessoa, como você pode ler no post do Blog sobre indicações de cirurgia:
    http://cabecaepescocofortaleza.com.br/indicacoes-de-cirurgia-de-tireoide/
    Sobre a indicação de punção, provavelmente deva estar bem indicada, não só para afastar a chance de ser um nódulo maligno, mas também numa tentativa de ajudar a diminuir suas dimensões, afinal o nódulo possui um componente cístico (líquido), que pode ser aspirado.
    Sobre a ressonância, Alessandra, este é um exame que não usamos de forma rotineira para avaliar um nódulo. Ela é pedida em situações extremamente raras hoje em dia.
    Espero ter ajudado!
    Abraços!

  34. Dr. Hugo Luz
    08/09/2017 at 12:34 ·

    Oi, Lenilza!
    Entendo sua preocupação pelo fato de ter já se submetido a todas essas cirurgias, mas seus nódulos na tireoide, pelo que você informou, parecem pequenos dessa vez!
    É muito importante que sua ginecologista tenha esse cuidado com sua saúde.
    Mas acredito que procurar um especialista, na minha opinião, seria o melhor caminho a percorrer agora.
    Talvez seja necessário repetir a punção do nódulo cujo resultado da punção veio como insuficiente.
    Se confirmar também como benigno, provavelmente seu caso demandará apenas acompanhamento médico rotineiro.
    Abraços!

  35. Tamires
    09/09/2017 at 10:49 ·

    Dr. Hugo o ginecologista pediu usg da tireoide e descobri duas imagens nodulares na tireoide no lobo direito e ja sao apalpaveis a primeira predominante cistica com componete solido (chamas 3) medindo 28.0 x 11.00 mm. E outro de consistencia solida e homogeneo (chamas 3) medindo 15.8 x 11.0 mm, ainda vou levar este exame pra endocrinologista, qual procedimento ou exame que o senhor ver que vai ser indicado pra mim…

  36. Joana
    13/09/2017 at 01:49 ·

    Olá doutor gostaria de fazer uma pergunta, pois estou muito preocupada, passei no indocrino pra fazer exames de rotina fiz de sangue e ultrasson da tireoide que pra minha surpresa acusou dois nódulos os de sangue da tireoide estão todos normais, ele me passou uma biopsia com agulha fina mais citologia estou com muito medo de ser câncer, lendo sua materia parece tao simples os nodulos na tireoide , mais pelo que o medico me disse o meu caso não é tão simples assim, vou fazer a biópsia dia 28 desse mês e pegar o resultado depois de 10 dias úteis, doutor não consigo pensar em outra coisa. Vou colocar as características do meu nódulo pra ter sua opinião, se puder dizer alguma coisa agradeço.
    Tireoide de dimensões aumentadas, contornos regulares, ecogenicidade preservada e ecotextura
    heterogênea pela presença de:
    – nódulo isoecóico, de contornos mal definidos, sem calcificações, sem halo, medindo cerca de 9 x 7
    mm no terço inferior do lobo direito.
    – nódulo isoecóico, de contornos mal definidos, sem calcificações, sem halo, medindo cerca de 11 x
    8 mm no terço médio do lobo esquerdo.
    Istmo delgado, sem evidências de alterações focais.
    O lobo tireoidiano direito mede: 57 x 17 x 18 mm.
    O lobo tireoidiano esquerdo mede: 57 x 16 x 18 mm.
    O istmo mede: 3,0 mm.
    Volume tireoidiano: 17,6 cm³.
    Não se observam linfonodos atípicos.
    Estudo ultrassonográfico evidencia:
    – Tireóide de volume aumentado.
    – Nódulo tireoidiano bilateral.

  37. Dr. Hugo Luz
    13/09/2017 at 07:09 ·

    Olá, Tamires!
    A sequência habitual no melhor entendimento dos seus nódulos deverá provavelmente ser a realização da punção e dos exames de sangue.
    A PAAF (ou punção aspirativa por agulha fina) além de ajudar a diagnosticar a natureza dos nódulos, também pode levar a redução do volume do seu nódulo maior, que tem componente cístico (líquido).
    Já os exames de sangue podem ser solicitados para avaliar suas taxas hormonais e se existe anticorpos sendo fabricados contra a sua tireoide.
    Obrigado pela pergunta.
    Abraços!

  38. Dr. Hugo Luz
    13/09/2017 at 07:41 ·

    Olá Joana!
    Bom ouvir que sentiu essa sensação de que lidar com nódulos seja algo tranquilo ao ler os posts!
    Ainda assim acredito que essa perspectiva seja muito mais nossa, dos especialistas, do que dos pacientes.
    Isso provavelmente porque para você, enfrentar isso tudo é algo novo.
    E é normal se sentir ameaçada.
    Enquanto para nós é algo bem corriqueiro, do nosso cotidiano. Felizmente estou acostumado com os bons resultados!
    De qualquer forma, vejo que ainda continua bem ansiosa pela possibilidade de um câncer de tireoide.
    Para se defender mentalmente, pense que as maiores chances são de benignidade e que, mesmo que na pior das hipóteses desse um resultado maligno, realizando o tratamento correto, seriam altíssimas as taxas de cura, para nódulos tão pequenos.
    Procure bons especialistas para estarem junto a você e te tranquilizarem.
    Um ótimo exame!
    Abraços!

  39. Patricia
    29/09/2017 at 16:46 ·

    Dr. Hugo, primeiramente parabéns pelo site e esclarecimentos. Gostaria de ajuda. Fiz vários exames solicitados por médicos ginecologistas, mas eles não nos esclarecem direito.
    Exame 1 (0707/2015): Nódulo sólido com halo hipoecogênico com vascularização periférica em lobo esquerdo medindo 0,7 x 0,5 x 0,6 cm. Chammas II.
    Exame 2 (29/09/2017): Nódulo sólido hipoecóico em lobo esquerdo com vascularização central e periférica com predomínio periférico medindo 1,1 x 0,6 x 0,7 cm. Chammas III .
    anti-tpo: 20 UI/ml
    anti tireoglobulina: 506 UI/ml
    O que significa esses resultados ruins? :-(

  40. Dr. Hugo Luz
    03/10/2017 at 23:03 ·

    Olá, Patrícia!
    Fico feliz que tenha gostado do site!
    Sobre seus exames, o ideal é que um especialista os interprete junto a você.
    A intenção do Blog é que as pessoas entendam cada vez mais e se ajudem nos cuidados com a própria saúde, mas não uma consulta específica.
    Quando avaliamos os nódulos, a sequência evolutiva é sim muito importante.
    Mas também são essenciais, por exemplo, as imagens dos exames de ultrassonografia, a palpação do pescoço e os antecedentes familiares.
    Sobre os valores de referência dos exames laboratoriais, eles também variam de acordo com o método e laboratório.
    Quando anticorpos são produzidos contra a própria tireoide (anti-tireoglobulina, por exemplo), isso pode significar um quadro de tireoidite. Isso pode levar a alterações hormonais (como também os hormônios podem não se alterar) ou nódulos.
    E para explicar sobre algo pessoal e tomar as chamadas condutas médicas, a consulta tradicional é a situação correta.
    Portanto, procure um cirurgião de cabeça e pescoço ou um endocrinologista para ajudá-la e vá tranquila!

  41. Andressa
    04/10/2017 at 12:33 ·

    Parabéns pelo blog, ajudar muito.
    Tenho vários nódulo e um bem aparente no istmo da tireoide. Fiz 4 punção e deu grau 3 dá categoria Bethesda, ou seja, não dá pra saber se é maligno ou benigno.
    Diante do ultimo resultado minha medica, me solicitou uma ultrassonografia com doppler e disse que caso o nódulo tenha aumentado, que seria necessário fazer a cirurgia, caso contrario tenho a opção de esperar de 3 a 6 meses para fazer outra biopsia. Se o nódulo estiver menor, acha melhor aguardar para fazer outro PAFF ou melhor partir para cirurgia.

    Obs: O ultimo PAFF esperei 6 meses para repetir.

  42. Dr. Hugo Luz
    04/10/2017 at 22:44 ·

    Oi, Andressa!
    A medicina realmente não é uma ciência exata, por isso trabalhamos em muitas situações com probabilidades.
    A classificação de Bethesda nos revela, por exemplo, as chances do nódulo conter um câncer ou não.
    E a evolução temporal também nos diz muito.
    Como de modo geral os tumores de tireoide são indolentes (de crescimento lento), costumamos solicitar novo ultrassom ou punção em alguns meses.
    Sua médica me parece bastante prudente pelo modo que conduz seu caso.
    Assim como você me parece bem disciplinada e cuidadosa com sua tireoide. Parabéns!
    Muita saúde!

  43. cristiane
    10/10/2017 at 11:15 ·

    Dr. todo nódulo sólido é malígno?

  44. Dr. Hugo Luz
    12/10/2017 at 21:23 ·

    Boa pergunta, Cristiane!
    Os nódulos da tireoide podem ser basicamente enquadrados em 3 categorias: os císticos, quando são compostos por líquido; os sólidos, quando são preenchidos por células; e os mistos, que misturam componentes líquido e sólido.
    Em todas as 3 categorias, a chance de benignidade supera em muito o risco de um câncer.
    Nos císticos, praticamente todos são benignos.
    Em relação aos nódulos mistos, também temos uma grande proporção de benignos. Ficamos mais atentos quando um nódulo misto tem uma área chamada “vegetante”. Isto é, ao identificarmos uma parte sólida crescendo a partir da parede dele.
    Para os nódulos sólidos, a chance de um câncer é cerca de 5 a 10% apenas.
    Dependendo das suas características, o especialista pode indicar prosseguir a investigação ou somente acompanhar clinicamente.
    Obrigado por compartilhar sua pergunta.
    Muita saúde!

  45. Willie
    16/10/2017 at 21:45 ·

    Dr. Hugo primeiramente parabéns por ser tão atencioso com as perguntas feitas, fiz um exame de ultrassom e deu um nodulo volumoso nodular, com margens bem definidas e regulares, isoecoico, heterogênea, apresentando pequenas áreas cisticas no interior e alguns focos de calcificação, sem halos. O que me preocupou foi o tamanho de 5,75×3,0 cm. O nodulo não me incomoda em nada, nem esteticamente e nem afeta nada no corpo, minha pergunta é a seguinte após o exame do PAAF se o resultado for benigno que é o que espero, tenho que fazer a cirurgia, o módulo costuma aumentar ? É o tamanho do nódulo aumentado é indicação de malignidade?

  46. Dr. Hugo Luz
    17/10/2017 at 08:21 ·

    Willie, nódulo na tireoide é um tema muito atual e preocupante para muitas pessoas.
    Por outro lado, é também um assunto carente de leituras e orientações médicas mais adequadas.
    Conforme espaços como este Blog se desenvolvem, graças a sua pergunta e os questionamentos de todos que passam por aqui, acredito que as informações vão ficando mais claras.
    De modo geral, não utilizo o fator “tamanho do nódulo” exclusivamente como um indicativo da necessidade de cirurgia.
    Pelas dimensões do nódulo conseguimos sim ter uma boa ideia sobre o caso, mas devemos somar outros dados para tomarmos as condutas.
    Um exemplo mais didático seria uma jovem de 30 anos com um nódulo benigno de tireoide de 3cm versus uma senhora de 80 anos com o mesmo nódulo.
    O fator “idade” do paciente conta muito, pois teoricamente a jovem de 30 anos terá muito tempo de vida para que seu nódulo cresça e possa causar problemas um dia, pendendo a “gangorra” da decisão para o lado da cirurgia, ao contrário da senhora de 80 anos em que o nódulo provavelmente nunca lhe causará mal.
    Mas… e se, no caso da jovem paciente, no exame de imagem (ultrassonografia) subsequente, 6 meses depois, o nódulo se encontrar com os mesmo 3cm?
    Por que não simplesmente observar e acompanhar, se a paciente for disciplinada?
    O timing correto de se indicar uma cirurgia para um bócio (nódulo benigno) nem sempre é exato. Mas juntos, o bom médico especialista e o paciente cuidadoso e consciente, em acompanhamento próximo, conseguem melhor encontrar essa resposta.
    No seu caso, um nódulo de mais de 5cm é muito provável que já cause compressão de estruturas adjacentes.
    Isto poderia ser melhor avaliado e comprovado com uma simples radiografia de tórax ou pescoço, que mostre a repercussão do nódulo sobre a traqueia, que é o “tubo” por onde passa o ar. Checamos se há desvio de traqueia ou extensão para o tórax.
    Ainda sobre nódulos grandes, o risco de lesão do nervo laríngeo e, principalmente, das paratireoides (as glândulas pequeninas que regulam o cálcio), aumenta em cirurgias de tireoides muito volumosas. Outro motivo para não deixarmos o nódulo da tireoide crescer demais, ok?
    Já sobre o risco ser maligno, o tamanho do nódulo não é preditor de malignidade. A punção (PAAF) irá esclarecer melhor sobre a natureza do nódulo.
    Muito obrigado por mandar suas perguntas.
    Muita saúde!
    Grande abraço!

  47. Fernanda
    19/10/2017 at 11:41 ·

    Bom Dia Dr. Hugo!
    Primeiramente parabens pelo Blog! Ajuda muito quem está passando por um momento de insertezas como eu! Bom em um exame de rotina com minha Ginecologista (ecografia da tireoide) foi constatado dois nódulos, um no lobo direito e outro no lobo esquerdo.
    Fui indicada para o Endocrino onde me solicitou a pulsão. Fiz a pulsão e tive os resultados abaixo:
    Lobo Direito: nódulo sólido medindo 0,8cm. Negativo para células malignas.
    Lobo Esquerdo: nódulo sólido medindo 1,7cm com calcificação. Presença de várias células foliculares, algumas com atipias.
    Sugere-se avaliação histológica do nódulo esquerdo.

    Este foi o resultado que tive da Pulsão, fiquei bem assustada e procurei duas opniões com Endócrinos especialistas em tireóide e os dois me indicaram a cirurgia.
    Me informaram que onde fiz a Pulsão, o médico patologista não utiliza esta Classificação de Bethesda, mas por já terem experiência com este patologista me informaram que com base no Laudo minha classificação seria a IV.

    Estou com medo de ser câncer e também estou em dúvida se faço outra Pulsão em outro local, ou isto não alteraria meu resultado pois nesta já apresentou estas atipias?

    Estou apreensiva neste sentido, se faço outra análise ou já parto para cirurgia conforme indicado por eles?

    Aguardo sua resposta!

    Obrigada!

  48. Luciane Baptista
    20/10/2017 at 11:42 ·

    Boa tarde doutor….
    Pra ser sincera adorei o blog, principalmente porque verificamos na internet e já entramos em pânico… Tenho 35 anos.
    No meu caso fui passar no clínico e informei que estava com dificuldade de engulir e ele pediu o ultrassom da cervical.o resultado do exame foi: glândula tireóide tópica,com superfície regular,ecotextura homogênea e dimensões normais.
    Nódulo medindo 15mm em terço médio esquerdo.
    Linfonodomegalias bilateral tipica, nódulo tireóideano a esquerda.
    A médica que fez o ultrassom pediu para retornar no médico o mais rápido. Mas como não tenho plano só tenho consulta com ele em dezembro, então estou preoculpada. Se o senhor poder ajudar. Desde já agradeço

  49. Celia cavalcantel
    25/10/2017 at 20:22 ·

    Boa noite doutor,tenho 47 anos e meu exame deu:Nódulo misto hipoecogenico de contornos regulares,localizado no istmo à esquerda,medindo 0,9×0,4×0,9 cm.
    Tenho uma dúvida,meu plano de saúde ainda está em carência,só termina em fevereiro de 2018.
    Meu endócrino me pediu para fazer a punção,posso esperar até acabar a carência do plano?
    Corro algum risco não fazendo de imediato,para saber se é benigno ou maligno?
    Estou muito apreensiva,com medo de esperar até fevereiro.
    Obrigada.

  50. Ednalva
    27/10/2017 at 13:15 ·

    Gostaria de saber se tem algum alimento que faz o nódulo crescer, sei lá. Tenho nódulos mas,hoje ela esta digamos inchada,é até difícil engolir. Estou esperando uma ultrassom ja à mais de meses, o que devo fazer?

  51. DIANA
    27/10/2017 at 14:37 ·

    Parabéns dr. pelas informações.
    ,Realizando exames de rotina descobri um nódulo na tireóide de 2.1×1,7 cm com características heterogênea na porção inferior do istmo, predominantemente isocogênica ao parênquima adjacente, algumas áreas anecoicas/ císticas de permeio, contornos regulares e limites definidos, com fluxo predominantemente periférico ao collordopller( chammas3). Estou MUITO NERVOSA POIS VOU TER QUE FAZER PUNÇÃO…

  52. Paula
    27/10/2017 at 17:44 ·

    Boa tarde, doutor!! Obrigada pelo artigo tão esclarecedor. Sei que a internet não é o melhor local para de buscar esclarecimentos médicos…assim, encontrar as informações dispostas aqui no site foi uma grata surpresa e ajudou a manter minha mente tranquila.
    Fiz ultra-sonografia com Doppler e foram observados múltiplos nódulos, a saber:
    Lóbulo esquerdo superior
    N1: nódulo sólido hipoecogênico com contornos bem definidos, com reforço acústico posterior, de forma alongada medindo 15x8mm;
    N2: nódulo sólido hipoecogênico com contornos discretamente irregulares de forma ovalada, com reforço acústico posterior medindo 6x4mm;
    Estudo coloDoppler mostra equivalente fluxo central periférico com ducto RI=0,4

    Lobo esquerdo inferior
    N3: nódulo sólido hipoecogênico com contornos discretamente irregulares de forma ovalada, com reforço acústico posterior medindo 5x4mm;
    N4; nódulo sólido hipoecogênico com contornos discretamente irregulares de forma inalada com reforço acústico posterior medindo 3x4mm;

    Lobo direito superior
    N1: nódulo de textura mista, de contorno indefinido, com área anecóica medindo 7x7mm, provavelmente correspondendo degeneração cística, medindo o nódulo 20x9mm. Estudo coloDoppler mostra equivalente fluxo central periférico componente sólido no módulo RI=0,4
    N2, N3 e N4: presença de três pequenos nódulos de padrão ecografico sugestivo cisto coloidais, medindo 5x4mm, 4x3mm e 3,8×2,4mm;
    N5: nódulo sólido hipoecogênico com contornos bem definidos com reforço acústico posterior, medindo 5x4mm;

    Lobo direito inferior
    N6: nódulo sólido isoecogenico ao parênquima com contornos discretamente irregulares medindo 6x4mm, com predomínio periférico com RI 0,4mm;
    N7: nódulo de padrão ecografico coloidais, medindo 4x2mm

    São 11 nódulos no total. O exame foi feito por rotina ginecológica, mas há alguns meses venho sentindo a região da garganta dolorida, muito seca e com grande produção de secreção. Não sei se tem relação com os nódulos e não cheguei a estranhar pois tenho histórico de amigdalites de repetição.
    Tenho 31 anos e, no geral, sou uma pessoa saudável. Não fumo e bebo socialmente.
    Tenho dois tios (irmãos da minha mãe) que tiveram câncer…um na garganta e outro na tireoide.
    Ainda não levei o exame ao medido pois estou aguardando a data da consulta. Devo me preocupar? Devo procurar um endocrinologista com urgência?
    Desde já agradeço imensamente pela resposta!!

  53. Dr. Hugo Luz
    29/10/2017 at 15:00 ·

    Olá, Fernanda!
    Primeiro comentário é que esta situação da descoberta de nódulos na tireoide através de exames de checkup solicitados pelos ginecologistas é super frequente.
    E o segundo passo da sua história também. É muito prudente o ginecologista, ao constatar um nódulo na tireoide de uma paciente sua, encaminhar ao especialista.
    Pelo que você refere, o nódulo do lado direito é benigno e do esquerdo, indeterminado.
    Pela descrição que você transcreveu, é bem provável que seu nódulo (do lobo esquerdo) se enquadre na classificação de Bethesda IV, quando as células de um tumor benigno são indistinguíveis das malignas apenas por critérios da punção.
    No seu caso, seria necessário a avaliação da cápsula do nódulo e dos vasos sanguíneos que o percorrem.
    Se o laboratório de patologia for confiável, acredito que a indicação de cirurgia no seu caso estaria bem embasada.
    Outra possibilidade de conduta, ao invés de repetir o exame de punção, seria fazer uma chamada “revisão de lâminas” em um outro laboratório de patologia.
    Minha sugestão seria você procurar um cirurgião de cabeça e pescoço experiente em sua região que conheça os melhores laboratórios de patologia e ouvir sua opinião, já que você tem dúvidas sobre a indicação.
    Abraço grande!

  54. Dr. Hugo Luz
    29/10/2017 at 15:10 ·

    Luciene, boa tarde!
    Fico feliz que este Blog tenha sido um local de esclarecimento para você!
    Os dados do seu exame de ultrassonografia mostram apenas o lado da tireoide, o local exato do nódulo da tireoide (terço médio) e seu tamanho.
    Linfonodomegalia é quando um linfonodo está aumentado; mas a palavra “típica” sugere um linfonodo não canceroso.
    Siga a leitura deste artigo, que ele é elucidativo para seu caso.
    Isto é, as chances de benignidade devem ser grandes a priori.
    E, mesmo que venha a ser um nódulo suspeito, as chances de cura com um tratamento adequado são elevadíssimas.
    O fator “idade” é muito importante no entendimento das doenças da tireoide.
    Pacientes jovens como você já entram pra o grupo de menor risco de gravidade.
    Minha sugestão é que você vá mesmo ao especialista confiável, mesmo que demore um pouco mais.
    Abraço grande e muita saúde!

  55. Dr. Hugo Luz
    29/10/2017 at 15:36 ·

    Oi, Célia!
    Sou do tipo de médico que prezo por fazermos o MELHOR POSSÍVEL para nossa saúde e vida.
    Seu exame de ultrassom mostra apenas alguns dados sobre seu nódulo.
    Não é possível fazer uma análise pormenorizada.
    Esta pergunta era ideal para ter sido feita ao seu especialista no momento da sua consulta, porque ele teria em mãos as imagens do exame de ultrassom e os demais dados clínicos para embasar melhor a resposta a essa sua pergunta.
    De qualquer forma, 4 meses pode ser muito tempo!
    Você pode sim estar correndo algum risco, se o especialista crê que seja preciso fazer o exame.
    Minha impressão é que se o endocrinologista acreditasse que você se pudesse esperar, ele poderia ter solicitado uma nova ultrassonografia da tireoide em alguns meses.
    Mesmo assim, nada de desespero!
    Minha sugestão é que siga a orientação do seu médico de confiança e não fique amarrada à carência do seu plano.
    Se vier como nódulo benigno, você irá comemorar bastante e tranquilizar sua mente.
    Caso o diagnóstico demande uma cirurgia, você estará fazendo provavelmente o melhor possível para sua saúde.
    Abraços!

  56. Dr. Hugo Luz
    29/10/2017 at 22:02 ·

    Ednalva, boa tarde!
    Embora alguns alimentos, quando ingeridos em excesso e por um longo período de tempo, possam interferir com o metabolismo da tireoide, sua proibição não é aconselhada para quem tem problemas com a glândula.
    Devemos evitar abuso diário no uso do sal de cozinha e de alimentos que possam predispor a bócio, como o repolho, nabo, soja e couve, por exemplo.
    Mas o ideal é que se mantenha uma alimentação saudável e balanceada.
    Se você tem nódulos visíveis e que te prejudicam ao engolir, procure outros caminhos para realizar o exame de ultrassonografia o quanto antes e a ajuda especializada.
    Muita saúde!

  57. Danielle
    30/10/2017 at 10:03 ·

    Bom dia Doutor Hugo. Parabéns pelo blog e por ser tão atencioso. Fiz uma punção de um nódulo de tireóide (indicação pelo tamanho – 16mm e vascularização), já que clinicamente não há sintomas e a função da glandula está normal pelo exame laboratorial. O laudo citopatológico foi conclusivo para Categoria II: Benigno, compatível co bócio nodular. Porém, o laudo anatomopatológico (por cellblock), foi inconclusivo (Bethesda I), sendoo motivo amostra acelular.. Precisarei repetir o exame?

  58. Dr. Hugo Luz
    31/10/2017 at 15:29 ·

    Bem vinda, Diana!
    Sobre seu nódulo, o istmo é a região central da tireoide: a “ponte” que une o lado direito com o esquerdo da glândula.
    Essas áreas císticas e as demais características falam a favor de um nódulo benigno.
    Segundo a Associação Americana de Tireoide, provavelmente foi solicitada a punção porque seu nódulo tem mais de 1,5 cm e essas características.
    Mas as chances de benignidade superam as de um câncer.
    Portanto, sugiro que mantenha a tranquilidade e faça a punção com um profissional de boa referência na sua região.
    Muita saúde!

  59. Dr. Hugo Luz
    31/10/2017 at 15:42 ·

    Paula, boa tarde!
    Entendo sua preocupação com o seu exame por conta do seu histórico familiar.
    Pelo fato de ter caso de câncer de tireoide na família, sugiro que seja sim mais rigorosa no acompanhamento.
    Mas nada de desespero!
    Entendo que quer uma resposta mais precisa, mas um ultrassom com 11 nódulos é melhor visto no consultório.
    Só assim podemos hoje esmiuçar os nódulos da tireoide 1 a 1.
    E checar se existe algum ou alguns deles que se destaquem para uma avaliação mais aprofundada com uma punção, por exemplo.
    O exame físico médico (ou seja, palpar a tireoide) e conferir as imagens da ultrassonografia são passos muito importantes na tomada de decisão.
    Sobre a garganta dolorida e com secreção, talvez isso reflita uma infecção da região e um médico otorrinolaringologista poderia ajudar mais sobre essas queixas.
    Sugiro que procure um endocrinologista ou um cirurgião de cabeça e pescoço para avaliar seus nódulos da tireoide.
    Agende com um bom especialista na sua região.
    Não tem urgência, mas também não é bom negligenciar e deixar para depois.
    Abraço grande!

  60. Inês
    31/10/2017 at 17:42 ·

    Oi Dr
    Meu exame de ultrassom deu o seguinte Ausência de linfonodomegalia glândula submandibular direita com nodulo sólido, hipoecoico,com contornos regulares sem sinais vasculares no seu interior medindo 2,05 x 1,57 cm
    Devo me preocupar Dr com o resultado

  61. Dr. Hugo Luz
    31/10/2017 at 21:55 ·

    Olá, Danielle!
    Entendi a indicação da punção. Realmente a depender do padrão de vascularização do nódulo da tireoide podemos ficar inclinados a solicitar o exame de punção, para verificar a possibilidade de um câncer de tireoide, ainda mais quando os vasos são distribuídos na parte central do nódulo.
    Quem estudou muito sobre isso foi uma dedicada radiologista brasileira chamada Maria Cristina Chammas, que criou uma classificação para esses padrões de vascularização dos nódulos tireóideos.
    Na sequência, você menciona sobre o exame citopatológico.
    Esse exame nada mais é que o resultado da punção. “Cito”=células.
    Na PAAF (punção aspirativa por agulha fina) não é removido um pedaço do tecido e sim um aspirado de células. Por isso essa denominação.
    E Bethesda II é a classificação que engloba o bócio, uma alteração benigna.
    O chamado cell block é quando o médico lava a agulha da punção com soro e tenta resgatar mais algum material.
    Pelo jeito, isso não rendeu nenhuma célula a mais análise, resultando num laudo de Bethesda I.
    Se apenas 1 nódulo foi puncionado, o laudo final deveria vir como Bethesda II, afinal em uma das amostras já veio material suficiente para concluir a favor de um diagnóstico benigno.
    Volte ao seu médico e esclareça com ele.
    Se foi isso mesmo que aconteceu, provavelmente você não precisará repetir o exame de punção.
    Abraço grande!

  62. Dr. Hugo Luz
    31/10/2017 at 22:28 ·

    Oi, Inês!
    A glândula submandibular não tem relação com a tireoide.
    Ela fica localizada por baixo da mandíbula e é uma glândula produtora de saliva.
    Nódulos na glândula submandibular têm cerca de 50% de chance de serem benignos e 50% de serem malignos.
    Seu nódulo é considerado pequeno, portanto, a preocupação que você deve ter é a de procurar sim um cirurgião de cabeça e pescoço.
    Um bom especialista vai ajudá-la a cuidar bem da sua saúde.
    Abraço grande!

  63. Inês
    03/11/2017 at 10:26 ·

    Dr Hugo Luz

    Obrigado pela sua atenção
    esto muito preocupada
    E já tenho médico agendado

  64. Genilda
    04/11/2017 at 06:18 ·

    Olá Dr Hugo bom dia. Muito bom o seu artigo, fiquei bem mais tranquila com as informações, parabéns pela iniciativa. Me tira uma dúvida por favor eu fiz já três exames de US dá tireoide, todos identificaram a presença de nódulos. O último tem a seguinte descrição: N1: nódulo misto – espongiforme, sem calcificações, nem halo e periférico, mais largo que alto, no terço inferior do lobo esquerdo medindo 2,5 x 1,2 x 1,8 cm, apresentando vascularização central e periférica, predominado a periférica ( Chammas III)

    N2: nódulo misto predominantemente sólido, heterogeneo, lobulado, parcialmente delimitavel, sem calcificações nem halo periférico, mais largo do que alto em terço médio/inferior do lobo direito medindo 3,9 x 1,6 x 1,5 cm, com vascularização apenas periférica (Chammas II)

    N3: nódulo sólido hipoecóico – quase anecóico com contornos imprecisos e irregulares, sem calcificações, nem halo periférico, no terço superior do lobo direito medindo 0x5 x0,4 x 0,6 cm, sem vascularização ao doppler (Chammas I)

    Exame evidência imagens com nódulos – um em lobo esquerdo (TIRADS 2), dois em lobo direito (TIRADS 4 e TIRADS 5 respectivamente)

    Há grandes riscos de ter malignidade?

    Desde já agradeço a atenção!

  65. DIANA
    04/11/2017 at 12:38 ·

    OBRIGADA DR PELA ATENÇÃO E POR SUA EXPLICAÇÃO! Fiz a punção no dia 3 /11/17 estou no aguardo do resultado! Foi tudo muito tranquilo!

  66. Dr. Hugo Luz
    07/11/2017 at 15:24 ·

    Ótimo, Inês!
    Você já está no caminho certo!
    Abraço grande e boa consulta!

  67. Dr. Hugo Luz
    07/11/2017 at 15:28 ·

    Maravilha, Diana!
    É muito legal você compartilhar que foi tudo tranquilo com sua punção.
    Esta atitude sua nos ajuda muito a tranquilizar quem está prestes a passar pelo exame da punção.
    Estou na torcida para que dê tudo certo!
    Abraço grande!

  68. Dr. Hugo Luz
    07/11/2017 at 17:26 ·

    Genilda, boa tarde!
    A classificação TIRADS pode ser usada para quantificar os riscos de malignidade em um nódulo de tireoide.
    Ela não é usada em todos os serviços de radiologia, mas alguns a adotam nos laudos, para ajudar o especialista na decisão de puncionar ou não um nódulo.
    No TIRADS acima de 4 começa a haver maior suspeita, e é provável que o médico queira prosseguir na investigação.
    Abraço grande!

  69. Pedro
    08/11/2017 at 14:28 ·

    Olá doutor. Aqui de Portugal, meu exame de sangue deu 4.2 de TSH a minha médica solicitou uma ecografia a tiróide, já na ecografia foi encontrado um nódulo de 23 mm e o aumento do TSH deve-se ao bócio. Como minha mãe já fez cirurgia a tiróide o médico me falou q era melhor fazer uma biópsia. Sendo homem com 32 anos estou assustado pois não paro de pensar que esse nódulo seja mesmo câncer. Parabéns pela informação que você passa, mais médicos como VC são necessários. Abraço.

  70. Cristina
    10/11/2017 at 16:22 ·

    Boa tarde Dr. Hugo,
    Tenho 35 anos, fiz uma ultrassom de tireoide e apareceu um nódulo com as seguintes características:
    Nódulo bastante hipoecogênico sem halo e com bordas irregulares no terço médio/inferior do lobo direito medindo 0,9×0,7 cm (discreto fluxo central, sem fluxo periférico). nota-se linfonodos nível 6 de ambos os lados com aspecto reacional e medindo até 0,8cm.
    Qual a porcentagem de ser maligno o nódulo com estas características? Caso seja maligno o nódulo, pode ter ocorrido metástase para os linfonodos mesmo o nódulo sendo pequeno?
    Obs: Na dia que realizei o ultrassom estava com dor de garganta, isso pode ter alterado os linfonodos?

  71. Diana
    11/11/2017 at 07:22 ·

    Bom dia Dr. aqui está o resultado do exame de punção.

    CITOPATOLÓGICO
    Material:
    – PAAF DE NÓDULO NO LOBO ESQUERDO DA TIREÓIDE.
    – Examinadas dez lâminas.
    Adequação do material: Satisfatório.
    Interpretação: Esfregaços benignos.
    Impressão: Alterações consistentes com nódulo colóide cístico e hemorrágico.
    Grande número de histiócitos carregados de hemossiderina.
    Grupamentos de células foliculares hiperplásicas.
    Prevalência de malignidade: 0 a 3%.
    Sistema Bethesda para exame de tireóide: Categoria II.

    Estou aguardando o dia da consulta para mostrar ao medico, que será no próximo mês.

    Gostaria que o Dr me informasse se tem tratamento ou somente cirúrgico.

    UM FORTE ABRAÇO!!

  72. Dr. Hugo Luz
    20/11/2017 at 22:20 ·

    Olá, Pedro!
    É uma alegria muito grande saber que as informações do Blog estejam ajudando os queridos portugueses.
    Vamos aos comentários.
    O TSH é uma sigla em inglês que se refere ao hormônio que regula a tireoide. Thyroid stimulating hormone ou hormônio estimulador da tireoide.
    Os valores de referência de normalidade do exame de TSH podem variar de acordo com o método do laboratório, faixa etária do paciente e, para gestantes, de acordo com o trimestre da gestação.
    Por isso a interpretação do resultado deve ser feita sempre junto a seu médico.
    A ecografia, ou como costumamos chamar mais comumente no Brasil, a ultrassonografia, serve para checar a anatomia da glândula e complementar o estudo da mesma.
    Por isso é importante a realização de ambos: os testes sanguíneos e os exames de imagem.
    Sobre o termo bócio, ele é usado quando queremos nos referir a um aumento benigno da tireoide. Pode ser difuso, quando a glândula está globalmente aumentada, ou nodular.
    Um nódulo de 23mm em geral acaba sendo investigado com punção, ainda mais se sabendo do histórico familiar.
    Claro, levamos em conta também as características do exame de imagem e da palpação do pescoço.
    Como você deve ter lido nesta postagem, a maioria dos nódulos de tireoide são benignos.
    Portanto, pense a princípio sempre em coisas boas!
    Na pior das hipóteses, caso possa vir um diagnóstico de um câncer de tireoide, isso também não é motivo de desespero.
    Hoje em dia conseguimos a cura na maioria das vezes.
    Minha sugestão é que você procure sempre os melhores profissionais porque nossa saúde é preciosa e assim você ficará sempre mais confiante e seguro.
    Muita saúde e um grande abraço!

  73. Dr. Hugo Luz
    20/11/2017 at 22:41 ·

    Olá, Cristina!
    Entendo sua ansiedade em tentar identificar qual o risco do seu nódulo conter um câncer de tireoide.
    Mas esses dados do ultrassom devem ser interpretados no consultório junto ao especialista, que tem acesso à palpação do pescoço, às imagens registradas no exame de ultrassonografia e pode dar uma resposta completamente individualizada.
    Avaliamos em conjunto cada informação acerca das característica do nódulo e, assim, solicitamos a PAAF nos casos indicados.
    Os linfonodos são órgãos de defesa do sistema imunológico.
    Eles são os pontos mais comuns de metástases do carcinoma papilífero.
    Mesmo nódulos pequenos (que incluem nódulos menores de 1cm, os chamados de micronódulos) podem sim disseminar metástases para o pescoço.
    Porém a palavra “reacionais”, sugere linfonodos inflamatórios.
    Um quadro de dor de garganta pode alterar o aspecto dos linfonodos, porque eles ficam ativados para o reconhecimento no invasor e fabricação de anticorpos.
    Procure ser objetiva e ir atrás de um especialista de alta confiança para você prosseguir sua avaliação.
    Muita saúde!

  74. Dr. Hugo Luz
    20/11/2017 at 22:50 ·

    Olá, Diana!
    Obrigado por sua participação.
    A maioria dos casos de bócio são de acompanhamento clínico sem cirurgia.
    Você poderá ler mais sobre nódulos benignos e bócio no post específico aqui no Blog mesmo:

    http://cabecaepescocofortaleza.com.br/bocio-tireoide-benigna/

    E também sobre as indicações clássicas de cirurgia:

    http://cabecaepescocofortaleza.com.br/indicacoes-de-cirurgia-de-tireoide/

    Abraço grande!

  75. Inês
    24/11/2017 at 09:07 ·

    Oi Dr tudo bem
    Eu fiz tomografia é o resultado foi o seguinte imagem cistica localizada no espaço submandibular à direita não são observados realces anomalias pós contraste (não são evidências linfonodomegalias) tenho retorno com médico dia 15/12
    Obrigada pela atenção bjos

  76. Name Maria
    26/11/2017 at 08:06 ·

    Oi Dr! Minha mãe tem vários nódulos na tireóide e um deles apresenta o tamanho de 3,5cm x 2,1cm contendo material sólido, ecogenicidsde e de difícil individualização. Esse nódulo cresceu desde o último ultrassom em 2015, por isso o médico pediu uma PAAF que será realizada na próxima quinta -feira e estou com muito medo de malignidade. Ela tem 69 anos, nenhum sintoma, e exames de sangue sem alterações. Aguardo resposta e obrigada por ajudar tantas pessoas desesperadas como eu!

  77. Dr. Hugo Luz
    01/12/2017 at 14:04 ·

    Boa tarde, Inês!
    A região submandibular não ter nenhum relação com a sua tireoide.
    Este espaço fica por baixo do osso da mandíbula, ao contrário da tireoide, que se localiza abaixo do gogó.
    E cisto é uma bolsa de líquido, e não um nódulo propriamente dito.
    O cirurgião de cabeça e pescoço é o profissional médico mais adequado para avaliá-la.
    Boa consulta!

  78. Dr. Hugo Luz
    04/12/2017 at 22:59 ·

    Maria, boa noite!
    Em geral não é indicado repetir uma punção de um nódulo de tireoide de tempos em tempos se o nódulo não tiver uma punção prévia suspeita ou se o mesmo não mudar suas características.
    Porém, a mudança do padrão do nódulo é uma possível indicação de se realizar a punção.
    Como houve mudança das dimensões, o médico prudentemente pediu o exame.
    De qualquer forma, procure sempre manter a tranquilidade.
    Fiquem com Deus, um abraço grande!

  79. Maria
    05/12/2017 at 13:58 ·

    Dr, Hugo!
    Muito obrigada por retornar. Ela fez a punção pela alteração das dimensões mesmo, pois nunca havia feito punção, só acompanhava por ultrassonografia. Quando o médico realizou a punção falou que o material não tinha aspecto de malignidade, mas ainda estamos aguardando o resultado do exame nessa espera angustiante. Muito obrigada!

  80. Dr. Hugo Luz
    09/12/2017 at 11:36 ·

    Maria, estaremos juntos torcendo para que dê tudo certo!
    O médico experiente, quando faz a punção, costuma ter uma boa ideia do que deve estar acontecendo.
    Esperamos assim o resultado com mais tranquilidade.
    Muita saúde a ela e toda família!

  81. Fabiola Barreto
    13/12/2017 at 19:36 ·

    Olá Dr. Hugo, primeiramente gostaria de lhe agradecer profundamente por suas valiosas informações, gratidão!

    Estou em acompanhamento pelo SUS em São Paulo, há um ano identifiquei um nódulo bem visível em meu pescoço. Fiz a ultrassonografia e a punção de 4 nódulos em Abril deste ano. Meus exames de TSH, T3 e T4 estão com valores normais, mas me sinto muito cansada, com dificuldade de realizar as minhas tarefas. Também tenho sensação de sufocamento quando estou deitada, percebi que no período menstrual parece que a glândula fica mais inchada, porque incomoda muito mais, isso é possível?

    A conduta do cirurgião foi de aguardar para ver a evolução, me pediu nova punção e ultrassonografia, porque um dos nódulos que puncionei em Abril deu resultado Bethesda 3. Gostaria de sua opinião sobre indicação cirúrgica para o meu caso, e se realmente é necessário repetir punção. Eu já falei para a médica que minha vontade é de fazer a cirurgia para retirada, mas ela me disse que só opera nódulos acima de 4cm, isso tem me angustiado bastante.

    Semana passada fiz novo ultrassom, e apareceu um quinto nódulo, e um diagnostico no exame de bócio multinodular, com tireoide nas dimensões:

    Lobo direito 49x14x21mm
    Lobo esquerdo: 52x15x18mm
    Volume 16,1

    Foram encontrados 5 nódulos, sendo 4 nódulos mistos, predominantemente sólido, hipoecogênico, de contornos regulares, com calcificações grosseiras, com delgado hipoecoico (medidas: 19x10x14mm | 12x9x13 | 13x8x12 | 10x6x12mm) e um outro solido hipoecoico, de contornos regulares sem calcificações medindo 7x3x5 mm. Sendo que este último nódulo não aparece no exame de ultrassom feito a um ano atrás, apareceu agora neste ultimo exame que fiz… e para este nódulo menor que 1 cm a medica não pediu a punção.

    Minha avó materna está com câncer na tireoide, com indicação de quimioterapia, que irá iniciar semana que vem. Minha mãe teve câncer de mama este ano, já fez quimioterapia e cirurgia e agora está em tratamento de radioterapia.

    Viver o câncer tão de perto me deixou angustiada e temerosa por minha saúde, o senhor acha que devo procurar outro profissional? Ou o procedimento está correto?

    Muito grata!
    Fabiola Barreto

  82. Suely
    26/12/2017 at 23:59 ·

    Boa noite, gostaria de parabenizar e agradecer por todos os esclarecimentos sobre as sotuaçoes que ocorrem na tireoide. Fui diagnosticada apos US e punção “Suspeita para Carcinoma Papilifero Bethesda V”….. Nodulo hipoecoide lobo esquerdo de 1,3×0.7×09 cm e logo a conduta foi cirurgica. Gostaria de saber existe outro tipo de exame para uma confirmação mas precisa de malignidade……ou somente com a realização da remoção total da tireoide? Fico no aguardo! Fique com Deus!

  83. SUELY
    27/12/2017 at 11:17 ·

    Bom dia, ontem inseri uma postagem mas acho que não deu certo vou registrar novamente!
    Inicialmente obrigada por todas as informações e esclarecimentos sobre as situações relacionadas que surgem na tireóide!
    Fui diagnosticada com “Suspeita para Carcinoma Papilifero da Tireoide Bethesda V” após Us com punção do lobo esquerdo que mede 1,3×0,7×0,9cm, também tem no lobo direito nódulo 0,4×0,2cm e um cisto do istimo 0,4×0,1cm.
    Gostaria de saber se existe outro tipo de exame para a confirmação exata da malignidade, para não ser submetida a cirurgia da retirada total da tireoide?
    Fico no aguardo! Fique com Deus!

  84. Pedro
    02/01/2018 at 20:04 ·

    Boa noite, Dr Hugo Luz.
    Meu sobrinho e afilhado, um rapaz de 18 anos, muito amado por toda a família, já fez PAAF duas vezes em ambas deram Bethesda III. O laudo conclusivo do último foi esse : “CATEGORIA III DE BETHESDA – LESÃO FOLICULAR DE SIGNIFICADO INDETERMINADO (AMOSTRA REPRESENTATIVA DE PROCESSO PROLIFERATIVO DE CÉLULAS FOLICULARES, NÃO SENDO POSSÍVEL DIFERENCIAR, DO PONTO DE VISTA CITOPATOLÓGICO, ENTRE UM BÓCIO ADENOMATOSO OU NEOPLASIA FOLICULAR).”
    Estamos sem saber o que fazer, gostaria de ter sua recomendação. Há mais algum exame a ser feito antes de partir para uma cirurgia ?
    Deveríamos fazer uma terceira PAAF com outro profissional e analisada por outro laboratório ? Pergunto isso porque as duas primeiras PAAF foram feitas pelos mesmos profissionais. Muito obrigado, Dr Hugo Luz.

  85. Jessica
    05/01/2018 at 14:34 ·

    Boa tarde Dr.,tudo bem?

    Recentemente fiz um ultrassom da tireoide, solicitado pela minha endocrinologista e o resultado me deixou bem assustada e o meu retorno só acontecerá daqui a duas semanas. Vou descrever o relatado no exame, você poderia me dizer se terei que fazer uma punção ou se com essa características já é possível ter um diagnóstico? Desde já agradeço pela atenção :)

    Tireoide de dimensoes preservadas, contornos regulares, ecogenicidade preservada e ecotextura heterogênea pela presença de:

    -nódulo sólido hipoecóico, de contorno regulares, sem calcificações, sem halo, medindo cerca de 8x6x8 mm no terço superior do lobo direito;

    -cistos anecóicos, de contorno regulares, o maior medidno aproximadamente 7 mm, no terço médio do lobo direito;

    -cisto com pequena imagem hiprecócica puntiforme em seu interior, de contornos regulares, medindo aproximadamente 5 mm, no terço médio do lobo esquerdo, compatível com cisto colóide.

  86. Dr. Hugo Luz
    10/01/2018 at 10:30 ·

    Fabíola, bom dia!
    Parabéns pela pelas perguntas feitas de forma tão organizada.
    Primeiramente sobre sua queixa de cansaço, devo dizer que nem sempre a “coitadinha” da tireoide é a culpada por isso…
    Somos seres complexos e o cansaço tem múltiplos fatores biológicos e da nossa própria rotina que podem nos levar a ele, como trabalho, sono, estresse, e mesmo outras causas médicas, como a anemia e demais problemas clínicos.
    Isso vale de forma geral para todos os pacientes que apresentam nódulos na tireoide e que têm hormônios normais.
    Sobre a sensação de sufocamento quando se deita, acredito que uma opinião de um especialista em sono ou de um otorrinolaringologista possa ser interessante. De repente, isso pode até ter a ver com o seu cansaço ao longo do dia.
    Já em relação à sensação de inchaço do pescoço de acordo com o ciclo menstrual, sua observação está correta. Ao longo do ciclo da mulher pode haver momentos de maior retenção de líquidos, e seu ginecologista poderá te orientar melhor sobre essa queixa.
    Seguindo enfim à tireoide, não posso dar uma opinião específica sobre sua indicação cirúrgica porque não estamos em um consulta tradicional.
    Mas posso dizer que levo em conta vários fatores para tomar uma decisão tão importante, a começar pelo exame palpatório do pescoço, que nos dá muita informação sobre a consistência dos nódulos e volume dos mesmos.
    Gosto de lançar mão muitas vezes de uma simples radiografia do pescoço para avaliar se existem indícios objetivos de compressão da traqueia (tubo que leva o ar aos pulmões), dado que inclinaria ou não a decisão para uma cirurgia.
    Faço também um comparativo entre a ultrassonografia atual e os exames anteriores.
    A analogia é a seguinte:
    – 1 exame de ultrassonografia = 1 foto do estado da sua tireoide;
    – 2 ou mais exames de ultrassongrafia = “filminho” mostrando o padrão de crescimento dos nódulos e do volume da glândula.
    O seu histórico familiar deve sim servir como um alerta para sermos mais atentos.
    Claro que é esperado você ficar mais angustiada pelos casos de câncer de sua avó e mãe. Por isso talvez um acompanhamento psicológico possa te ajudar.
    Cuidado para que a preocupação com sua saúde não vire uma obsessão na sua mente, o que também pode causar sofrimento.
    Procure ser objetiva e cuidar para ter hábitos saudáveis e fazer os exames preventivos regularmente com os melhores médicos.
    Fique com Deus!
    Um abraço grande!

  87. Andrea Gonçalves Dainezi
    13/01/2018 at 02:04 ·

    Ola Dr Hugo, parabens pelo trabalho e.obrigada pelos esclarecimentos e alivio prestados. Realizei um ultrassom e como resultado saiu um nodulo solido isoecoico de contornos regulares, sem calcificacoes, com delgado halo hipoecoico medindo 9.2×4,2×7,4 mm no terço inferior do lobo esquerdo. O endocrinologista que passei solicitou punçao. É mesmo necessaria? Devo procurar uma segunda opiniao? Tem algum colega aqui em SP pra me indicar que tenha essa mesma ponderaçao que o Sr.
    Obrigada. Bom ano Dr.

  88. Dr. Hugo Luz
    16/01/2018 at 13:23 ·

    Boa tarde, Suely!
    A classificação Bethesda é utilizada universalmente em todo o mundo, padronizada para auxiliar o cirugião de cabeça e pescoço ou o endocrinologista na decisão da conduta médica junto ao paciente.
    Na categoria V, o risco é bem elevado de se tratar de um câncer de tireoide: de 60 a 75%.
    Por isso, a atitude preconizada e recomendada em geral nesses casos é a cirurgia.
    A análise anatomopatológica completa do nódulo deverá fornecer o diagnóstico final definitivo.
    Fique com Deus!
    Um grande abraço!

  89. Dr. Hugo Luz
    16/01/2018 at 13:27 ·

    Oi, Suely!
    Muitas vezes não consigo responder com prontidão a todos os comentários, mas sempre que posso o faço!
    Se seu perfil é mais conservador, pode perguntar ao seu médico sobre o exame de congelação, um tipo de biópsia feito durante o procedimento cirúrgico, que poderia avaliar a necessidade ou não da remoção total da tireoide.
    Converse com seu médico sobre todas as possibilidades.
    Abraço grande!

  90. Dr. Hugo Luz
    17/01/2018 at 07:20 ·

    Olá, Pedro!
    Obrigado por mandar sua dúvida.
    Vou dar minha opinião sobre como conduzo nesses casos.
    Primeiro, levo em conta todo o contexto clínico e familiar.
    Então, investigo sobre presença ou não de histórico de câncer na família, mais especificamente da tireoide; checo na palpação do pescoço se o nódulo é palpável ou não e sua consistência (se é ou não endurecida); confiro se a ultrassonografia foi bem executada e laudada, porque ela é essencial na quantificação do risco de um nódulo ser um câncer e mesmo na conduta. Vejo se existe mais de um exame de imagem e se houve ou não crescimento do nódulo ao longo do tempo. Por último, levo em consideração o laudo da punção.
    Você tem toda razão em questionar o fato de ambas punções terem sido realizadas pelo mesmo médico e laboratório de patologia.
    Também ajuda no refinamento diagnóstico procurar os radiologistas e patologistas mais experientes em citopatologia da tireoide.
    Por isso minha sugestão é que busquem os profissionais mais qualificados da sua região para avaliar a real necessidade de uma cirurgia diagnóstica e eventualmente evitá-la.
    Abraço grande em você, seu afilhado e família!

  91. SUELY
    17/01/2018 at 11:08 ·

    Bom dia muito obrigada por toda atenção! E agradeço de coração por todos os esclarecimentos , pois sei o quanto é corrido o tempo para quem atua na saúde! Darei noticias após a cirurgia. Estou receosa apenas de como meu organismo irá responder a cirurgia e se preciso for a resposta também da iodoterapia, mas tudo no seu tempo e com Deus passamos por tudo! Um feliz 2018 para o senhor !Fique com Deus!!!

  92. Dr. Hugo Luz
    17/01/2018 at 23:19 ·

    Olá, Suely!
    Parabéns pela suas suas contribuições!
    Sobre seus comentários, vida de cirurgião é corrida mesmo…
    Mas escrever aqui no Blog tem sido uma grande alegria para mim. Arrisco a dizer até que chega a ser tão recompensador quanto o próprio trabalho médico direto.
    Sinto-me bastante feliz com impacto que o Blog tem tido em esclarecer às pessoas pontos importantes sobre a saúde na minha área de atuação da cirurgia de cabeça e pescoço e da tireoide.
    Acredito fortemente que informar e educar geram saúde.
    Temos hoje um fluxo crescente de milhares de visitantes a cada mês, vindos de todo o Brasil, Portugal e até mesmo em outros países!
    Aguardo suas notícias e estaremos juntos na torcida para tudo transcorra perfeitamente bem e que sua recuperação seja maravilhosa.
    Desejo a você paz, felicidades e muita saúde neste ano que se inicia!
    Obrigado pelo carinho!
    Abraço grande!

  93. Dr. Hugo Luz
    17/01/2018 at 23:29 ·

    Olá, Jéssica!
    Agradeço sua pergunta, mas ela se enquadra em um caso específico de avaliação individualizada.
    Mas se você leu todo o texto do artigo, vai entender que deve ficar muito mais tranquila do que preocupada.
    Espero que você entenda minha limitação nesse momento, porque o Blog é feito para orientar as pessoas sobre a saúde de modo geral, e não para analisar dados específicos de um exame.
    O CRM preconiza que você vá até a consulta com o profissional qualificado para isso porque para a tomada de uma decisão importante, vários fatores além de um laudo de ultrassonografia são levados em conta pelo médico assistente.
    Procure um especialista atualizado e cuidadoso que seu caminho terá tudo para dar certo!
    Abraços!

  94. Cristiane
    18/01/2018 at 15:52 ·

    Boa tarde, Dr.!
    Em 2013: Foi visualizado um nódulo hipoecóide no lobo tireoidiano direito, que media cerca de 14,8 mmx11,5mm
    Em 2014: Ele passou a ter as seguintes características: nódulo ovalado , hipoecogênico, de contornos regulares, localizado no terço médio do lobo direito, medindo 1,6×0,9 cm, chegou a ser puncionado na época e infelizmente não consegui encontrar o resultado da punção, mas lembro que era liquido e o médico que me acompanhou na época, disse que iríamos apenas acompanhar pelo tamanho, mas não havia nada com que me preocupar, até porque não tenho alteração hormonal.
    Passei os anos seguintes sem acompanhar por questões pessoais, engravidei, perdi minha mãe, devido um CA de mama e só agora retomei o acompanhamento, MS não por acaso…
    Venho sentido, fraqueza, cansaso nas pequenas coisas como, andar, falar, falta de ar e uma tosse que já dura mais de 5 meses, que piora muito ao deitar…
    O clinico pediu um ultrasson da tireoide e também me passou remédios para asma(?) Pois fui para a emergência com muito cansaso e falta de ar, fiz raio x e o pulmão estava limpo e o médico me indicou uma injeção, que melhorou logo a respiração e disse que a causa poderia ser alérgica..
    Bom, fiz o ultrasson e apresentou, formação nodular hipoecóica, contornos bem delimitados com fluxo ao estudo com Doppler, sem calcificações em seu interior,localizado em polo superior do lobo direito, medindo 2,6×1,4 cm.
    Fui encaminhada para um endocrinologista(daqui a 1 mês), que possivelmente vai me encaminhar para um cirurgião de cabeça e pescoço, já que não tenho alteração hormonal. O clinico também me receitou medicamentos pra asma e que depois me encaminharia para um pneumologista, já que tenho um histórico de rininite e sinisite, apesar de que o quadro no momento é bem diferente, pois não tenho nariz entupido, espirro ou secreção, apenas a tosse, cansaso e falta de ar, mas no momento ele disse que eu deveria me preocupar com o nódulo que possivelmente deve ter que ser removido.
    Até que, ponto devo me preocupar…? Meu marido acha que, devo logo pular essa etapa e marcar ainda que particular uma consulta direto com o cirurgião até porque esse quadro tem atrapalhado minha rotina, não só pelo desconforto da tosse, mas pelo cansaso(falta de ar)..
    Desde já, agradeço a atenção.
    Cristiane

  95. Dr. Hugo Luz
    23/01/2018 at 17:48 ·

    Olá, Cristiane!
    Obrigado por sua participação no Blog.
    Resumindo um pouco seu relato, parece-me que suas queixas principais são a falta de ar e o cansaço.
    Para que um nódulo cause dispneia (nome médico usado para falta de ar), é preciso que ele tenha um volume muito grande, a ponto de deformar a traqueia, que é o tubo por onde passa o ar.
    Por isso a indicação cirúrgica precisa ser bem ponderada, se realmente é necessário operar nesse momento.
    Se a causa dos seus sintomas não for o nódulo da tireoide, os sintomas não melhorarão após o procedimento.
    Tanto um bom cirurgião de cabeça e pescoço quanto um endocrinologista podem realizar tal avaliação.
    E se os sintomas persistem, sugiro que retorne ao seu clínico ou pneumologista.
    Muita saúde!

  96. Márcia
    23/01/2018 at 18:57 ·

    Boa noite, Dr. Hugo! Minha filha fez uma Ultrassonografia da Tireoide e o resultado foi o seguinte: Presença de área nodular hipoecoica ovalada 1,1 x 0,5 cm, vascularizada, com RI de 0,72 localizada externamente ao polo inferior do lobo direito (Paratireoide? Linfonodo?) Observamos ainda outara área nodular hipoecoica alongada avascular de 0,8 x 0,3 com localizada externamente ao terço médio posterior do lobo direito. Tenho que me preocupar? Muito obrigada !

  97. Aline Esteves
    24/01/2018 at 09:39 ·

    Olá Dr. muito obrigada pelos esclarecimentos, realmente quando o médico pede pulsão ficamos muito apreensivas.
    Dr. Tenho Hipotireoidismo, desde os 12 anos faço tratamento, porém agora com 28 anos surgiram 3 nódulos (minha tireoide sempre foi “grande”) fiz a pulsão e a classificação foi II, meu médico que é cirurgião de cabeça e pescoço pediu acompanhamento a cada 6 meses e manteve o remédio para o hipotireoidismo, ai surgiu uma dúvida, os nódulos podem passar da classificação II para III ou mais dentro dessa classificação?
    Desde já muito obrigada e parabéns pelo excelente trabalho.

  98. Elizabete
    30/01/2018 at 15:27 ·

    Dr. Hugo, td bem?
    Que prazer tive, ao pesquisar sobre nódulo de tireoide, e encontrar seu site.
    Confesso que fiquei apreensiva ao descobrir os nódulos, acho que todo mundo fica ne?
    Mas mantenho a fé em Deus que td ficara bem.
    Tenho 50 anos e recentemente, ao passar pelo clinico para chek up, fiz alguns exames hormonais e meu THS deu muito baixo. Ele pediu para repetir e Tb me pediu USG de tireoide. Os resultados foram 03 nodulos:
    Imagem nodular solida, isoecoica, de contornos regulares, sem halo ou calcificações, localizada no terço médio do lobo direito, medindo 1.1 x 0.9 x 0.7 cm
    Imagem nodular, ecogênica, de contornos regulares com fino halo e sem calcificações, localizada no terço inferior do lobo esquerdo, medindo .09 x 0.7 x 0.8 cm
    Imagem nodular solida, ecogênica, de contornos regulares com fino halo e sem calcificações, localizada no terço médio d lobo esquerdo, medindo 0.5 x0.5 x 0.3 cm
    Ausência de massas ou linfonodos.
    O medico pediu punção dos 3 nódulos. Esse procedimento esta correto, pelo tamanho dos nódulos?
    Devo procurar uma 2 opinião?
    Grata pela atenção.

  99. Paulo
    30/01/2018 at 20:04 ·

    Ola dr estou um pouco desesperado .meu ultrassom de tiroide teve o seguinte dizeres : lobos tiroidianos com forma contorno e dimensao normal. Sua textura é basicamente homogênea destacando-se: formacao nodular mista com componente solido heterogêneo e hipocogenico com microcalcificoe apresentando vasculizacao periferica e central medindo 2,1 × 1,2 × 2,0 cm. Nao ha evidência limfodomegalias cervicais estruturas vasculare cervicais preservadas nao evidência de nodilos em topografia das paratireodes

  100. Dr. Hugo Luz
    02/02/2018 at 12:43 ·

    Oi, Márcia!
    O exame de ultrassonografia da tireoide deve ser avaliado por um cirurgião de cabeça e pescoço experiente.
    Para que vocês possam se situar um pouco: as paratireoides são glândulas que regulam o cálcio do nosso organismo.
    Elas ficam “grudadinhas” na tireoide, geralmente em número de 4.
    Podem ocasionalmente aumentar e gerar desregulação do metabolismo do cálcio no organismo.
    Linfonodos são órgãos de defesa presentes naturalmente no pescoço e também na região vizinha à tireoide.
    Claro, podem ser sede de doenças ou estarem normais.
    O médico deverá no contexto clínico pesquisar qual o significado dessas estruturas relatadas no exame.
    E para isso poderá fazer perguntas sobre sintomas específicos, pedir exames de sangue para checar se os níveis do cálcio e do hormônio das paratireoides estão em patamares adequados.
    Muitas vezes a imagem de um linfonodo normal pode ser confundido com a imagem de uma paratireoide, mesmo normal.
    Portanto, com tranquilidade, oriente sua filha a retornar com os exames na consulta dela com o especialista.
    Abraço grande!

  101. Maria Soares
    03/02/2018 at 10:12 ·

    Bom dia! Dr. Hugo, tenho 48 anos e num exame de rotina descobri que tenho cistos e nódulos. Mostrei o exame a ginecologista que disse que ficou preocupada com os nódulos mistos bilateral, um medindo 8 x 4mm e o outro 7 x 5 mm. Ja os cistos medem 5x3mm e o outro 4×4. O volume da tireoide é de 11, 6cm cúbicos. O exame diz que há ausência de linfonodomegalias cervicais e que os cistos são simples e de aspecto colóide, já os nódulos mistos, o exame diz ainda que tem contornos regulares sem halo de edema, sem calcificações. Por favor, Dr. Hugo, já marquei uma consulta com o endocrinologista, o senhor acha que é preocupante esse diagnóstico? Parabéns pelo blog, por ser LUZ para nossa ignorância sobre esse assunto e obrigada pela oportunidade de diálogo.

  102. Dr. Hugo Luz
    05/02/2018 at 22:52 ·

    Oi, Aline!
    Excelente pergunta!!
    Isso porque ela não é específica do seu caso e pode ajudar muitas pessoas com a mesma resposta.
    Casos como o seu são frequentes.
    Muitas pessoas têm nódulos benignos na tireoide, que se enquadram na classificação Bethesda II.
    Aliás, felizmente a grande maioria dos casos é assim!
    Duas coisas podem acontecer ao longo do tempo: surgimento de nódulos novos e alteração do padrão de nódulos tireóideos já existentes.
    Por isso seu cirurgião de cabeça e pescoço pede que você faça o acompanhamento da sua tireoide.
    Essa vigilância permite a nós tomarmos condutas de investigação (por exemplo, com nova punção) caso apareça algo suspeito ao longo do acompanhamento.
    Sendo mais objetivo, é muito raro a transformação de um nódulo de Bethesda II para III, IV, etc.
    E assim não indicamos cirurgias simplesmente pela existência de nódulos!
    Mas, como o aparecimento de novos nódulos pode ocorrer e, apesar de ser um evento raro, pode haver degeneração de um bócio de longa data para um câncer de tireoide, o acompanhamento especializado é fundamental.
    Abraço grande e muita saúde!

  103. Dr. Hugo Luz
    05/02/2018 at 23:24 ·

    Oi, Elizabete!
    Tudo em paz, graças a Deus!
    Fico muito feliz de saber que gostou do site e das informações.
    Essa apreensão ao descobrir nódulos na tireoide é muito frequente.
    Justamente pela ameaça de um câncer, de uma cirurgia, entre outros motivos.
    Vamos lá para os dados do seu caso que podem ajudá-la e também outras pessoas.
    TSH baixo deve indicar hipertireoidismo.
    Este hormônio é fabricado na hipófise, nossa glândula-mestra que fica dentro da cabeça.
    Quando o TSH está baixo sinaliza-se que deve haver mais hormônio da tireoide circulando na corrente sanguínea do que o necessário, e assim a hipófise fica desestimulada e pára de “querer induzir” a fabricação de mais hormônios tireoidianos.
    De acordo com as imagens e com as características específicas dos seus nódulos é que o médico solicita o exame de punção.
    A tendência e a recomendação da Associação America de Tireoide de 2015 é de se puncionar nódulos acima de 1,0 cm, porém, muitas vezes o especialista se depara com situações em que a PAAF de micronódulos pode ser indicada.
    Se você não sentiu confiança na indicação médica, pode retornar ao consultório do seu médico para esclarecer as dúvidas sobre as indicações ou mesmo procurar sim uma segunda opinião.
    Lembre-se que os especialistas habilitados para avaliar nódulos de tireoide são o endocrinologista e o cirurgião de cabeça e pescoço.
    Como existem hoje infindáveis escolas médicas, infelizmente muitas de péssima qualificação, bem como médicos desatualizados, certifique-se sempre da qualidade dos profissionais dos quais você busca ajuda.
    Muita saúde!

  104. Dr. Hugo Luz
    05/02/2018 at 23:26 ·

    Olá, Paulo!
    A interpretação dos dados específicos do seu exame deve ser feita pelo especialista em consultório.
    Com a leitura deste artigo, acredito que você deverá entender o contexto geral dos nódulos de tireoide e procurar a ajuda adequada.
    Muita saúde!

  105. Dr. Hugo Luz
    06/02/2018 at 21:20 ·

    Boa noite, Maria!
    O seu caso é bem ilustrativo porque a taxa de nódulos na tireoide em mulheres na sua faixa etária é muito elevada.
    Você está no caminho certo!
    Sua ginecologista cuidadosa tratou de solicitar a ultrassonografia e, vislumbrando a presença de nódulos na tireoide, a encaminhou ao especialista.
    Nódulos mistos pequenos e cistos coloides costumam ser benignos!
    Portanto, pode aguardar sua consulta com tranquilidade!
    Grande abraço e obrigado por sua contribuição no Blog!

  106. Cibele
    09/02/2018 at 21:41 ·

    Olá, Dr. Hugo, tudo bem?!
    Obrigada pelas informações trazidas até então através do artigo e das respostas.
    Realmente, para nós pacientes, a cada exame feito nos deparamos com novas informações e, muitas vezes, dúvidas, o que aumenta bastante a ansiedade por temermos algo que muitas vezes nem iremos desenvolver.
    Tenho sido acompanhada há cerca de 5 anos, por conta de dois nódulos benignos. Já foram realizadas três punções e em nenhuma delas foi detectada malignidade, sendo orientada a acompanhar apenas o crescimento dos nódulos. Apesar de serem benignos, esse crescimento me preocupa visto que exame após exame está sendo observado aumento de um dos nódulos, mostrando-se visível e palpável. Com as seguintes dimensões : LD (N: 4,8 x 2,6 x 3,6cm), LE (N:1,4 x 0,8 x 1,2cm) ambos com padrão CHAMMAS III; LD = 15,1cm3, LE = 4,1 cm3; Istmo sem alterações; Volume total da glândula = 19,2cm3.
    Além disso, recentemente meu irmão descobriu um tumor na tireoide, e foi submetido a tireoidectomia total…
    Diante dessas situações, gostaria de saber se os nódulos podem vir se apresentar como malignos futuramente e até que ponto é indicado manter a glândula da tireoide, visto que o nódulo continua em crescimento e já apresento bócio multinodular?

  107. Lisa
    12/02/2018 at 09:08 ·

    Olá Dr Hugo! Só agora visualizei sua resposta. Agradecendo primeiramente por me responder; fico grata! Dr. continuo na solução do meu problema e sintomas. Procurei esse ano 2018 um cirurgião de cabeça/pescoço pq o nódulo aumentou discretamente olhando no espelho, esse especialista falou que meu caso é cirúrgico, segundo o médico vou ter que repetir novamente e pela terceira vez o Paaf, me entristece pois fiquei traumatizada das duas ultimas que fiz com o mesmo profissional. Esse Dr indicou outro profissional para realizar o paaf, vou fazer no dia 22/02/2018. Dr. é preciso mesmo fazer a terceira Paaf? Sendo que duas anteriores deram resultado :BethesdaI? E é mesmo caso cirúrgico? Me oriente mais uma vez Dr! Fico grata pela atenção! Muito obrigada e fico no aguardo! Abraços

  108. Dr. Hugo Luz
    16/02/2018 at 09:45 ·

    Oi, Cibele, bom dia!
    Fico bastante entusiasmado de saber que o site e essa parte aberta aos comentários tem trazido alívio para muita gente que deseja informação sobre nódulos na tireoide.
    Pessoas com nódulos benignos, que fazem acompanhamento regular e com disciplina por médicos cuidadosos, têm tudo para estarem tranquilas.
    Isso porque se algo fugir do habitual, temos tempo e preparo para reagir a uma eventual novidade.
    Os nódulos podem crescer, se estabilizar ou mesmo diminuir.
    E o melhor modo de prevermos esse comportamento é através de exames de imagem (ultrassom) seriados, a cada 6 ou 12 meses, em geral, dependendo de cada caso.
    Com isso temos uma visão dinâmica, como um “filminho”, e uma ideia melhor sobre a evolução dos nódulos.
    Conseguimos de certa forma “prever” o futuro e nos antecipamos para evitar maiores riscos.
    Quando o nódulo está crescendo, o cirurgião de cabeça e pescoço vai sentindo esse padrão e pode perceber um momento em que pode ser preciso uma cirurgia, a partir de indícios diretos (sintomas do paciente), ou indiretos, por efeitos do nódulo crescido nos tecidos e estruturas vizinhas à tireoide.
    Mas não é só a visão do médico que é relevante: é de total e igual importância que o paciente seja ouvido.
    Se um nódulo estiver incomodando alguém, seja por ficar visível ou palpável, o próprio paciente pode pedir uma intervenção médica.
    Claro, é importantíssimo que o cirurgião explique tudo ao paciente sobre os riscos e benefícios da possível cirurgia.
    Sobre o risco de malignização de um nódulo benigno, ele é muito baixo. Mas aumenta em nódulos volumosos e em pessoas mais idosas.
    Obrigado pela sua participação no Blog!
    Muita saúde!

  109. Ana Dias
    17/02/2018 at 00:30 ·

    Boa-noite Dr Hugo,

    Meu marido tem 43 anos e percebeu um nódulo de 3cm após uma olhada no espelho .Depois de uma biópsia foi diagnosticado Bethesda IV. O médico indicou cirurgia pelo nódulo ser grande. O que me preocupa é que como saber se esse nódulo já deu metástases a distância ? Quais as chances de isso acontecer ? Ou apenas com tireoidectomia , mesmo sendo maligno poderia não ter metástases a distância ? E quais as chances de cura e tratamento caso sejam realmente detectados essas MD?
    Obrigada

  110. Ana dias
    19/02/2018 at 15:00 ·

    Ola dr Hugo,

    Meu marido tem um nódulo de 34mm que foi percebido recentemente. Após uma biópsia com resultado Bethesda IV com células de hurtle . Gostaria de saber como é essa classificação ? Pois se e considerado neoplasia folicular como saber se possuem células de hurtle malignas ou benignas ? O médico disse que fará a lobectomia e se houver grau de malignidade ele fará a tirodectomia . E possível antes da cirurfia saber qual tipo de neoplasia folicular realmente é maligna ? Ou pela punção mesmo não sendo nível V ou VI se saber se o nódulo e por si só maligno ou e ou com células benignas . Espero ter sido clara na minha questão. Pois Le sobre células degurtleque podem dar metástases a distância e isso me aflige e muito . Obrigada

  111. Dr. Hugo Luz
    21/02/2018 at 07:29 ·

    Oi, Lisa, bom dia!
    Obrigado por participar por aqui novamente.
    A primeira observação é que se o seu nódulo está visível, duas coisas podem estar acontecendo: ou ele está localizado no istmo (que é a porção mais superficial da glândula, que une os dois lobos da tireoide) ou ele já tem um volume razoável.
    Portanto, é bem provável que a indicação cirúrgica esteja adequada.
    A punção tem a finalidade de esclarecer mais sobre a natureza do nódulo. Ou, trocando em miúdos, saber se ele é benigno ou suspeito de maligno.
    Sabemos que existem profissionais com maior ou menor preparo para realizar uma punção.
    Em geral, o cirurgião de cabeça e pescoço ou o endocrinologista devem conhecer dentro da sua região de trabalho aqueles profissionais que são mais habilidosos para realizar o exame da PAAF.
    Então, pode ser que se você realizar uma terceira punção com outro médico, indicado pelo cirurgião de cabeça e pescoço, que ela seja bem mais tranquila.
    Outro aspecto é sobre o resultado Bethesda I.
    Ele pode ter basicamente 2 interpretações, e para entender melhor é necessário ver o exame de ultrassonografia.
    Se no ultrassom o nódulo for misto ou cístico, com um grande componente líquido, pode ser que na punção praticamente não se obtenha células, porque elas são escassas dentro do nódulo. Essa seria a primeira explicação possível.
    A segunda é que o nódulo seria sólido, mas o médico que fez a punção não conseguiu colher material suficientemente para uma análise.
    Não tenho e nem posso dar uma conduta médica por aqui porque isso deve ser feito com seu médico, mas acredito que possa ter clareado um pouco mais na sua cabeça sobre o que pode estar acontecendo.
    Mais uma vez, acredito ser fundamental o bom relacionamento com seu cirurgião, e essas perguntas diretas sobre o seu caso devem ser feitas e discutidas com calma no consultório.
    Aliás, creio que seria interessante você ir com mais algum familiar ou amigo, porque isso ajuda muito a reforçar o entendimento.
    E o próprio médico da punção, se tiver um bom relacionamento, pode dizer a você a impressão dele ao realizar o exame.
    Desejo um excelente exame, abraço grande!

  112. Joana
    21/02/2018 at 11:52 ·

    Boa tarde,
    Recentemente descobri que tenho dois microquistos coloides no terço médio do lobo direito ambos com 4mm e dois microquistos coloides no terço inferior do lobo esquerdo o maior também com 4mm.
    E estou também com algum problema de acne acha que pode ser devido aos quistos e alteração da hormona TSH? Como controlar?

  113. Name (required)Dora
    21/02/2018 at 13:08 ·

    Olá DR Hugo!
    Teho 44 anos e estou com vários nódulos na tireoide que ja acompanho a alguns anos, mas no último exame ffoi pedido uma punção devido o aumento de 2 nódulos. E o q mais me preocupa é o Chamas llll..Um nódulo tem 1,7 cmx0,9×1,5 apresenta vascularizacao mista comm predomminio de fluxo periférico. O outro tem 1,8×0,8×1,1cmm, apresenta vascularizacao mista co. Fluxo. Periferico ,tbm chamas lll. O que isso significa?? Estou muito preocupada…
    Obrigada

  114. Catia
    21/02/2018 at 19:35 ·

    Boa noite eu tenho dois nodulos com degeneração cistica um com 6mm e outro com 7mm sao grandes?? Fiz exame em fevereiro de 2017 e vou agora repetir

  115. Lisa
    22/02/2018 at 11:45 ·

    Bom dia Dr! Hoje DIA 22/02/2018, foi o dia da minha 3 punção PAAF da tireoide, graças a Deus foi tranquilo desta vez.
    Dr. não entendi muito o resultado do ultrassom com punção aspirativa…? Diz assim: Característica da imagem nodular. (IMAGEM NODULAR ISOECOGÊNICA, COM PEQUENOS CISTOS INTERNOS E HALO PERIFÉRICO E CONTORNOS DEFINIDOS, SEM SINAIS DE MICROCALCIFICAÇÕES, QUE MEDE: 2,8 X 1,5 X 2,2 CM. LOCALIZADA NO LOBO ESQUERDO. CONCLUSÃO: IMAGEM NODULAR NA TIREOIDE.
    MATERIAL ENVIADO À CITOLOGIA.
    A minha dúvida é com o resultado da PAAF anterior porque o resultado deu diferentes? Tipo a característica do nódulo? Pois foi o mesmo nódulo puncionado! Passando o resultado do Ultrassom da PAAF ANTERIOR realizada no DIA 28/06/2017.
    Realizada PAAF de nódulo SÓLIDO E HIPOECOGÊNICO, COM HALO PERIFÉRICO E INTENSA VASCULARIZAÇÃO CENTRAL E PERIFÉRICA NO LOBO ESQUERDO MEDINDO 2,5 X 2,0 X 1,4 CM.
    MATERIAL ENVIADO Â CITOLOGIA. Este o resultado foi: Os esfregaços mostram leucócitos em meio a hemácias. Não se observam células epiteliais. Amostra insatisfatória para avaliação diagnóstica. Material hemorrágico. Bethesda l.
    Agora torcer que este PAAF dê um resultado que seja positivo e não insatisfatório para proceguir com um tratamento e a minha melhora. Então Dr. com esses dados que lhe enviei tem como me dar uma luz? Qual será o proximo passo do meu tratamento? Será que vou ter que fazer cirugia? Ou outro tipo de tratamento? E se sim qual será? Me ajuda Dr. desde já fico agradecido pela paciência e atenção! Muito obrigada Dr. Deus esteja sempre contigo! :) Fico no aguardo!

  116. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 11:52 ·

    Olá, Andrea!
    Bom dia!
    As características do nódulo na ultrassonografia constituem um importantíssimo critério na decisão de solicitarmos ou não uma punção.
    Para isso usamos os chamados guidelines médicos no auxílio da decisão.
    Mas levamos em conta também a palpação, as imagens do exame, os antecedentes familiares e pessoais.
    E, desta forma, procuro fazer sempre uma decisão compartilhada com o paciente e bem individualizada.
    Caso você tenha ficado na dúvida ou não sentiu segurança na indicação, pode sim procurar uma segunda opinião.
    Se desejar, pode mandar um e-mail para drhugoluz@gmail.com que posso sugerir alguns amigos excelentes cirurgiões de cabeça e pescoço e endocrinologistas que atuam em SP.
    Abraço grande!

  117. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 12:24 ·

    Olá, Ana!
    Excelente pergunta, acredito que possa esclarecer a mesma dúvida de outras pessoas também.
    No caso da punção Bethesda IV, não sabemos sequer se o nódulo constitui um câncer ou não.
    Aliás, a maior chance estatisticamente é que não seja.
    No e-book sobre cirurgia da tireoide você pode entender melhor sobre essa classificação Bethesda e seus significados. Segue o link para baixá-lo gratuitamente:

    http://cabecaepescocofortaleza.com.br/cirurgia-da-tireoide/

    Ficamos muito ansiosos com essa dúvida, pacientes e mesmo os especialistas, mas temos que procurar ter os pés no chão e aguardar a biópsia final.
    Se confirmar um carcinoma folicular de tireoide, por exemplo, apenas após a tireoidectomia total é que costumamos ter essa ideia de como está o resto do corpo, através de um exame chamado cintilografia ou pesquisa de corpo inteiro.
    Não ajuda fazê-lo antes da cirurgia da tireoide porque o iodo radioativo usado para marcar as áreas de tecido iodo-captante iria se concentrar todo para a tireoide e não conseguiríamos ver o resto do corpo. A tireoide agiria mais ou menos como um “buraco negro”, absorvendo todo o iodo, sem nos deixar ver o restante.
    Minha sugestão é cuidar da mente nesse momento e procurar controlar a ansiedade.
    Só de saber que a maior chance seja de ser um tumor benigno já deve ajudar.
    Mas você pode ainda procurar ajuda psicológica, procurar meditar, conversar com o médico, e tomar atitudes positivas.
    Abraço grande a você e marido!

  118. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 17:56 ·

    Oi, Ana!
    As neoplasias foliculares atualmente precisam de uma avaliação completa do nódulo para a diferenciação entre os tumores benignos e os malignos.
    Isso porque as células de um carcinoma folicular (câncer) de tireoide se assemelham muito às de um adenoma folicular (benigno) e essa diferenciação geralmente não é possível de ser feita apenas com critérios do aspecto das células (citopatológicos).
    Para isso, costumamos indicar a cirurgia com a remoção do lobo (lado) da tireoide afetado pelo nódulo.
    Desta forma, o patologista (médico que avalia as doenças no microscópio), terá condições de avaliar toda a cápsula do nódulo e também seus vasos.
    Se existir algum ponto de invasão da cápsula ou dos vasos pelas células do tumor, aí é que se faz o diagnóstico de um carcinoma folicular.
    Quando se confirma a presença de um carcinoma folicular, pode-se totalizar a remoção da tireoide.
    Mas nem sempre esse diagnóstico é firmado na hora da cirurgia pelo exame chamado “biópsia de congelação”.
    Na maioria dos casos temos que esperar o resultado do biópsia final, ou exame de “parafina”, que costuma levar alguns dias.
    Traduzindo: na maioria das vezes a diferenciação entre um carcinoma e um adenoma folicular não pode ser feita nem antes e nem mesmo durante a operação.
    Procure se tranquilizar porque na maioria das vezes os nódulos são benignos.
    Fiquem com Deus!
    Abraço grande!

  119. Lisa
    27/02/2018 at 21:10 ·

    Boa noite Dr. Hugo! Eu aqui novamente…!

    Dr. saiu o resultado da punção, com esses resultados em mãos qual será meu próximo passo e tratamento?Gostaria muito da sua avaliação e opinião. Fico sempre grata ao Dr. por responder carinhosamente nossas mensagens e nos clarear sobre esse respeito. Fico aqui no aguardo e já agradecendo; MUITO OBRIGA!

    Punção Aspirativa por agulha fina
    Relatório clínico: Imagem nodular, isoecogênica, com pequenos cistos internos e halo periférico e contornos definidos, sem sinais microcalcificações, que mede 2,8 X 1,5 X 2,2 cm, localizada no lobo esquerdo da tireoide.

    Procedimento técnico: Recebidos 4 esfregaços fixados e 4 não fixados, os quais foram corados respectivamente pelos métodos de Hematoxilina-eosina e May-Gruwald-Giemsa.

    Exame Microscópico: Esfregaços Hipocelulares contendo pequenos agrupamentos de células epiteliais que representam núcleos volumosos, vesiculosos, com presença de fendas e contornos irregulares. O citoplasma é escasso e mal definido. Há hemácias e pequeno número de linfócitos maduros.

    Diagnóstico: Punção Aspirativa de lesão referida como Imagem Nodular do Lobo Esquerdo da Tireoide: ATIPIAS EM CÉLULAS EPITELIAIS DE SIGNIFICADO INDETERMINADO (CATEGORIA III DE BETHESDA).

  120. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 22:47 ·

    Olá, Joana!
    Cistos coloides milimétricos são alterações muito frequentes na tireoide das pessoas na população em geral.
    Felizmente, a imensa maioria não tem nenhuma repercussão sobre a saúde!
    Já a acne é uma doença que tem várias causas possíveis e é tratada idealmente por um médico dermatologista.
    Influências hormonais podem sim repercutir na acne.
    Sugiro que você procure um especialista para uma avaliação adequada dos seus hormônios da tireoide e um dermatologista para cuidar da sua acne da melhor forma possível.
    Abraço grande e muita saúde!

  121. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 23:10 ·

    Olá, Dora!
    Maria Cristina Chammas é o nome de uma radiologista brasileira extremamente competente que estudou a vascularização dos nódulos da tireoide e buscou correlacionar esses dados com o risco de um nódulo conter um câncer de tireoide.
    Nos seus estudos, ela constatou que quanto mais central a vascularização do nódulo, maior o risco de um câncer de tireoide.
    Por outro lado, quanto mais periférico o fluxo, menor o risco.
    Mas a vascularização do nódulo é apenas um dos critérios que podemos utilizar na quantificação desse risco.
    Ou seja, levamos em conta diversas características do ultrassom para tomar uma decisão de indicar a punção.
    Abraço grande!

  122. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 23:12 ·

    Olá, Cátia!
    Nódulos de poucos milímetros de tamanho são considerados pequenos!
    Geralmente demandam apenas acompanhamento por exames de ultrassom periódicos.
    Abraços!

  123. Dr. Hugo Luz
    27/02/2018 at 23:37 ·

    Olá, Lisa!
    Seu relato é muito importante para todos.
    Isso porque mostra a potencial diferença entre os médicos que realizam o exame de ultrassom e de punção.
    O exame ultrassonográfico é dito examinador-dependente.
    Por isso, é essencial a escolha de um bom profissional.
    Um exame bem feito pode ser crucial em ajudar o cirurgião de cabeça e pescoço a decidir sobre indicar ou evitar uma punção e mesmo uma cirurgia.
    Seguindo adiante, você dá outro exemplo parecido mostrando o quanto a habilidade do médico que realiza a punção pode variar, podendo ser um procedimento bem tranquilo!
    O resultado Bethesda I deve ser interpretado à luz do contexto clínico e do exame de ultrassom.
    Agora a decisão do seu tratamento vai depender basicamente do novo resultado da PAAF e das possíveis repercussões do nódulo da sua tireoide nas estruturas vizinhas a ele.
    Portanto, as condutas possíveis deverão ser sugeridas pelo seu especialista e discutidas com você.
    Sugiro que você pergunte todas as suas dúvidas e possibilidades e tenha um profissional no qual você deposite confiança e segurança para a tomada das decisões.
    Fique com Deus e muita saúde!

  124. Fabiana
    28/02/2018 at 19:44 ·

    Boa noite..meu endocrinologista me pediu uma punçao devido o nodulo ter crescido , sendo que ja fiz 2x paaf
    Unico lugar q meu plano cobre e deu categoria 1 nos dois!
    Oq eu faço ?
    Pode ficar fazendo um atras do outro?

  125. SUELY
    28/02/2018 at 22:54 ·

    Boa noite !
    Dr Hugo, espero que esteja tudo na paz de Deus!

    Realizei a tireoidectomia total e após a biopsia definitiva vai ser preciso realizar a Iodoterapia.
    Gostaria de saber se no seu blog fala algo mais detalhado sobre o PCI pré e pós, pelo que entendi é um tipo de exame que se faz antes e após a Iodoterapia é isso mesmo?
    E sobre a medicação Thyrogen tem diretriz para utilização?Quem solicita o uso é o cirurgião cabeça e pescoço ou o profissional da medicina nuclear?Estou um pouco receosa de entrar no estágio da hipo quando no período da dieta de iodo?

  126. Barbara
    05/03/2018 at 01:29 ·

    Dr. Hugo
    Fiz uma PAAF e deu Categoria Bethesda III (10 a 30%) de risco para malignidade.
    Em nota diz assim: Material constituído quase que exclusivamente de células de Hurthie. O diagnóstico diferencial se faz entre neoplasia de células de Hurtlie e Tireoidite de Hashimoto.
    Estou com muito medo e preocupada.O que isso quer dizer?
    Grata

  127. Barbara
    05/03/2018 at 01:34 ·

    Diz também: quadro citológico constituído por células foliculares tipo Hurthie em grupamentos ou isoladamente ao lado de vasos capilares, elementos inflamatórios e colóide. Fibrose.
    Me de umas explicações por favor.
    Grata

  128. Lisa
    05/03/2018 at 20:31 ·

    Boa noite Dr Hugo! Aguardando sua resposta da minha mensagem que enviei no dia 27/02. ansiosa para ter uma resposta e uma segunda opinião. Hoje me consultei com meu médico, segundo ele vou ter mesmo que fazer a tireoidectomia , mas continuo assustada e com medo, por mais que direi minhas dúvidas com ele, não me senti seguro. E o pior que no meu convênio só tem ele como cirurgião de cabeça e pescoço. Agora fiquei com medo! Dr. sempre grata por esclarecer minhas dúvidas e orientar da melhor maneira possível. Muito obrigada de coração. Fico aqui no aguardo da resposta! Fica com Deus! Ps : ( Na receita médica consta como Otorrinolaringologista e Cirurgião de Cabeça e Pescoço.) Mas pesquisando no CREMESP percebi ele o médico está ativo, mas não possui especialidade registrada no CREMESP. E agora? É assim mesmo? Posso confiar e me tranquilizar?

  129. Lisa
    05/03/2018 at 20:48 ·

    Um médico que consta como Otorrinolaringologista / Cirurgião de Cabeça e Pescoço que está ATIVO (CRM), mas que não possui especialidade registrada no ‘CREMESP’ ele está apto a exercer a profissão como CIRURGIÃO DE CABEÇA E PESCOÇO?… Por favor Dr. me orienta? Grata

  130. Karen Vasconcelos Souza
    06/03/2018 at 22:04 ·

    Boa noite,

    Em outubro minha ginecologista pediu alguns exames de rotina e juntamente pediu um ultrasson da tireoide. O mesmo apresentou um nodulo misto, sólido-cistico de contornos lobulados, sem calcificações, sem halo, medindo cerca de 6 x 4 x 5 mm no terço superior do lobo esquerdo. Ao estudo com Doppler foram observados discretos focos de fluxo vascular periférico (IR 0,53): PADRÃO II. No exame de sangue o TSH deu normal. Hoje fui em endócrino para verificar qual procedimento é o mesmo disse que o nodulo não apresenta risco e que não seria necessário punção, gostaria de obter uma segunda opinião, será que realmente não é necessário?

    Desde já agradeço!

  131. Dr. Hugo Luz
    07/03/2018 at 08:57 ·

    Bom dia, Lisa!
    Nosso tempo de cirurgião é escasso, mas sempre que posso procuro responder as perguntas mandadas aqui no Blog.
    Fico muito feliz de poder ajudar de alguma forma, esclarecendo dúvidas que podem ser pertinentes a todos.
    Claro, esse meio (internet) não me permite substituir a consulta médica nem influenciar a tomada de decisão ou conduta.
    Apenas procuro informar tal que as pessoas possam entender mais sobre a própria saúde e doença, para que a consulta seja mais clara e proveitosa.
    E, assim, agir da melhor forma com a intenção de buscar os melhores resultados.
    As informações que você transcreveu são específicas do seu caso e por isso devem ser levadas a seu especialista de confiança.
    No próprio Blog, você consegue entender o significado do resultado Bethesda III, em que o risco do nódulo conter um câncer está presente, mas a chance de benignidade ainda supera o risco da malignidade.
    O resultado de punções em nódulos maiores de 2,0 cm pode não ser representar a amostragem de todos os pontos do nódulo. Levo em conta esse dado quando penso em uma indicação de cirurgia.
    Seu médico deverá considerar os exames anteriores, somados aos atuais, bem como o tamanho do seu nódulo para a tomada de decisão, que poderá ser a indicação cirúrgica.
    Como as perguntas específicas sobre nódulos individualmente estão ficando muito frequentes, vou preparar um material mais pormenorizado para aqueles que quiserem se aprofundar mais no entendimento deles.
    Espero ter ajudado a esclarecer mais um pouquinho.
    Abraço grande e mais uma vez obrigado por mandar suas dúvidas, Lisa!

  132. Lisa
    07/03/2018 at 12:05 ·

    Grata Dr. por responder! Mas infelizmente segundo o médico que me acompanha me encaminhou para fazer a tireoidectomia total, vou fazer mais ainda tenho dúvidas se devo fazer mesmo. Pois segundo o médico se eu não fazer a cirurgia corro rico futuramente do nódulo ser maligno e eu vir a óbito por isso. Então ele acha melhor fazer a tireoidectomia total e não parcial, pq a dez anos atrás tive uma trombose venosa. Dr. mas ainda não entendi o que quer dizer NODULO: Esfregaços Hipocelulares contendo pequenos agrupamentos de células epiteliais que representam núcleos volumosos, vesiculosos, com presença de fendas e contornos irregulares. O citoplasma é escasso e mal definido. Há hemácias e pequeno número de linfócitos maduros. e Relatório clínico: Imagem nodular, isoecogênica, com pequenos cistos internos e halo periférico e contornos definidos, sem sinais microcalcificações, que mede 2,8 X 1,5 X 2,2 cm, localizada no lobo esquerdo da tireoide?
    Meus sintomas são: quando começo a falar de repente fico com a voz fanhosa ou rouca, dificuldade de respirar e de engolir, e principalmente pontadas fortes do nada no nódulo. Será que não posso deixar mais para frente essa cirurgia? Ou até mesmo não fazê-la? Muito obrigada pela paciência e atenção Dr. Muito grata! Fico no aguardo!

  133. Elisangela
    07/03/2018 at 20:41 ·

    Dr Hugo ah mais ou menos 9 anos faço tratamento com Purant4 150mcg, tenho feito exames de sangue regulamente a cada 6 meses,esse ano fiz o exame como tb pedi uma ultra-sonografia para meu medico clinico, o Resultado da ultra-sonografia de GL. Tireoide com Doppler de Lobo tireoidiano direito: com formato habitual, contornos regualares, dimensoes normais, com pequena area hipoecoidesolida, areedondada, localizada em polo medio com cerca de 05 cm de diametro, limites parciamlmente precisos e vascularização periferica ( padraoII ): restante do parenquima de textura preservada.
    medidas: Long 4,7 cm
    Ant-post: 1,4 cm
    Transv: 1,4 cm
    volume de 4,7 cc

    e meu exame de TSH 0,04 microUI/mL ; T4 Total 16,37 mcg/dl ; t3 Total 1,30 ng/ml e faço uso de 150 mcg de puran t4….o medico clinico me encaminhou com urgência para um endócrino, fiquei preocupada….sei que estou com nódulo ate que ponto e tao preocupante a ponto de ser uma urgência.

  134. Dr. Hugo Luz
    11/03/2018 at 09:23 ·

    Oi, Fabiana!
    Os nódulos na tireoide podem crescer por alguns motivos.
    Primeiramente tento entender o que pode estar ocorrendo.
    Fazemos isso observando as características do nódulo.
    A primeira hipótese é que possa ser um nódulo cístico ou um nódulo misto (com componentes sólido e líquido) com uma porção cística predominante, que possa estar crescendo por acúmulo do líquido no seu interior.
    Como nesses casos as células são escassas porque o que predomina é líquido, as punções tenderiam a dar como resultado a classe Bethesda I.
    Ou seja, para este tipo de nódulo, o resultado Bethesda I seria justamente o esperado, seja qual for o número de punções!
    Porém, o nódulo pode estar crescendo por outros motivos: um nódulo benigno de bócio pode se desenvolver e existe também uma chance do nódulo ser um câncer. Por isso, é essencial visualizar as imagens e ter um laudo bem feito do radiologista que fez a ultrassonografia.
    Nesse caso, uma hipótese seria que o médico que esteja realizando a punção possa não ter colhido material adequadamente, situação que poderia também levar a um resultado Bethesda I. Isso ocorreria ou por coleta de pouco material, ou por vir um pouco de sangue na amostra, o que atrapalharia a análise do patologista no microscópio.
    Muitas vezes o plano de saúde pode limitar as opções de médicos.
    Se você está insegura, talvez fosse sim interessante procurar uma segunda opinião.
    Abraço grande!

  135. Doutor Hugo estou muito preocupada com o meu pescoço sinto muita dor, falta de ar e estou com um nódulo do lado esquerdo o médico pediu p fazer o Pagamento mas como não tenho convênio e nem dinheiro estou aguardando o SUS e eles não me chamam p fazer o exame cada dia fico mais desesperada as pessoas estão me colocando muito medo pois o meu pescoço cada vez está mais inchado. Fiz o ultrassom lobo direito 2,7×1,1×0,9 cm lobo esquerdo9x1,1×1,3 cm Ismo 0,3 cm volume 2,9cm
    Nódulo hipovolêmico, heterogêneo com Halo localização no lobo esquerdo há somente fluxo central ao estudo Droppler (chemmas v) e que mede 1,4 cm ausência de linfonodomegalias cervical parênquima tireoidiano normovascularizado opinião. Nódulo tireóide sendo recomendável biópsia

  136. Dr. Hugo Luz
    17/03/2018 at 22:00 ·

    Olá, Suely!
    Obrigado pela pergunta, estou muito feliz porque tenho recebido muitos comentários e perguntas aqui no Blog.
    Preciso começar a criar coragem de produzir conteúdos por vídeo porque quase já não estou mais dando conta de escrever! rsrs
    Vamos lá!
    A iodoterapia envolve várias etapas.
    Uma delas é a PCI pré-dose.
    PCI é o mesmo que pesquisa de corpo inteiro.
    Um tipo de cintilografia, exame feito com um marcador radioativo e uma máquina que capta essa radiação e cria imagens para o médico.
    Após a cirurgia da tireoide por câncer, queremos saber onde pode haver tecido que capte iodo, que pode representar focos de doença ou restos de tecido tireoidiano.
    Assim, a PCI pré-dose é a PCI feita antes da dose de iodo terapêutica.
    Ela serve principalmente para ajudar o médico nuclear a estimar a dose que será dada ao paciente e se há possíveis linfonodos ou tecido grosseiro no pescoço que precise ser removido antes da dose de iodo.
    Já a PCI pós-dose nos ajuda a saber onde o iodo foi parar e se ele atingiu nosso objetivo de atingir os restos de tireoide e possíveis metástases.
    Na PCI pós-dose as imagens são mais intensas e nítidas porque são realizadas após uma quantidade bem maior de iodo radioativo, aquela utilizada no tratamento.
    Sobre a medicação Thyrogen, ela é muito estudada hoje em dia.
    Como ela diminui os efeitos colaterais para o paciente pelo fato de evitar o hipotireoidismo, temos uma tendência de sempre querer indicá-la.
    Mas em alguma situações ainda não temos evidências científicas do benefício, e pode ser melhor fazer do modo tradicional.
    Em outras situações queremos usar, mas não dispomos da medicação, como geralmente ocorre no SUS.
    As diretrizes são dinâmicas e com novos estudos científicos elas mudam.
    Por isso, nós especialistas devemos nos manter em atualização contínua.
    Geralmente quem solicita o Thyrogen é o cirurgião de cabeça e pescoço ou o endocrinologista.
    Sobre entrar em hipotireoidismo, os efeitos são muito variáveis: tem pessoas mais sensíveis e outras que têm poucos sintomas.
    Como é difícil saber quem vai sentir mais os sintomas do hipo, tendo a indicar o Thyrogen sempre que possível.
    Nossa intenção é tentar sempre fazer o melhor tratamento com mínimos sintomas ou efeitos ruins.
    Espero ter ajudado.
    Abraço grande!

  137. Dr. Hugo Luz
    17/03/2018 at 22:25 ·

    Olá, Bárbara!
    Nódulos de tireoide com punção cujo resultado revela Bethesda III devem ser interpretados junto aos dados e exame físico do paciente, bem como junto às características do nódulo ao ultrassom.
    A recomendação geral é que se repita a punção dali a algum tempo.
    Neoplasia de células de Hürthle pode representar doença maligna ou benigna.
    Já tireoidite de Hashimoto é uma doença auto-imune da tireoide, em que o corpo da pessoa passa a produzir anticorpos contra a própria tireoide.
    Esse diagnóstico pode ser favorecido pelas características do ultrassom e dos exames de sangue.
    O que você precisa saber até que retorne ao seu especialista é que a chance de benignidade é muito maior!
    Abraços e muita saúde!

  138. Dr. Hugo Luz
    19/03/2018 at 22:19 ·

    Bárbara, boa noite!
    Os laudos dos exames de biópsia são dotados de uma linguagem técnica farta.
    É extremamente comum os pacientes abrirem o laudo antes de levá-lo ao seu especialista.
    Como os relatórios médicos do patologista contêm muitas palavras estranhas ao vocabulário das pessoas, cada termo acaba soando como algo ruim ou mesmo uma ameaça.
    Minha sugestão é que as pessoas escolham bons médicos e confiem nessa relação.
    Gosto de preparar meus pacientes com as probabilidades diagnósticas, mas principalmente já adiantando os caminhos possíveis e suas saídas!
    Assim, muita ansiedade acaba sendo evitada.
    Quando o paciente não é preparado, com a internet, porém, muita informação pode sim ser acessada e esclarecida.
    O grande problema é que essa sensação de segurança sobre como resolver cada situação na maioria dos casos não é transmitida.
    Números isolados são frios.
    Por isso, retorne e converse com seu médico sobre esse resultado e qual a melhor conduta a ser tomada no seu caso.
    Grande abraço!

  139. Dr. Hugo Luz
    19/03/2018 at 22:39 ·

    Lisa, boa noite!
    Todos temos medos e anseios.
    O medo não pode nos paralisar e deve ser usado para nos proteger.
    Pelo que entendi, pode ser que sua desconfiança e insegurança deve estar pairando sobre a veracidade da qualificação do seu médico.
    O CRM é a entidade médica que confere a qualificação do profissional através do RQE, que é o registro de qualificação do especialista.
    O médico leva até a entidade seus comprovantes de residência médica ou título de especialista e o CRM confere sua validade.
    Logo, para anunciar sua especialidade, o médico deve tê-la devidamente registrada no CRM local.
    Você pode questionar essa informação no CREMESP.
    Grande abraço!

  140. Dr. Hugo Luz
    19/03/2018 at 22:51 ·

    Olá, Lisa!
    Complementando sua resposta: por incrível que pareça, no Brasil, qualquer médico pode atuar em qualquer área de atuação.
    Um cardiologista pode operar cérebros?
    Para o CRM a resposta é sim, desde que ele saiba o que está fazendo.
    Porém, se o mesmo não tem o registro da especialidade, ele NÃO pode se anunciar, por exemplo, como sendo neurocirurgião!
    Para mim, esse é um enorme motivo para você estar atenta sobre a capacidade e qualificação do médico que elegerá para cuidar da sua saúde.
    Temos hoje um excesso de escolas médicas no país e uma exagerada concentração de médicos nas capitais.
    E não existe nenhuma avaliação do médico recém-formado, como existe a da OAB para os advogados, por exemplo.
    Por isso, sugiro que busque o máximo de referências sobre o profissional em questão e cheque essas informações com o CRM.
    Grande abraço!

  141. Dr. Hugo Luz
    20/03/2018 at 13:59 ·

    Olá, Karen!
    Os ginecologistas têm ajudado muito na detecção de nódulos na tireoide.
    Importante é também orientar que os nódulos de tireoide são muito frequentes, principalmente os benignos.
    E, mesmo quando um pequeno câncer é detectado em exames de rastreamento, a cura é elevada quando tratado adequadamente.
    Importantíssimo salientar que o CRM não nos permite consultar por meio eletrônico, e nisso está incluída uma avaliação de segunda opinião.
    Tem chegado muitas perguntas por aqui sobre a interpretação de exames de ultrassonografia e dos dados da punção, sobre o significado da linguagem técnica médica.
    É natural as pessoas quererem entender melhor se a conduta do médico está condizente com o padrão aceito.
    Como o volume de perguntas está alto, em breve produzirei um material com uma explicação bem aprofundada sobre o assunto para quem interessar.
    Mas, para você saber, nas últimas recomendações da Associação Americana de Tireoide (ATA – 2015) não é recomendada sequer a punção de nódulos abaixo de 1 cm, quando não são notados sinais de maior risco de doença maligna no exame de ultrassom.
    Outros dados que levamos em contas são: o padrão do nódulo da tireoide (misto, sólido ou cístico), a ausência ou presença de microcalcificações, o padrão da vascularização (mais periférica ou central), contornos, formato, bem como a avaliação por exames de ultrassom sequenciais, com algum intervalo de tempo nos permita ter uma ideia sobre a velocidade de crescimento do nódulo.
    Além disso levo em conta os dados de palpação do pescoço e históricos pessoais e familiares.
    Abraço grande e muita saúde!

  142. Patricia
    20/03/2018 at 18:23 ·

    Boa tarde Dr Hugo. Tenho um nódulo de aproximadamente 2,0 por 1,0 do lado esquerdo da tireoide. Foi descoberto há 1,5 ano, quando fiz uma PAAF e identificamos que ele era benigno. Desde então apenas faço acompanhamento por ultrassonografia a cada 6 meses. Acabo de voltar de um desses exames e a vascularização aumentou no nódulo. O médico do exame mencionou que talvez seja necessário realizar outra PAAF. Fiquei muito preocupada, há chance do nódulo benigno se tornar maligno? Já estou com consulta marcada no médico mas apenas pra daqui a 2 semanas. Muito obrigada pelo apoio e parabéns pelo trabalho e blog.

  143. Sandra
    25/03/2018 at 13:21 ·

    Dr, fiz exame de ressonância da tireóide, deu nivelI até então entendi suas explicação, o que está me incomodando e que após ele fazer esse exame fico com pigarro na garganta, emgulo bem, líquido e sólido, mas depois q fez o exame parece que tem algo na garganta isso é normal??? Levando em conta que o médico q fez exame apertou .inja garganta bem no fundo p sair oexamez

  144. Dr. Hugo Luz
    26/03/2018 at 15:25 ·

    Olá, Elisângela!
    Sei que existem muito bons clínicos que sabem manejar os hormônios da tireoide, mas havendo disponibilidade de um especialista na sua região, recomendo fortemente que procure um.
    Isso porque nós, que corriqueiramente cuidamos da tireoide, sabemos lidar com mais desenvoltura sobre este pequeno e tão importante órgão do nosso corpo.
    No dia a dia do consultório, cerca de 80% dos pacientes que chegam até mim buscam minha ajuda para avaliar seus nódulos de tireoide.
    Para o clínico, isso pode ser um assunto pouco conhecido ou não tão habitual.
    E um médico generalista pode, mesmo involuntariamente, assustar um paciente que acabou de descobrir um nódulo.
    Isso muitas vezes causa sofrimento na pessoa, pela expectativa do paciente por algo ruim.
    Um nódulo dessas dimensões é considerado muito pequeno.
    Então sinto que não deveria haver desespero nenhum.
    Na pior hipótese, vamos dizer assim, que pudesse ser um minúsculo câncer de tireoide, o tratamento correto teria altíssima chance de cura!
    Ainda assim, como você deve ter lido neste artigo, estatisticamente a maioria dos nódulos são benignos!
    Portanto, minha sugestão é que você procure sim um especialista, seja um endocrinologista ou um cirurgião de cabeça e pescoço.
    Com calma, na tranquilidade!
    Mas também sem deixar passar tempo demais, e correr o risco de negligenciar sua saúde, claro.
    Abraço grande e muita saúde!

  145. Dr. Hugo Luz
    26/03/2018 at 16:38 ·

    Lisa,
    O encaminhamento para uma cirurgia deve ter sido feito pelo seu médico na intenção de evitar um problema futuro.
    É bom que esteja bem segura com a indicação e tire suas dúvidas com seu médico.
    Você deve aproveitar o seu tempo de consulta para tirar suas dúvidas e contar sobre seus sintomas.
    Se tiver dificuldades de se lembrar, sugiro que anote todas as suas dúvidas!
    Este canal (Blog) não é adequado para consultar individualmente e sim para tirar dúvidas que possam ajudar mais pessoas.
    Abraço grande e muita saúde!

  146. Monica
    30/03/2018 at 22:36 ·

    Boa Noite, descobri há dois anos que tenho um nódulo na tireoide, na primeira eco apareceu múltiplos nódulos sendo o maior de 2,6 cm então fiz uma punção e nesta o medico disse que não tem como separar os nódulos(teriam se agrupado?) e que o tamanho real era de 4,6 cm a Clinica geral me disse que eram apenas bócios e que só iriamos controlar o crescimento, porem de uns tempos pra cá comecei a perceber a formação de um caroco na garganta que antes não era visível. Esse bócio pode estar crescendo? O que devo fazer? Quais as opções de tratamento? São muitas duvidas.
    Desde já agradeço!

  147. Bruna
    03/04/2018 at 13:30 ·

    Olá, Dr. Hugo!

    Primeiramente, parabéns pelo seu blog. Em 2015 descobri um nódulo da tireoide, que foi puncionado, com resultado Bethesda II.

    A indicação foi acompanha-lo de 6 em 6 meses. Com o passar do tempo o nódulo foi crescendo, sem alterações muito significativas de um exame para o outro. Mas agora, em 2018, comparando com o ano de 2015, o crescimento foi mais palpável. O meu endócrino me indicou outra punção. O resultado foi: Bethesda IV, suspeito para neoplasia folicular.

    Já fui informada por uma médica da família que a indicação é cirurgia para esses casos. No meu caso, seria a retirada total da tireoide, pois nasci só com metade da tireoide. Tenho ausência congênita do lobo direito. Só tenho o esquerdo, e com o nódulo. Tenho 24 anos, meus exames estão ótimos, e não tenho nenhuma alteração nos hormônios produzidos pela tireoide, por incrível que pareça.

    Em vista da minha situação e do meu novo resultado, gostaria de perguntar: após a retirada do meu nódulo, dependendo do resultado da biopsia, teria a chance de eu me submeter ao tratamento com iodo?

    Não foi o melhor resultado, mas as chances de que ele ainda seja benigno é maior do que as chances de já ser maligno?

    Irei no médico essa semana, mas adorei suas respostas!

    Atenciosamente,

    Bruna

  148. Mikaely
    10/04/2018 at 17:03 ·

    Olá dr.boa tarde! Minha mãe fez uma USG de tireoide com dopller no ano de 2016 e foi diagnosticado um cisto onde o mesmo foi totalmente aspirado e encaminhado para a biópsia com o resultado que era um cisto benigno! Após 6 meses foi realizado novamente a USG e apareceu 5 nódulos, sendo um deles o cisto colóide, este aparece quando a minha mae inclina a cabeça, os demais nódulos todos estavam com menos de 1 cm (o medico não indicou a paff devido ao tamanho) porém chammas II e Chammas III com fluxo predominante periférico, dois dos nódulos possuíam microcalcificação, os exames de TSH; T4; T3; Anti TPO estavam todos dentro da normalidade. Amanha dia 11/04/2018 ela tem consulta com o endocrinologista para voltar o acompanhamento, o senhor acha que a melhor opção seria a tireoidectomia ou apenas o acompanhamento? Não temos caso de CA de tireoide na família, estamos bem ansiosos com a situação. Obrigada!

  149. Dr. Hugo Luz
    11/04/2018 at 11:55 ·

    Olá, Dora!
    Minha sugestão é que você, em não tendo convênio nem recursos para custear seus exames, vá atrás de fazer uma reclamação formal à Ouvidoria do SUS.
    Segue o link:

    http://ouvprod01.saude.gov.br/ouvidor/CadastroDemandaPortal.do

    Fico na torcida para que consiga fazer logo o exame.
    Abraço grande e muita saúde!

  150. Dr. Hugo Luz
    11/04/2018 at 12:00 ·

    Olá, Patrícia!
    É muito raro acontecer uma transformação de um nódulo de tireoide de benigno para maligno.
    É justamente por esse motivo que não indicamos cirurgia da tireoide para todos os nódulos.
    Porém, o ideal é fazer como você está fazendo: um acompanhamento cuidadoso, mantendo a vigilância e os cuidados preventivos.
    Assim, sua saúde ficar muito mais protegida e, havendo alguma suspeita, seu especialista pode eventualmente solicitar uma nova investigação.
    Obrigado pelo carinho, fico muito feliz que o conteúdo do Blog tenha ajudado!
    Fique com Deus e muita saúde!

  151. DIANETE
    16/04/2018 at 16:31 ·

    Sinto que qd como algo grosso…me entalo facil..dai chegou a menopausa senti caloroes …e comecei a tomar medicamentos…fui me consultar e nos exames deu TIROIDE..Fiz um exame de imagem nao deu nodulos cancerinos,,graças a Deu mas deu Tiroide Topica diminuida de volume, de contornos lisos, exibindo ecotextura fina e difusam,ente heterogenea,algo granular..Me passaram o remedio LEVOTIROXINA Sodica de 50mcg pra tomar todos os dias meia hora antes do cafe da manha..e ai Doutor? tenho que me preococupar

  152. Nyedha
    17/04/2018 at 23:23 ·

    Tudo bom Dr tenho 30 anos descobri um nódulo na tireoide do lado direito medindo 1 cm e com microcalcificacoes e chamas 4 pode ser maligno ?? Estou com tanto medo

  153. Lisa
    27/04/2018 at 16:58 ·

    Olá Dr! Eu aqui de novo precisando de orientação…Dr. ainda não fiz a cirurgia de tireoidectomia, pois já se passaram meses na correria de exames pré operatórios, e agora passando com a pneumologista ela não me liberou para a cirurgia. Minha dúvida é: com essa demora para a realização da cirurgia, posso esperar bastante tempo? Ou tenho que procurar o meu cirurgião para avisar do que está acontecendo ou então posso ficar tranquila e esperar passar com a pneumo? Pq vai demorar mais de um mês para retornar com ela ‘pneumo’. Como o meu nódulo é suspeito de malignidade, posso ficar tranquila né, não precisa de tanta pressa, correria pra tirar?! Estou confusa….! Qual seria a minha alternativa então?
    P.s TC DO TÓRAX(ALTA RESOLUÇÃO(sugerindo distúrbio de perfusão).
    Agradecendo desde já pela atenção Dr. Muito obrigada!

  154. Viviane Velasco
    30/04/2018 at 16:01 ·

    Oi boa tarde Dr Hugo
    Fiz um exame da tireóide ,mas no exame de sangue não acusou nada.no mesmo momento fiz a ultrassonografia na garganta e ela constatou que estou com o lobo direito de volume aumento ,medindo 50x25x20mm,de contornos irregulares, ecotextura heterogênea. Apresentando imagem hipoecoica,bem debilitada, localizada em terço médio, medindo 9×8 mm
    O lado esquerdo com volume de 53x26x20 mm irregulares com ecotextura heterogênea .
    Minha médica clínico geral falou que eu estou com um nódulo no pescoço do lado direito e tenho que procura um endocnologista mais rápido. Sei que não devo ficar anciosa mais fica difícil. Oque eu devo fazer?

  155. Malony
    30/04/2018 at 21:33 ·

    Olá Dr Hugo,
    Eu já veio pesquisando acompanhado de medicos uns 2 anos, duas nódulos. Tenho 41 (mulher) (Peço desculpas pelo meu Português). As 2 nódulos venham crecendo aos Poucos 9/2017 – Lobo dir- presença de um nódulo hipoecóico, na regiao lateral do lobo medidindo 0,61cm de diametro vasc. Periférica (chammas II) lobo esq – nódulo misto, na região central do lobo, medindo 2,0 X 1,1 X 1,5cm em seus maiores eixos, vasc predominante periférica (chammas II) PAAF feito no mesmo mês resultados – Lesão filocilar de significado indeterminado – CAT III (justicatuva diagnitica: Os materiais mostram celularidade representada por células epitelias foliculares arranjadas predominantemente em microfolículares, com citoplasma basófilo, núcleos redondos a ovulados, regularesve normocrômicos, além de células de Hürthle, sobre fundo colóide e intesamente hemorragica. Tenho duas tias que tiveram cancer de tiroide então a endocronoligista achou melhor fazer uma curugia para retirar, mas o cirugiã achou melhor acompanhar- fez outro US agora 04/18 e as nodulos mudarem comforme abaixo: lobo dir 0,8X0,6X0,5 lobo esquerdo: nódulo misto, bem demilitado, sem halo, localizado em terço médio e inferior, medindo 2,9X1,5X1,1cm. Ao estudo doppler nota-se vascularização interior e periferia (chammas III) com IR de 0,49.
    A minha preocupação sendo que a nodulo cresceu e mudou de chammas II para chammas III e o PAAF tambem foi catagoria III – ouve mudanças e tinha celulas Hurthle no PAAf tambem. Com a minha historica familiar seria aconcelhávél visitar mais medicos.
    Mais uma vez peço desculpas pelo meu Português. Obrigada pela sua ajuda. Abraços

  156. Dr. Hugo Luz
    01/05/2018 at 22:36 ·

    Oi, Sandra!
    O exame a que você deve estar se referindo deve ter sido um ultrassom de tireoide, e não uma ressonância.
    No exame de ultrassonografia, o médico examinador utiliza um transdutor.
    É um dispositivo que precisa ter um contato físico bem adequado com a estrutura a ser analisada.
    Dependendo da posição do nódulo, principalmente nos mais profundos e pequenos, o médico pode ter colocado um pouco mais de força para fazer o seu exame.
    Sempre que há uma boa relação do paciente com o médico, a conversa é aberta.
    Assim, você deveria comunicá-lo do desconforto.
    E ele poderia, se for o caso, passar algum analgésico ou recomendação específica para aliviar esse sensação desagradável que ficou na sua garganta após o exame.
    Espero ter ajudado!
    Abraço grande!

  157. Gislaine
    02/05/2018 at 11:24 ·

    Bom dia Dr.Hugo.

    Descobri sozinha uma saliência no pescoço, apalpando-o sem querer. Fui ao endocrinologista e a mesma solicitou uma ultrassonografia. Quando fiz o exame de ultra a médica que o realizou informou que havia sim um nódulo, porém eu precisaria fazer uma biopsia por conta do tamanho mas que as características sugeriam benignidade. Levei o exame a minha endócrino , porém ela me deixou muito assustada, falou que meu nódulo está muito grande (nódulo isoeconegico, com halo hipoecogenico fino, de contornos regulares, com calcificação periférica incompleta medindo 1,8 x1,2x 1,4 cm) e falou também que não existe isso de “sugestivo a benignidade” e que chegam biopsias à ela que a deixam horrorizada e que só há duas hipóteses “maligno ou benigno”,claro né…. mas ela falou de um jeito totalmente frio, e eu a questionei quais seriam os próximos passos para cada hipótese, ela não quis esclarecer, me encaminhou para realizar a biopsia que farei amanhã. Gostaria de saber se isso de sugestivo a benignidade realmente não existe, e se ela não poderia ter me orientado melhor. Somente acessando o seu site que consegui ficar um pouco mais tranquila.

  158. Dr. Hugo Luz
    06/05/2018 at 15:55 ·

    Olá, Mônica!
    Nódulos na tireoide são muito comuns e a maioria são de acompanhamento por observação.
    Entretanto, a qualidade do exame de ultrassonografia é primordial para a interpretação do especialista e tomada de conduta durante esse tempo.
    O que você sente é tão importante quanto o que encontramos nos exames de imagem.
    Se o volume dos nódulos começa a ser perceptível facilmente e se você observa um padrão de crescimento evidente, pode ser que a conduta de intervenção comece a ficar mais clara.
    Existem exames simples para se avaliar a repercussão desses nódulos nas estruturas vizinhas da tireoide e facilitar a decisão.
    Abraço grande!

  159. Dr. Hugo Luz
    06/05/2018 at 16:17 ·

    Boa tarde, Bruna!
    Fico feliz por ter gostado do Blog!
    O resultado Bethesda II é o que indica um nódulo benigno, e na maioria das vezes, se o tumor é pequeno, apenas acompanhamos com exames seriados de ultrassom.
    Quando identificamos uma alteração suspeita, como o crescimento abrupto do nódulo, a investigação com a PAAF (punção aspirativa por agulha fina) pode ser repetida.
    Na maioria dos casos, as pessoas que possuem nódulos na tireoide não cursam com alterações hormonais.
    Por isso a importância do ultrassom quando queremos avaliar a presença de nódulos.
    O tratamento com iodo radioativo depende sim do resultado final da biópsia, realizada com todo o material removido na cirurgia.
    Estatisticamente, na categoria Bethesda IV as chances de benignidade ainda superam as de um câncer, porém, como o risco já não é desprezível, indica-se na maioria das vezes a cirurgia.
    Boa consulta e muita saúde, Bruna!

  160. Dr. Hugo Luz
    06/05/2018 at 16:54 ·

    Oi, Mikaely!
    A decisão sobre a indicação de tireoidectomia é muito importante e deve ser feita no consultório médico pelo especialista.
    Aqui no Blog o objetivo é situar as pessoas de modo mais geral sobre as possíveis decisões.
    Vou comentar um pouco sobre o que você informou por aqui, que pode ajudar você e todos a entenderem como ocorre a tomada de decisão.
    Cistos são benignos em mais 99% dos casos.
    Porém, raramente podem crescer e causar sintomas compressivos.
    Muitas vezes os cistos desaparecem após uma punção aspirativa.
    Em outros casos eles podem voltar a se refazer após a punção, e uma intervenção mais invasiva pode ser cogitada.
    Além do cisto, você mencionou os nódulos com microcalcificações, que idealmente devem ser bem avaliados.
    A última atualização da Associação America de Tireoide de 2015 não recomenda a punção de nódulos menores de 1cm.
    Porém, na minha visão e vivência como especialista, vejo muito frequentemente hoje no consultório, casos que indico a cirurgia e que consigo evitar complicações dos cânceres de tireoide.
    Mesmo pequenos nódulos menores de 1cm, se próximos de estruturas nobres como a traqueia, vasos do pescoço ou do próprio nervo da voz, têm potencial de complicações e sequelas maiores se houver invasão dessas estuturas.
    Por isso, tenho em mente uma tendência de querer investigar e tratar esses micronódulos quando há suspeita de malignidade.
    Essa situação costuma causar muita ansiedade, mas veja que sua mãe está sob acompanhamento rigoroso e isso, ao contrário, nos traz é mais tranquilidade.
    O especialista deverá recomendar no seu entendimento a conduta que busque mais saúde para sua mãe.
    Abraço grande e muita saúde para toda família!

  161. Dr. Hugo Luz
    06/05/2018 at 17:49 ·

    Boa noite, Dianete!
    Pelo que vi na sua mensagem, sua tireoide não apresenta nódulos no momento!
    Porém existe uma alteração na textura da glândula, muito relacionada à tireoidite.
    Existem casos de tireoidite em que a glândula vai diminuindo a produção dos hormônios da tireoide.
    Para isso, o tratamento padrão é a reposição com a levotiroxina, como você mencionou.
    A preocupação deve ser manter a disciplina no acompanhamento com seu endocrinologista, para que o ajuste da medicação seja preciso.
    Assim seu corpo deverá funcionar bem do ponto de vista da tireoide.
    Claro, existem outros hormônios atuantes no corpo, como os femininos (que podem causar os sintomas da menopausa).
    E isso também deve ser cuidado.
    Abraço grande e muita saúde!

  162. Dr. Hugo Luz
    06/05/2018 at 17:52 ·

    Olá, Nyedha!
    Usamos vários critérios baseados na ultrassonografia para decidir sobre realizar uma punção do nódulo da tireoide.
    O tamanho, a presença de microcalcificações e o padrão da vascularização são alguns deles.
    De qualquer forma, seja qual for a natureza do nódulo da sua tireoide (benigna ou maligna), seu nódulo é considerado pequeno!
    Por isso, mantenha-se tranquila!
    Abraço grande e muita saúde!

  163. Karen
    07/05/2018 at 11:02 ·

    Oi, Doutor, tudo bem? Descobri que tenho um nódulo na tireoide sem querer ao investigar um nódulo atrás da orelha. No fim, este último era um linfonodo que não requer qualquer intervenção, mas o da tireoide, com cerca de 2cmx1cm, apresenta microcalcificações e há alguma vascularização interna. O resto está normal. Faço a punção esta semana. Queria saber se as microcalcificações aumentam muito as chances de o nódulo ser maligno. E, só para especular, se eu não tivesse feito essa descoberta agora e ele for maligno, o câncer necessariamente iria se desenvolver e se manifestar em algum momento ou ele poderia passar despercebido pelo resto da minha vida? Abraços e obrigada por suas informações!

  164. Silmara
    07/05/2018 at 15:40 ·

    Ola Dr, meu nome é Silmara!

    Fiz exame da tireoide e foi constatado que o citocentrifugado é constituído por hemácias e a conclusão veio com a observação de “amostra representada por material hemorrágico”.

    Poderia me dizer por gentileza qual o significado?

    Aguardo retorno e agradeço desde ja!

  165. Name (required)Daniela
    08/05/2018 at 19:29 ·

    Boa noite!

    Recebi o resultado do meu exame e gostaria de entender um pouco mais o que seria Nódulo sólido hiperecóico, tireoidopatia difusa. e enfim, tudo que puderem me explicar. Fico muito curiosa e muitas vezes não encontro a resposta.

    Tireoide de dimensões aumentadas, contornos regulares, ecogenicidade preservada e ecotextura
    heterogênea difusamente, destacando-se:
    Nódulo sólido hiperecóico, de contornos regulares, sem calcificações, com delgado halo hipoecóico,
    medindo cerca de 5,6×4,4×5,3 mm no terço superior do lobo direito.
    Nódulo sólido hiperecóico, de contornos regulares, sem calcificações, com delgado halo hipoecóico,
    medindo cerca de 19x17x25 mm no terço inferior do lobo esquerdo.
    O lobo tireoidiano direito mede: 46 x 17 x 24 mm.
    O lobo tireoidiano esquerdo mede: 47 x 19 x 25 mm.
    O istmo mede: 3 mm.
    Volume tireoidiano: 20 cm³.
    Não se observam linfonodos atípicos.
    IMPRESSÃO DIAGNÓSTICA
    Estudo ultrassonográfico da tireoide evidencia:
    Sinais de tireoidopatia difusa.
    Nódulos tireoidianos bilateralmente.
    DR

  166. Ravena
    10/05/2018 at 11:16 ·

    Gostei bastante das informações. Realmente é isso que nós fazemos, vamos diteto a internet para realizar aquela pesquisa pela curiosidade. Suas informações foram claras, mas realmente conter a ansiedade diante de um resultado onde se sugere a punção é bem difícil. Em todo caso, parabéns pelos textos, parei um pouco de chorar e vamos partir para uma segunda punção.

  167. Bianca
    11/05/2018 at 00:53 ·

    Boa noite Dr.Hugo,
    Primeiramente parabéns pelo maravilhoso trabalho.
    Segue meu resultado de ultra da tireoide:
    Pequeno nódulo sólido isoecoico, com contorno regular, sem halo periférico, localizado no terço médio do lobo esquerdo, medindo 0,33 x 0,25 cm, apresentando discreto fluxo periférico no Doppler colorido (chammas II ).
    Estou muito nervosa, devo me preocupar? Minha consulta só está marcada para junho…
    Obrigada,
    Bianca

  168. Bianca
    14/05/2018 at 00:49 ·

    Boa noite!
    Primeiramente parabéns pelo maravilhoso trabalho!
    Gostaria de opinião sobre meu laudo:
    Nódulo sólido, isoecoico, com contorno regular, sem halo periférico, localizado no terço médio do lobo esquerdo, medindo 0,33 x 0,25 cm, apresentando discreto fluxo periférico no Doppler colorido (chammas II).
    Devo me preocupar? Minha consulta está marcada somente pra julho.
    Obrigada!

  169. Nyedja
    15/05/2018 at 15:24 ·

    Olá dr. fiz uma USG da tireoide e tem um nódulo sólido que está medindo 07x07x03 cm, preciso fazer punção?

  170. Lina Liberato
    19/05/2018 at 09:07 ·

    Bom dia Doutor, há três anos faço acompanhamento de Hipotireoidismo de Hashimoto, há sete meses descobri um nódulo, onde foi feito a PAAF, mas o resultado foi inconclusivo devido a quantidade de material coletado ter sido insuficiente, como o nódulo era pequeno, meu médico sugeriu aguardar seis meses para repetirmos os exames, o que me assusta é que anteriormente era um nódulo hipoecogênico de contornos regulares, e agora é um nódulo hipoecogênico, de contornos mal definidos, tenho consulta apenas semana que vem, e isso me assustou um pouco. Devo mesmo me preocupar?

  171. Lucas
    25/05/2018 at 15:46 ·

    Olá Dr. Hugo
    O que o Dr. pode me dizer sobre um nódulo que tem este resultado de ultrassom?
    Nódulo sólido isoecóico, de contornos regulares, com calcificações, sem halo, medindo cerca de 8 x 8 x 6 mm no terço médio do lobo direito. Não se observam linfonodos atípicos.
    Estou muito nervoso com este resultado.
    Desde já obrigado,
    Lucas

  172. Rosangela
    27/05/2018 at 22:24 ·

    Boa noite doutor, gostei muito do seu blog, parabéns !
    Em 2010 descobri por acaso que tinha um nódulo, fiz a biópsia aspirativa e deu classe II, o médico me orientou a fazer acompanhamento.
    Estava indo tudo bem até março de 2017; eu precisei trocar de médico e foi aí que começou meu pesadelo, a médica pediu para eu repetir a punção pois minha ultrassonografia tinha dado alterada, desde então fiz 3, a primeira o resultado foi Atipias de significado indeterminado ( classe III – Bethesda, 2010 ) ela me encaminhou com cirurgião de cabeça e pescoço, que falou que não via necessidade de cirurgia. Mas ele pediu para repetir mais duas vezes, a segunda deu igual a primeira e a última deu “ Atipias de significado indeterminado ( Bethesda,2018 ) Citologia Aspirativa de nódulo em terço superior direito da tireóide com atipias nucleares e focais.

    Laudo da última ultrassonografia : Terço superior do lobo direito. Nódulo sólido, levemente hipoecogênico, com microcalcificações, contornos regulares, medindo cerca de 1,6 x 1,1 x 1,0 cm. O estudo com doppler mostrou fluxo tipo III , com IR periférico de 0,48 e intranodular 0,33
    Não há evidencias de nodulações em topografia das glândulas paratireoideanas
    Estruturas vasculares cervicais preservadas
    Ausência de sinais de adenomegalias cervicais.
    Linfonodo hipoecogênico medindo 1,3 cm na cadeia 2A esquerda, próximo ao polo superior do lobo esquerdo da tireóide.
    Conclusão : Nódulo de suspeita intermediária pela análise multivariada.

    Agora o mesmo cirurgião está sugerindo a tireoidectomia total, mas eu não estou querendo fazer pois tenho visto muitas matérias sobre tireoidectomias desnecessárias. Procurei outra opinião e me disseram que como tenho 56 anos deveria fazer logo antes de ter diabetes, hipertensão, etc…
    Esse nódulo já chegou a medir : 2,0 x 1,2 x 1,1 cm em 2015
    E entre Março de 2014 e Março de 2017 eu tive outro nódulo no terço inferior esquerdo que sumiu, ele media aproximadamente 05 x 05 cm.
    Eu sempre tenho faringite e rinite, será que o linfonodo poderia ser por esse motivo ? Ou será que tenho faringite por causa do nódulo ? Quanta dúvida …
    Nunca, nenhum médico fez qualquer exame clínico como palpação.
    Queria muito a sua opinião.
    Desculpe o tamanho do texto, fico no aguardo e muito obrigada !

  173. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 19:24 ·

    Olá, Lisa!
    O preparo adequado para a cirurgia é essencial.
    E você me parece estar no caminho correto, com uma avaliação pormenorizada do seu pneumologista.
    Se existe algum ponto que possa colocar sua vida ou sua saúde em jogo em uma cirurgia, essa questão se possível deve ser resolvida previamente ao procedimento.
    Alguns tipos e subtipos de câncer de tireoide são mais agressivos e demandam mais agilidade, enquanto outros são mais indolentes (a maioria).
    Nem sempre conseguimos fazer essa diferenciação com plareza, mas costumamos ter uma ideia dessa potencial agressividade através dos exames de imagem e pelo resultado da punção.
    Se houver algo mais perigoso, o cirurgião pode tentar conversar diretamente com o pneumologista para ajudar a agilizar a cirurgia.
    Abraço grande!

  174. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 19:38 ·

    Olá, Viviane!
    A primeira observação é que os exames de sangue e de ultrassom são complementares na avaliação da tireoide. Um checa coisas que o outro não identifica.
    Por isso a importância de avaliação médica.
    Minha sugestão é que você procure um endocrinologista ou mesmo diretamente o cirurgião de cabeça e pescoço.
    Não que seu caso seja cirúrgico obrigatoriamente, mas qualquer um desses especialistas poderá ajudá-la, caso tenha dificuldades de marcar uma consulta com o endocrinologista na sua região.
    É possível que peçam também um exame de ultrassonografia cervical para avaliar melhor esse nódulo do lado direito do seu pescoço.
    Minha sugestão é que mantenha sim a tranquilidade e procure mesmo um especialista.
    Abraço grande e muita saúde!

  175. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 22:35 ·

    Olá, Malony!
    Vou comentar um pouco os dados que forneceu, espero que ajude.
    Primeiramente, tudo ótimo com seu português!
    A medicina é dinâmica e também não é exata.
    Isso nos permite condutas diferentes e que podem mudar.
    Importante é o especialista informar ao paciente sobre os possíveis caminhos e desfechos para cada escolha. Os prós e os contras de cada opção, confrontados com o seu ponto de vista.
    O cirurgião deve sim expressar sua sugestão de tratamento, por ter maior vivência sobre as doenças.
    Mas, na minha opinião, ouvir o paciente é tão importante quanto a experiência do médico.
    A suspeita de malignidade na punção do nódulo, somada ao crescimento dele e ao seu antecedente familiar tendem a inclinar mais a decisão em direção à cirurgia.
    Por outro lado, seria possível também a repetição dos exames de imagem e punção e uma conduta mais conservadora, conforme as imagens que o cirurgião estiver vendo.
    Converse com seu cirurgião e, se ainda ficar na dúvida, acho que a consulta de uma segunda opinião muito válida para tentar clarear melhor a decisão a ser escolhida.
    Abraço grande e muita saúde!

  176. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 22:54 ·

    Oi, Gislaine!
    Quanto mais vivência o médico especialista tem sobre determinada área, mais seguro ele tende a ser ao conversar com o paciente.
    Tenho um posicionamento totalmente diferente com meus pacientes.
    Vejo que saber os possíveis caminhos, na melhor ou na pior das hipóteses, costuma deixar os pacientes mais tranquilos.
    Quanto ao exame de imagem, claro que existem sim descrições e imagens de nódulos de tireoide mais ou menos suspeitos de malignidade.
    Se não fosse assim, sairíamos indiscriminadamente puncionando e operando qualquer nódulo.
    Vemos, no entanto, uma situação completamente inversa, em que a imensa maioria dos nódulos são benignos e não tem tamanho que precisem ser operados.
    O conceito de pequeno, médio e grande é muito subjetivo.
    Mas, para um nódulo de 1,8cm, se na pior das hipóteses fosse um câncer, na classificação de tamanho que usamos em oncologia, seria considerado um tumor T1, na gradação que vai de 1 para o mais inicial até 4 para o mais avançado.
    Se for um nódulo benigno, provavelmente a conduta seja acompanhá-lo, a não ser que ele cause algum incômodo em você.
    Existem vários critérios para se indicar uma punção e “guidelines” para uniformização de conduta, como o da Associação Americana de Tireoide (ATA).
    Uso os critérios da ATA como uma baliza geral e também utilizo minha formação e experiência pessoal como especialista com grande peso, porque existem muitas nuances não contempladas nesse guia.
    Fique com Deus, estou na torcida para que dê tudo certo!
    Abraço grande!

  177. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 23:32 ·

    Oi, Karen!
    Existem alguns dados que nos ajudam a avaliar o risco de um nódulo de tireoide ser um câncer.
    Entre essas características, as microcalcificações verdadeiras nos fazem ligar o sinal de alerta para investigarmos o nódulo em questão.
    Digo “verdadeiras” porque muitas vezes o próprio coloide, que é uma substância produzida naturalmente na tireoide, pode gerar imagens que se confundem com calcificações, gerando focos hiperecogênicos ou, traduzindo a linguagem do radiologista para os leigos, diminutos pontinhos brancos na imagem do ultrassom. Nesse caso, seria um diagnóstico benigno.
    Por isso a experiência do médico em interpretar as imagens dos exames é muito importante.
    Hoje em dia descobrimos muitos cânceres de forma incidental ou em exames de “checkup” do ginecologista, evitando as formas mais avançadas e agressivas do câncer de tireoide.
    Um tumor pode crescer silenciosamente, sem dar sintomas inicialmente e então invadir estruturas vizinhas a ele e se espalhar para o pescoço e corpo sim.
    Por isso, acredito na prevenção, diagnóstico precoce e individualização de cada caso.
    Abraço grande e muita saúde!

  178. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 23:39 ·

    Olá, Silmara!
    A glândula tireoide é extremamente bem vascularizada.
    Os dados de fisiologia mostram que cerca de 8% do fluxo do sangue que saiu do coração se destina à tireoide.
    Por isso, não é raro que nas punções aspirativas, mesmo com a agulha fina que é usada de rotina hoje em dia, se observe alguns ditos “acidentes de punção”.
    Acidente porque não queremos atingir vasos sanguíneos, mas ocasionalmente isso pode ocorrer.
    O patologista, quando pega as lâminas para analisar o material biopsiado no microscópio, se depara então com um nuvem de células vermelhas do sangue: as hemácias.
    E, assim, ele não consegue avaliar bem as células do nódulo propriamente para dar qualquer diagnóstico.
    Nesses casos, o médico costuma pedir para se repetir a punção, em uma nova tentativa de coletar material adequado para a análise.
    Abraço grande e obrigado pela sua pergunta!

  179. Dr. Hugo Luz
    03/06/2018 at 23:49 ·

    Olá, Dani!
    Essa sua dúvida na interpretação do seu exame de ultrassom da tireoide é natural.
    Nós especialistas passamos anos e anos estudando e nos dedicando para podermos interpretá-los adequadamente.
    Mas, de modo geral, pela descrição que você nos transcreveu, a tireoidopatia difusa e esses pequenos nódulos hiperecoicos podem indicar uma doença global da sua tireoide, como por exemplo a tireoidite.
    Seu médico possivelmente pedirá para checar seus hormônios e se existem anticorpos que seu corpo possa estar produzindo contra sua própria tireoide.
    Abraço grande e muita saúde!

  180. Dr. Hugo Luz
    04/06/2018 at 06:36 ·

    Bom dia, Ravena!
    Obrigado pelos comentários!
    Estaremos torcendo juntos para que dê tudo bem com sua saúde!
    Abraço grande!

  181. Dr. Hugo Luz
    04/06/2018 at 06:37 ·

    Olá, Bianca!
    Nódulos tireoideos infra-centimétricos de característica a priori benignas são a maioria dos casos.
    Portanto, como o texto que você leu mesmo sugere, vá tranquila a sua consulta!
    Abraços!

  182. Dr. Hugo Luz
    05/06/2018 at 21:56 ·

    Boa noite, Bianca!
    Obrigado pelo carinho!
    Nódulos menores de 1cm em geral não demandam biópsia, a não ser que mostrem algum fator de alerta nas suas características, ou anormalidade nos linfonodos do pescoço ou um antecedente forte de câncer na família.
    Portanto, assim como a maioria dos pacientes, a maior probabilidade é que seu nódulo seja de baixo risco.
    Portanto, vá tranquila a sua consulta.
    Muita saúde!

  183. Dr. Hugo Luz
    05/06/2018 at 22:21 ·

    Olá, Nyedja!
    Na maioria das vezes nódulos de tireoide com menos de 1 cm não costumam demandar punção, a não ser que algum fator de alerta esteja presente.
    Por isso a importância da consulta com um especialista, que avaliará as características ultrassonográficas pormenorizadamente do nódulo, a consistência do mesmo na palpação do pescoço, o histórico familiar, entre outros fatores.
    Só assim deve ser tomada a decisão sobre acompanhar o nódulo ou prosseguir na investigação.
    Abraço grande e muita saúde!

  184. Dr. Hugo Luz
    05/06/2018 at 22:37 ·

    Olá, Lina!
    Nódulos pequenos, quando submetidos a exame de punção, podem causar confusão e sofrimento desnecessário, seja pela dificuldade de coleta do material (pelas suas reduzidas dimensões), seja durante a realização do procedimento, que pode ter alto grau de dificuldade.
    Por isso, quando a PAAF é solicitada, esse pedido deve ser feito de modo bem criterioso e o exame idealmente realizado por um médico habituado às punções de nódulos de tireoide e com grande habilidade.
    Devemos pensar que a mudança dos contornos no ultrassom subsequente pode ter relação com a punção anterior já realizada, que pode distorcer a forma do nódulo causando “cicatrizes” internas no mesmo.
    Mas também pode ter relação com o grau de suspeita inicial, já que para o pequeno nódulo foi indicada a PAAF.
    Portanto, converse e tire suas dúvidas sempre na sua consulta. As imagens do exame de ultrassom, se bem feitas, deverão ajudar seu médico a responder melhor seu questionamento.
    Abraço grande e muita saúde!

  185. Bianca
    06/06/2018 at 04:15 ·

    Muito obrigada pela resposta!.
    Fui na ginecologista e ela pediu pra acompanhar o desenvolvimento do nódulo com um endocrinologista. Como é muito pequeno (0,3 cm) não seria necessário a punção no momento. Realmente, disse que os nódulos são muito comuns, inclusive ela também tem um, o qual acompanha com a médica que me indicou.
    Abraços e obrigada!

  186. Dr. Hugo Luz
    06/06/2018 at 12:11 ·

    Olá, Lucas!
    A avaliação pormenorizada das características do nódulo deve ser feita em uma consulta médica tradicional.
    As calcificações precisam ser bem entendidas pela imagem, porque podem significar tanto alterações benignas (coloide) tanto como podem representar um elemento de alerta, quando microcalcificações verdadeiras.
    De qualquer forma seu nódulo é considerado pequeno.
    Procure um especialista habituado na avaliação de nódulos da tireoide para ajudá-lo.
    Abraço grande e muita saúde!

  187. Thaís
    07/06/2018 at 21:02 ·

    Doutor Hugo, tudo bem?

    Tenho uma dúvida.Tenho 32 anos. Ao acompanhar a minha irmã numa consulta que seria para ela, o volume presente na minha tireoide chamou a atenção do médico que me recomendou fazer uma consulta com um endocrinologista para averiguar isso. Na minha consulta, a médica fez um exame físico e detectou uma massa, que ela disse ser provavelmente um cisto. Por recomendação médica fiz uma ultrassonografia e um exame de sangue.
    Durante o exame de imagem o médico disse não encontrar nenhum nódulo, ou massa. Mas, disse que aquilo que a médica viu, na verdade era a minha tireoide. Ele falou da anatomia do meu pescoço. Por ele ser fino, a minha tireoide ficaria mais evidente.

    Bom, o laudo do exame de imagem mostrou que ela tem dimensões normais e apresenta um aspecto heterogêneo. O exame de sangue mostrou que tenho uma tireoidite. Mas, que minha tireoide consegue controlar meus hormônios de forma normal. Eles estão dentro do padrão considerado normal.

    Eu tenho uma mãe que tem problema na tireoide. Uma mãe que teve câncer – um linfoma- e uma irmã que tem uma doença auto-imune, chamada arterite de takayasu. Eu devo refazer o exame, me preocupar de alguma forma com isso? Eu não sou hipocondríaca, mas é algo que tem me preocupado nos últimos dias, rs.

    Obrigada Doutor.

  188. Dr. Hugo Luz
    11/06/2018 at 17:07 ·

    Boa tarde, Rosângela!
    A primeira observação é que você já tem praticamente 8 anos de acompanhamento dos seus nódulos.
    Pelos dados que me forneceu, é que nódulo está no mínimo estável ou em redução, pelas dimensões medidas no ultrassom.
    É muito bom quando temos esse panorama, porque aparenta não haver nada de padrão agressivo. Mesmo que se trate de um câncer, na pior das hipóteses, a evolução parece muito indolente.
    Não tenho como opinar porque não estamos em uma consulta, e podem haver fatores que inclinem a conduta para a cirurgia, como 2 médicos sugeriram.
    Mas se ainda estiver na dúvida, sugiro uma nova opinião… por quê não, se não está se sentindo segura?
    Assim, você poderá se sentir mais firme da conduta sugerida, ou então encontrar um outro caminho mais conservador.
    É importante que o seu médico mostre as vantagens e desvantagens de cada escolha.
    Sobre rinites e faringites, podem sim ter correlação com o linfonodo.
    Também o avaliamos na palpação e pelas características ultrassonográficas do mesmo, para termos uma ideia mais precisa do diagnóstico.
    Sobre o exame físico com a palpação, na minha opinião ele é básico, essencial e pode nos ajudar muito na definição diagnóstica.
    Abraço grande e muita saúde!

  189. Jose fernandes
    11/06/2018 at 22:10 ·

    Boa noite doutor…
    Parabens pelo seu trabalho Deus abençoe a sua vida sempre…
    meu caso é assim. Descobri um nodulo no pescoco fui rapido ao medico a medica me pediu exames de sangue e um doppler da tireoide .tudo ok com a toreoide, mas o resultado do dopler foi um cisto com areas nodulares solidas parietais medidas de 41x23mm com liquido com células. A doutora me pediu uma punçao. Estou um pouco com medo de ter algo mais grave nesse cisto.

  190. Rosângela
    11/06/2018 at 23:01 ·

    Boa noite Dr. Hugo !
    Agradeço muito pela atenção.
    Felicidades !!!

  191. Gislaine
    12/06/2018 at 08:47 ·

    Bom dia, Dr Hugo!

    Obrigada pela atenção e retorno, o admiro muito pela sua conduta com profissional e pelo ser humano que demonstra ser.
    Troquei de médico, após o susto que descrevi.
    O resultado da minha PAFF foi o seguinte: esfregaços representados por histiócitos, por vezes contendo hemossiderina no citoplasma em meio a abundante material coloide basófilo e citologia aspirativa: quadro citológico sugestivo de conteúdo de cisto coloide (Bethesda 1) e as características na ultra foram : nódulo isoeconegico, com halo hipoecogenico fino, de contornos regulares, com calcificação periférica incompleta medindo 1,8 x1,2x 1,4 cm).
    A conduta do médico foi a de realizar ultrassonografia a cada 12 meses e TSH, T4 e ASPO a cada 06 meses. Fiquei na dúvida quanto ao resultado “Bethesda 1” pois com este resultado não teria que repetir a PAAF? O médico informou que a PAFF não deu insatisfatória, pois isso não estava descrito no exame e que não tenho nada que me preocupar. E a ultra não seria a cada 06 meses? Será que posso confiar nessa conduta médica?

  192. (Elaine
    14/06/2018 at 02:52 ·

    Olá Dr. Hugo! Parabéns pelo seu trabalho levando informações e esclarecendo dúvidas! Realmente é algo diferenciado.

    EEm consulta de rotina, foi encontrada imagem nodular isoecogenica,com halo hipoecogenico, em transição para istmo, em polo inferior sem microcalsificacoes, com vascularização periférica e central com predomínio periféricos CHAMMAS III, medindo 8x8x5mm.

    Pode me ajudar a entender? Foi solicitado punção e estou com receio. Todos os exames sangue normais, sem alterações.

  193. REJANE
    15/06/2018 at 10:29 ·

    BOM DIA DR.
    MEU US DEU NÓDULO TIREOIDEANO MISTO DE CONTORNO REULAR EM LOBO DIREITO COM PADRAO DE VASCULARIZACAO CAMAS III, MEDINDO 0,6x 0,4 x 0,7cm

    lobo direito 4,7 x 1,1x 1,4 cm com volume 4,2cm3
    lobo esquerdo 4,4 x 1,1x 1,5 cm com volume 3,7 cm3

    volume total; 8,3 cm3

    ME ASSUSTEI COM ESSE CAMAS III? OSTARIA DE SUA OPINIAO
    EM 2016 ESSE MESMO NÓDULO DEU : 0,5 x 0.5 x 0.4 cm

  194. Name (required)Val
    21/06/2018 at 15:13 ·

    Boa tarde Dr.

    Tenho 43 anos e minha ginecologista solicitou o ultrassom da tireoide, que fiz pela primeira vez. O resultado foi o seguinte: Tireoide tópica, de contornos regulares, morfologia usual, dimensões nos limites superiores da normalidade e ecotextura heterogênea dada por nódulos sólidos hipoecogênicos, de dimensões variadas, assim distribuídos:
    – Lobo direito, terço médio, medindo 0,6 x 0,5 cm
    – Lobo esquerdo ístmo, medindo 0,5 x 0,4 cm

    Medidas
    Lobo tireoidiano direito 4,8 x 1,7 x 1,4 cm; vol: 6,4 cm³
    Lobo tireoidiano esquerdo 5,6 x 1,6 x 1,6 cm; vol: 8,0 cm³
    Istmo mede 3,4 mm;
    Volume glandular: 14,4 cm³

    Planos musculares cervicais preservados
    Linfonodomegalias cervicais ausentes
    Estruturas vasculares com trajeto e calibre preservados

    Conclusão: Nódulos sólidos isolados em ambos os lobos da tireoide, com dimensões glandulares nos limites superiores da normalidade.

    Por favor, gostaria de sua opinião a respeito.

    Grata pela atenção,

  195. Luciano Martins
    26/06/2018 at 22:59 ·

    Fiz o Doppler da tireoide e o resultado foi. nódulo hipoecoico sem ralo, sem microcalcificação, medindo 0,6 x 0,5 cm, superior do lobo esquerdo, orientação paralela a pele.com vascularização central, chammas V . Está tranquilo, tipo não preciso me preocupar? Pois só poderei ir ao médico levar o resultado do dopper em agosto,,

  196. Dr. Hugo Luz
    30/06/2018 at 17:12 ·

    Muito bem, Bianca!
    Está no caminho certo!
    Abraço grande e obrigado por dar notícias sobre o seu seguimento!

  197. Dr. Hugo Luz
    30/06/2018 at 17:25 ·

    Oi, Thaís!
    Acredito que seus comentários sejam muito ilustrativos para outros leitores, porque mostra como doenças da tireoide, como a tireoidite, podem afetar pessoas da mesma família.
    A tireoidite também é uma doença auto-imune, isto é, nela o corpo produz anticorpos contra a própria tireoide.
    Apesar de nem sempre termos alterações hormonais ou nódulos, o acompanhamento é importante.
    No seu caso, sua tireoide deve estar compensada. Traduzindo: apesar da tireoidite, no momento você tem hormônios normais!
    O endocrinologista é o profissional mais indicado para seu seguimento, porque tem uma visão mais global da parte clínica e de outras doenças possíveis.
    Numa eventual gestação, você deve avisar seu obstetra também, para um controle mais estreito das suas taxas hormonais.
    Mantenha sim o cuidado com sua saúde, e um especialista cuidadoso é sua maior arma para ajudá-la!

  198. Dr. Hugo Luz
    01/08/2018 at 08:51 ·

    Olá, José Fernandes!
    Muito obrigado pelo carinho.
    Primeira informação importante é que a maioria dos nódulos de tireoide são benignos.
    Pela descrição do seu caso, parece se tratar de um nódulo misto, que tem um componente sólido mais outro líquido.
    Os nódulos tireóideos mistos também são na sua imensa maioria benignos.
    A partir de certas dimensões, para nódulos de maior tamanho, mesmo eles sendo de características benignas, indicamos a punção aspirativa por agulha fina (PAAF), para podermos definir melhor a conduta médica frente a eles.
    Fico na torcida para que dê tudo certo.
    Fique com Deus!
    Abraço grande e muita saúde!

  199. Dr. Hugo Luz
    01/08/2018 at 08:51 ·

    Bom dia, Rosângela!
    Obrigado pela sua participação por aqui.
    Muita saúde e felicidades!

  200. Dr. Hugo Luz
    01/08/2018 at 12:11 ·

    Olá, Gislaine!
    A impressão que tenho é que você está no caminho certo!
    A descrição do laudo do ultrassom com um nódulo isoecoico, com calcificação periférica, sugere benignidade.
    Somamos a isso o laudo da sua PAAF.
    Muitas vezes é realmente difícil do médico colher o material no volume adequado em nódulos com essa calcificação periférica (que é comum nos nódulos benignos mais antigos). A calcificação é dura e a agulha pode resistir em atravessá-la. Assim, pode não ser colhido tanto material para vir um resultado Bethesda II.
    Bom é que não foi flagrada nenhuma célula atípica.
    Para nódulos com características ultrassonográficas e citopatológicas benignas, e que não são considerados grandes, a conduta preconizada é o acompanhamento rotineiro.
    Abraço grande e muita saúde!

  201. Dr. Hugo Luz
    14/08/2018 at 14:43 ·

    Olá, Elaine!
    Como você deve ter lido no artigo, a maioria dos nódulos são benignos.
    Talvez seu médico tenha até pedido a punção no sentido de tranquilizá-la para facilitar o acompanhamento.
    Vou preparar um material mais aprofundado para ajudá-los no entendimento dos nódulos.
    Abraço grande!

  202. Dr. Hugo Luz
    14/08/2018 at 14:46 ·

    Oi, Rejane!
    A vascularização dos nódulos é apenas uma das características que observamos na avaliação de risco.
    Nódulos mistos com vascularização predominantemente periférica em geral são benignos.
    Mantenha o cuidado e o seguimento com seu especialista.
    Muita saúde!

  203. Dr. Hugo Luz
    21/08/2018 at 22:18 ·

    Olá, Val!
    Minha sugestão é que você procure um bom especialista para uma avaliação e orientação.
    O laudo de ultrassonografia que você transcreveu não me parece muito detalhado.
    Temos médicos radiologistas mais experientes e focalizados na avaliação da tireoide, que podem esmiuçar bem mais pormenorizadamente as características dos nódulos, ajudando o especialista na condução de cada paciente.
    Abraço grande e muita saúde!

  204. Dr. Hugo Luz
    25/08/2018 at 19:22 ·

    Oi, Luciano!
    Existem alguns dados no ultrassom da tireoide que nos deixam mais alertas sobre o nódulo da tireoide.
    Seu especialista irá avaliar com esses dados se será preciso ou não continuar a investigação ou se apenas acompanhará com exames de imagem seriados.
    Abraço grande!

  205. REJANE CRISTINA
    24/02/2019 at 18:19 ·

    Boa noite vcs nao estao mais no Blog? Nao vejo mais resposta

  206. Samilly
    12/03/2019 at 15:24 ·

    Ola Dr
    Resultado de USG: nodulo isoecogenico de contornos regulares e limites definidos, calcificação, com halo periferico sem degeneração medindo 12X8X5mm. Exames de sangue normais
    Irei precisar de punção?
    so consegui consulta para abril

  207. Cristiane
    24/04/2019 at 10:04 ·

    Bom Dia Dr. Minha fez uma ecografia e deu que ela tem um nódulo ecogênico solido homogêneo no lobo direito, contornos nítidos e discretamente lobulados, medindo 1,2 x 0,9 x 1,1 cm
    e outro nódulo hipoecoico solido homogêneo ovoide no terço médio do lobo, contornos nítidos e lisos, medindo 0,6 x 0,4 x 0,6 cm, não há calcificações. Ela consulta pelo sus, então ainda vai demorar uns dias pra consulta, mas o nervosismo de ver que existe nódulos já é grande. Por essas características, dá pra dizer se é normal, ou devemos nos preocupar?

  208. Dr. Hugo Luz
    24/04/2019 at 10:15 ·

    Olá, Samilly!
    A descrição do laudo do ultrassom nos ajuda a guiar a conduta médica sobre os nódulos de tireoide.
    Mas a decisão sobre a necessidade ou não de punção é tomada junto com o médico especialista, não só pelo laudo do ultrassom, mas vendo as imagens, palpando o pescoço, junto com a história clínica.
    Tenha sempre em mente que a maioria dos nódulos de tireoide são benignos e mesmo quando malignos, quando detectados de forma inicial, a chance de cura é altíssima.
    Por isso, mantenha a tranquilidade e o pensamento positivo!
    Muita saúde!

  209. Dr. Hugo Luz
    24/04/2019 at 10:25 ·

    Olá, Cristiane!
    Obrigado por mandar sua pergunta.
    As características ultrassonográficas dos nódulos da tireoide nos ajudam muito a decidir sobre o que fazer com eles, se prosseguimos ou não na investigação.
    Muitas pessoas ficam ansiosas nesse intervalo entre a detecção do nódulo e a consulta com o especialista.
    Porém, o que deve ficar na mente enquanto se aguarda a consulta é a informação de que a maioria dos nódulos de tireoide são benignos. E também, que mesmo quando malignos e detectados precocemente, as chances de cura são altíssimas.
    Por isso, a decisão sobre os nódulos devem ser tomadas mesmo com o especialista.
    Abraço grande e que dê tudo certo!

  210. Dr. Hugo Luz
    24/04/2019 at 11:00 ·

    Olá, Rejane!
    Fiquei mesmo um tempo sem atualizar o Blog, mas já estou voltando aos poucos.
    Bom saber que sentiram falta.
    Abraço grande!

  211. Jannaina
    26/04/2019 at 17:48 ·

    Boa tarde Dr Hugo.

    Tenho 37 anos.

    Em agosto/2018

    Fui diagnosticada com hipertireodismo

    Tsh 0,05mui/l
    T4 4,7ng/dl
    T3 434 ng/dl

    Usg sugerindo hashimoto / doppler de fluxometria hipervascularizaçao nos lobos e velocidade aumentadas em artérias tireoidianas

    No período optei por não fazer uso de medicamentos por estar amamentando

    Agora abril/2019 8 meses depois

    Realizei outra usg, estou com p pedido dos exames de sangue mas ainda não fui realizar

    A dúvida é na alteração do exame

    A usg

    Textura heterogêneo com diminuição difusa da ecogenicidade do parênquima, aspecto sugerindo tireoidite.

    Destaca-se imagem isoecoica de limites definidos, homogênea medindo 0,6×0,5×0,7 no terço médio do Ld com vascularização chammas III

    Parênquima glandular com distribuição vascular aumentada

    O desespero é :

    Sempre ouvi falar que qualquer imagem com vascularização não é boa, pq o “bicho câncer” está sendo alimentado

    Esse exame tem que ser repetido?

    Tem apenas 8 meses da outra usg e tem uma alteração que não havia antes.

    Como proceder

    Aguardando realizar exames de sangue para ir a ginecologista.

    Obrigado

  212. Dani
    30/04/2019 at 12:58 ·

    fiz uma ultrasson de um nodulo na cervical. o resultado diz que tem u nodulo na tireoide sem fluxo ao dooppler, medindo 0,6 cm. e um outro aspcto nodular sem aumento de vascularaização medindo 1.2 x 0,4 cm .
    o que pode ser?

  213. Dr. Hugo Luz
    21/05/2019 at 14:04 ·

    Olá, Dani!
    Nódulos na tireoide são muito comuns.
    As características ultrassonográficas são extremamente importantes na avaliação do risco de cada nódulo.
    Assim, precisamos de uma avaliação pormenorizada e de boa qualidade para buscarmos a melhor conduta.
    Em breve teremos um material bem detalhado para maior entendimento de cada uma dessas características e o significado das mesmas.
    Abraço grande e muita saúde!

  214. Dr. Hugo Luz
    21/05/2019 at 17:56 ·

    Olá, Jannaína!
    Primeiramente mantenha sua tranquilidade.
    A vascularização é um dado importante na interpretação dos exames de ultrassonografia da tireoide.
    Devemos, no entanto, tomar cuidado para não confundir o padrão de vascularização da glândula tireoide como um todo versus o padrão dos vasos de um nódulo na tireoide.
    Uma glândula ativada pelo hipertireoidismo tende a ter uma hipervascularização, que pode ser observada em um exame de ultrassom com doppler.
    E isso não deve indicar um risco aumentado de câncer.
    Entretanto, para um nódulo na tireoide, se o mesmo apresentar vascularização central, devemos ter mais atenção sobre ele.
    Portanto, mantenha sua tranquilidade e tenha sempre um bom especialista para acompanhá-la.
    Abraço grande e muita saúde!

  215. Thiago
    03/07/2019 at 11:24 ·

    Dr, primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo blog e pela paciência que responde as dúvidas. Minha esposa acompanha 4 nódulos na tireóide há 6 anos tendo feito a biópsia há 5 anos atrás não dando nada de malignidade tendo o médico indicado somente o acompanhamento. Agora em Portugal ela sentiu um aumento de um dos nódulos nas últimas 2 semanas. O último US foi em Janeiro de 2019 e deu:

    Glândula Tiroideia ligeiramente assimétrica móvel e indolor a passagem da sonda

    Apresenta estrutura heterogenea destacando-se dois nódulos no lobo direito com cerca de 31 e 8.8 mm de dois nódulos no lobo esquerdo com 14 e 11 mm, todos solidos, hipoecoicos e bem delimitados. Não se observam outras alterações com tradução ecografia. Estes aspectos traduzem provável bócio multinodular a comparar com estudos anteriores e a controlar evolutivamente.

    Essa US traz algum resultado preocupante? O nodulo pode mudar sua característica e se retornar maligno. Ela fará outra US na próxima sexta feira.

    Doutor um abraço e Deus te abençoe.

  216. Dr. Hugo Luz
    03/07/2019 at 22:03 ·

    Boa noite, Thiago!
    Agradeço por todos os que acompanhem o Blog o envio das suas dúvidas.
    Primeiramente vale destacar que é infrequente a transformação de um nódulo benigno em maligno.
    O acompanhamento evolutivo é de fundamental importância para mantermos a situação dos nódulos sob nosso melhor controle.
    Por isso, enquanto um exame de ultrassom isolado podemos comparar a uma “fotografia” da situação dos nódulos; exames seriados a cada 6 ou 12 meses podem nos dar a ideia de um “filme” evolutivo desses nódulos.
    Mudanças de características ou crescimento dos nódulos na tireoide podem nos motivar a investigá-los com um exame de biópsia por punção, por exemplo.
    É fundamental um exame de ultrassonografia realizado com todo cuidado para que o especialista possa avaliá-los bem.
    E também um profissional habituado com os termos e imagens para a tomada da melhor decisão.
    Fiquem com Deus.
    Muita saúde!

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top