As 5 Indicações de Cirurgia de Tireoide: aprenda Rápido e Evite dúvidas

indicações cirurgia tireoide

Tenho mesmo que fazer a cirurgia da tireoide?

 

Se você é cuidadosa com sua saúde, é importantíssimo que saiba quais são as indicações clássicas e consagradas de uma cirurgia da tireoide, para confirmar se está fazendo a atitude correta, afinal, a maioria dos nódulos não tem indicação cirúrgica.

Quando recebemos uma indicação de uma cirurgia, é natural nos perguntamos se temos mesmo que passar por ela, não é mesmo?

 

Atenção! Fique atenta se teve sua indicação foi feita por um médico que não é especialista em tireoide. A maioria dos especialistas sabem sim indicar uma cirurgia, mas infelizmente ainda encontramos hoje muitas indicações controversas. 

 

O primeiro passo é a confirmação de uma indicação cirúrgica pelo profissional médico adequado.

Isto é, idealmente deve ser orientada pelo cirurgião de cabeça e pescoço ou pelo endocrinologista.

Além disso, o diagnóstico e a indicação da cirurgia idealmente deve ser compartilhada com os familiares.

Os familiares ou amigos são muito importantes! É muito benéfica a companhia de pessoas próximas desde antes da cirurgia.

Muitas vezes o emocional pode estar alterado e não entendermos direito o que o médico falou.

É muito recomendável que as pessoas que estarão junto na internação para a cirurgia estejam presentes também junto ao médico no consultório para que todos possam ser informados e esclarecidos.

 

>> Para compartilhar com seus familiares as informações sobre a Cirurgia da Tireoide, baixe o e-Book completo clicando aqui <<

 

Uma vez que os familiares estão junto, você ficará mais amparada em todos os sentidos.

E assim seus familiares ou amigos serão aliados incríveis para auxiliar você nesse momento e também depois na sua recuperação.

 

Voltando às indicações, basicamente vale a regra geral: os benefícios da cirurgia da tireoide devem superar os riscos. Ou, em outras palavras, a indicação deve ser precisa, de acordo com a boa prática da medicina.

 

Quais são então as principais indicações de cirurgia de tireoide?

 

Selecionei as 5 maiores indicações clássicas de uma cirurgia da tireoide. Confira se o seu caso se enquadra em uma delas.

Se seu caso não se encaixar, pode haver uma outra razão médica para se realizar o procedimento (medicina não é uma ciência exata) ou o motivo alegado pelo médico pode até ser controverso. Pergunte sempre tudo ao seu especialista.

 

Vamos lá então às indicações (a última pode ser que você nunca tenha pensado nela):

 

1. Câncer ou suspeita de câncer de tireoide

 

Uma das maiores razões hoje para se indicar uma cirurgia da tireoide é a suspeita de um tumor maligno.

A suspeita pode ser feita no exame de ultrassonografia e confirmado pela punção aspirativa do nódulo (um tipo de biópsia).

Se você se enquadra nessa indicação, tenha muita determinação no seu tratamento, porque a maioria das pessoas hoje consegue a cura sob os cuidados do especialista.

Nós cirurgiões de cabeça e pescoço usamos todos os dias uma classificação universal chamada de Bethesda.

Se você já fez uma punção, provavelmente irá encontrá-lo no seu laudo.

A classificação Bethesda quantifica o risco (qual a chance) de um nódulo ser um câncer, em uma gradação que vai de I até VI.

Conforme o nível de suspeita, indica-se o procedimento cirúrgico, que é o principal tratamento preconizado para o câncer de tireoide.

>> Para saber mais sobre cada classificação Bethesda, basta baixar o e-Book sobre Cirurgia da Tireoide, clicando aqui <<

 

indicações de cirurgia de tireoide

À esquerda, representada uma tireoide saudável. À direita, vemos a representação de um câncer de tireoide, que tem indicação de cirurgia para se buscar a cura.

 

Vamos continuar aprendendo, agora com os casos benignos.

 

Continue sua leitura para descobrir mais informações importantes.

 

2. Bócio com sintomas compressivos

 

O nome bócio é uma palavra que costuma causar logo uma estranheza nas pessoas que não são do meio médico.

Mas essa palavrinha meio esquisita significa apenas um aumento benigno da glândula tireoide.

A imensa maioria dos nódulos não têm indicação cirúrgica.

Somente alguns poucos nódulos benignos vão ter que ser abordados cirurgicamente.

Vamos entender melhor?

A tireoide fica no centro do pescoço e ao seu lado ficam localizados 2 órgãos que se assemelham a tubos: a traqueia, que conduz o ar aos pulmões; e o esôfago, que conduz os alimentos e líquidos até o estômago.

 

Se a tireoide aumentar muito de tamanho ou se houver um nódulo volumoso em crescimento, pode ocorrer compressão desse “tubos” que estão na sua vizinhança pelo bócio.

 

Assim, podem ocorrer sintomas de falta de ar e de dificuldade ou incômodo para a pessoa engolir. Por isso, a indicação cirúrgica nesses casos.

 

O momento da cirurgia também é muito variável, e na maioria dos casos, se a sintomatologia for leve e o crescimento lento, a operação pode e deve ser programada com total tranquilidade.

Veja no esquema abaixo uma tireoide normal, e uma tireoide aumentada globalmente por um bócio, ilustrando esta indicação cirúrgica.

 

indicações de cirurgia de tireoide

À esquerda, a tireoide saudável. À direita, um bócio comprimindo o “tubo do ar”.

3. Bócio mergulhante

 

Se a palavra bócio já soava estranho, “bócio mergulhante” é um pouco mais ainda, não é mesmo?

Mas também tem significado simples, se traduzirmos a linguagem médica.

“Mergulhante” refere-se à insinuação da tireoide, aumentada por motivos benignos, na entrada da caixa torácica.

É quando a tireoide desce abaixo do nível dos ossos que marcam o início do tórax, ultrapassando os limites do pescoço.

Os bócios mergulhantes também têm maior propensão a ocasionar sintomas, podendo comprimir os grandes vasos sanguíneos desta região e outros órgãos.

Por estes motivos, indica-se a cirurgia da tireoide nesses casos.

 

4. Hipertireoidismo refratário

 

Tudo bem até aqui? Qualquer dúvida, é só deixar um comentário, ok?

Vamos continuar, só faltam 2 indicações.

O quarto motivo tem a ver com o hipertireoidismo, isto é, quando a glândula tireoide fabrica e joga no sangue hormônios tireóideos em excesso.

Habitualmente um endocrinologista primeiro inicia um tratamento medicamentoso.

Na maioria dos casos, a medicação surte efeito e pode controlar definitivamente a doença.

Os sintomas de hipertireoidismo são aliviados e pode-se chegar ao completo controle hormonal.

Porém, existe uma minoria de pessoas alérgicas ou que desenvolvem reações adversas à medicação, e assim não podem levar até o fim o tratamento com os remédios.

Para essas pessoas, também pode ser feito um tratamento chamado iodoterapia, numa tentativa de “queimar” o tecido hiper-funcionante.

Com menos tecido tireóideo funcionante após a radioiodoterapia, as taxas hormonais tendem a cair.

É o mesmo iodo radioativo que usamos após a cirurgia do câncer da tireoide, só que no caso dos pacientes com hipertireoidismo, a dose é menor e a finalidade é diminuir a taxa hormonal.

As decisões sobre qual o melhor tratamento inicial envolve uma série de variáveis. O endocrinologista é o melhor médico para ajudar nessa escolha.

Mas, quando então indicamos a cirurgia?

 

A resposta é: se esses caminhos não obtiverem êxito, isto é, se o hipertireoidismo for refratário ou não for controlado com esses tratamentos. Ou então, se houver uma combinação com outros fatores (como por exemplo a exoftalmia, que são os olhos saltados, ou a presença de nódulos suspeitos para câncer), pode-se indicar a cirurgia da tireoide para essas pessoas.

 

Lembrando que a indicação de qualquer cirurgia é individualizada e deve ser realizada pelo médico especialista no consultório.

Ainda sobre o hipertireoidismo, existem também raros casos de se existir um nódulo isolado que é hiper-produtor de hormônios: o chamado nódulo “quente”.

A cirurgia, com a remoção apenas deste nódulo, em geral é curativa.

Há alta chance de regularizar as taxas hormonais e, melhor, na maioria das vezes sem deixar o paciente dependente de reposição hormonal após.

Para ilustrar, você sabe quais são alguns sinais físicos que podem estar presentes em pessoas com hipertireoidismo?

Veja no esquema abaixo uma representação de um bócio (aumento benigno da tireoide) tóxico (isto é, associado ao hipertireoidismo).

 

cirurgia da tireoide hipertireoidismo

À esquerda, uma tireoide saudável. À direita, uma pessoa que tem hipertireoidismo. A glândula pode aumentar bastante de volume (ficando até visível) e o paciente pode apresentar olhos mais saltados.

 

5. Estética

 

Parabéns, você já sabe quase tudo sobre as indicações clássicas!

Espero que esteja gostando do conteúdo.

Se ele está sendo esclarecedor, convido você a compartilhar o post com alguém que possa estar precisando aprender mais sobre o assunto.

Assim, você também ajuda a melhorar a saúde das pessoas!

No início e no final deste artigo, você encontra os botões para compartilhamento, ok?

O mundo agradecerá sua simples e nobre atitude!

E eis a última indicação tradicional de cirurgia da tireoide.

As indicações de se remover a glândula tireoide são basicamente médicas, exceto por esta indicação.

Neste caso, enquadram-se principalmente os nódulos crescidos e localizados numa porção da tireoide chamada istmo.

O “istmo” nada mais é que a parte mais superficial da tireoide no pescoço e fica no centro da glândula, unindo os dois lados.

Se imaginarmos a tireoide com um formato aproximado de uma borboleta, o istmo corresponderia ao corpo dela.

Desta forma, pela sua superficialidade do istmo no pescoço, o nódulo que cresce neste local pode ficar aparente de forma mais rápida e causar incômodo à pessoa.

 

Neste caso, é o paciente que indica a cirurgia, porque esse incômodo estético é algo muito pessoal.

 

O médico especialista, por sua vez, deve explicar os riscos ao paciente, para que possa decidir sobre uma eventual operação.

Segue abaixo um esquema da glândula tireoide para que você possa visualizar melhor o istmo, justamente a porção estreita que une os dois lados, ou lobos, da glândula.

 

indicações de cirurgia de tireoide

A tireoide tem dois lobos (lados) e uma pequena “ponte” que os une: o istmo. Nódulos nesta localização são mais salientes.

 

Agora você já sabe quais são as 5 indicações clássicas de cirurgia de tireoide.

Apesar de serem informações médicas, entendo que é super importante que você saiba e entenda porque uma cirurgia está sendo indicada.

Se você, ou mesmo algum parente ou familiar, se enquadra em alguma dessas indicações e quer saber ainda mais sobre a cirurgia, baixe o e-book abaixo.

Aproveite porque, por enquanto, ele é gratuito e irá te fornecer ainda mais informações sobre antes, durante e depois da cirurgia.

 

> Clique aqui para baixar o e-Book completo sobre Cirurgia da Tireoide <<

 

Se seu caso ou de seu familiar não se enquadrar nessas principais indicações, procure conversar e reveja com seu médico o motivo a respeito de sua indicação cirúrgica.

Um grande abraço!

 

 

indicações de cirurgia de tireoide

Acesse o post sobre o Roteiro Prático para a cirurgia da tireoide.

Posted on 26/01/2016 in Tireoide

Share the Story

About the Author

Dr. Hugo Luz é médico e cirurgião de cabeça e pescoço pela USP (ingresso em 1998). Atua em Fortaleza-CE desde 2009 e busca focalizar seus esforços em bem-estar e saúde.

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top