Cirurgião de Cabeça e Pescoço: 7 Problemas que Não Tratamos (e que as Pessoas se Confundem ao Nos Procurar)

cirurgião de cabeça e pescoço

 

Você já se perguntou: “Será que estou indo mesmo ao médico certo?!?”

 

Para evitar desperdiçar seu precioso tempo e para fazer o melhor para sua saúde, você deve procurar se informar um pouco antes para encontrar o especialista correto para seu caso.

 

Saiba que você definitivamente não é a única pessoa que se faz essa pergunta.

Muito pelo contrário, essa dúvida é muito frequente.

Imagine uma pessoa com um problema de saúde.

Agora pense na ansiedade que isso pode causar.

Aí então ela espera muitos dias pela consulta médica.

Desmarca até compromissos para poder ir ao especialista.

E quando está prestes a obter uma resposta (e um tratamento), ela descobre, frente a frente ao médico, que marcou com um profissional que não trata do problema de saúde em questão…

Que decepcionante, não é mesmo?

 

Esta situação nunca deveria acontecer.

 

Como vamos ao médico buscando mais vida, jamais deveríamos acabar jogando fora nosso próprio tempo e recursos.

Mas ontem mesmo uma senhora inocentemente veio me procurar por um problema bem comum na área da cabeça, entretanto era uma doença que o cirurgião de cabeça e pescoço não trata.

Consegue imaginar a decepção dela?

Logo a frente neste artigo você descobrirá qual é essa doença e também outras alterações bem comuns que confundem as pessoas ao escolherem seu especialista.

 

“Será que devo procurar mesmo um cirurgião de cabeça e pescoço?

Mas não seria melhor um otorrinolaringologista?

Ou então, quem sabe, um neurocirurgião?”

 

Para cuidar dessa pequena parte do nosso corpo, a cabeça e o pescoço, existem tantas especialidades médicas, não é mesmo?

 

cirurgião de cabeça e pescoço

Muitos especialistas atuam na preciosa e delicada área da cabeça e do pescoço.

 

Afinal, a qual médico recorrer?

 

Vamos acabar com tanta confusão e angústia sobre este dilema. Este post foi feito com todo cuidado para ajudar a resolvê-lo!

 

Leia para aprender e tirar suas dúvidas de uma vez por todas. (Mas se não ficar completamente claro, é só postar sua pergunta no final, nos comentários, que responderei).

 

Perder tempo (e saúde) definitivamente não deverá mais acontecer, porque é muito simples esclarecer sobre o caminho ideal e saber de antemão se o cirurgião de cabeça e pescoço é o médico mais adequado para seu caso, ou se você deve procurar outro tipo de especialista.

 

Como você pode desconfiar, então, se está indo no médico errado?

Para facilitar, selecionei as dúvidas mais frequentes e suas respectivas respostas.

Ao final da leitura, você saberá como escolher o melhor profissional para seu caso e qual o papel do cirurgião de cabeça e pescoço no caso de:

 

  1. Problemas de saúde nas orelhas e nariz;
  2. Dor de cabeça;
  3. Dor no pescoço;
  4. Tumores na cabeça;
  5. Fratura de ossos da face;
  6. Doenças da tireoide;
  7. Feridas na boca.

 

Vamos começar?

 

1. Problemas de saúde nas orelhas e nariz: qual profissional mais indicado?

Primeiramente, não é tão óbvio fazer essa diferenciação entre as especialidades médicas, especialmente no Brasil.

Isso porque no nosso país a Cirurgia de Cabeça e Pescoço e a Otorrinolaringologia são especialidades separadas.

Ao contrário do que ocorre nos Estados Unidos, por exemplo, onde elas fazem parte de uma única área da medicina.

Vou explicar melhor:

Os otorrinolaringologistas tratam, entre outras áreas da cabeça, de problemas da orelha.

Se a pessoa não estiver escutando direito, ou se algum objeto ou inseto entrar dentro da orelha, a quem recorrer?

 

otorrino cabeça e pescoço

Doenças na orelha: otorrino ou cirurgião de cabeça e pescoço?

 

Imediatamente você vai responder que é ao otorrino, é claro.

E está correto.

Mas, imagine se surgir em alguém uma alteração esquisita na pele do pavilhão auricular, que não sara, em uma pessoa de pele bem clarinha e que pegou muito sol ao longo da vida. Será melhor mesmo ir ao otorrino?

Muito bem, aí tudo muda de figura.

Esta situação pode indicar um câncer de pele e quem vai melhor tratar o problema neste caso é o cirurgião de cabeça e pescoço.

Está começando a entender a diferença entre as especialidades?

Seguindo uma analogia semelhante para o nariz, o raciocínio também funciona: se houver entupimento, coriza, espirros, a saída é procurar um otorrinolaringologista.

Mas se o motivo da avaliação for uma suspeita de um câncer de pele, procure o cirurgião de cabeça e pescoço ou o dermatologista.

 

2. Dor de cabeça: qual médico procurar?

 

dor de cabeça cirurgião de cabeça e pescoço

 

Um dos sintomas mais comuns da humanidade é a dor de cabeça.

Quem nunca sentiu uma vez sequer na vida esse tipo de dor pode se considerar um privilegiado!

 

As cefaleias, como elas são chamadas nos termos médicos, na maior parte das vezes assustam muito as pessoas, pelo medo de poder se tratar de algo grave.

 

Mas, as dores de cabeça mais comuns, que são as tensionais e as enxaquecas, não representam risco de vida, apesar de poderem causar muito incômodo.

Hoje em dia existem medicações que podem ser tomadas preventivamente que ajudam até mesmo a evitar as crises de dor de cabeça.

Se sua dor de cabeça for muito intensa ou mais forte do que as outras que você já teve, aí sim neste caso procure de preferência um serviço de urgência e emergência.

Também é preciso mais cuidado se houver febre associada ou dor de cabeça que acorde você enquanto dorme.

O melhor profissional médico especializado no diagnóstico das causas e no tratamento das cefaleias é o neurologista clínico.

Portanto, não procure um cirurgião de cabeça e pescoço se o motivo da consulta for dor de cabeça.

 

3. Dor no pescoço: cirurgião de cabeça e pescoço versus ortopedista especializado em coluna.

 

Mais uma queixa extremamente comum no consultório do cirurgião de cabeça e pescoço é a dor no pescoço (ou, nos termos médicos, dor cervical ou cervicalgia).

E muita gente também se confunde ao escolher o especialista médico mais adequado para melhor avaliação.

Se a dor ocorre na parte de trás do pescoço, é bem provável que se trate de algum problema da coluna vertebral ou muscular.

 

coluna cirurgião de cabeça e pescoço

A maior parte das dores no pescoço são originadas de tensões musculares.

 

A dor também pode se irradiar para o ombro e braço, podendo indicar a compressão de alguma raiz nervosa.  Ela segue a trajetória daquele nervo comprimido.

Muitas pessoas com problemas de coluna procuram erradamente o consultório do cirurgião de cabeça e pescoço.

Nesses casos, entretanto, o ortopedista de coluna seria o profissional ideal para avaliar e conduzir o tratamento.

Você deve estar se perguntando: mas quando então a dor no pescoço seria melhor avaliada então pelo cirurgião de cabeça e pescoço?

Se a cervicalgia for localizada na parte da frente ou lateral do pescoço, ou se vier acompanhada de um nódulo, aí sim nós cirurgiões de cabeça e pescoço provavelmente seremos os profissionais mais adequados para fazer essa avaliação.

Nessa região residem inúmeras alterações possíveis, desde tireoide, linfonodos inflamados, passando por nódulos benignos e malignos.

E a avaliação no consultório guiará a investigação e o tratamento.

Portanto, se estiver com dor na região cervical, agora você já sabe se orientar melhor sobre qual especialista procurar.

 

4. Tumores na cabeça: a qual médico recorrer?

 

O termo “cirurgião de cabeça” que compõe a parte inicial do nome da especialidade “cirurgia de cabeça e pescoço” acaba ocasionalmente gerando esta confusão.

Se levarmos ao pé da letra, o cirurgião de cabeça e pescoço deveria, pelo nome da especialidade, tratar de todos os tumores que ocorrem na cabeça.

Mas não é assim que acontece.

Temos um limite bem nítido que divide a região da cabeça e, por conseguinte, as áreas de atuação da cirurgia de cabeça e pescoço e da neurocirurgia.

Esta barreira é o crânio.

 

tumor cérebro cirurgião de cabeça e pescoço

Qual especialista procurar no caso de um tumor no cérebro?

 

Assim, os tumores que surgem dentro do arcabouço ósseo são tratados pelos neurocirurgiões.

Nessa área estão os tumores de hipófise e região cerebral, por exemplo.

Por outro lado, tumores que aparecem por fora do crânio, seja no couro cabeludo ou na testa (região chamada frontal), como cistos e cânceres de pele são tratados por nós cirurgiões de cabeça e pescoço.

Existem também doenças que caprichosamente se localizam na zona de divisão ou na chamada base do crânio.

Aí as cirurgias, de modo geral, são feitas por 2 equipes em conjunto: uma parte pela neurocirurgia e a outra pela equipe da cirurgia de cabeça e pescoço.

5. Fraturas de ossos da face e dores na mastigação

 

Vamos continuar aprendendo sobre mais uma modalidade de problemas que pode ocorrer na região da cabeça: as fraturas dos ossos da face.

A parte óssea do rosto está envolvida em moldar o formato da face e tem papel estético.

Mas também está relacionada a funções nobres, como a mastigação e a mordida.

Na parte inferior da face é onde fica a mandíbula (osso em que se prendem os dentes inferiores) e é onde temos sua articulação com o crânio: a articulação temporomandibular (ou simplesmente, ATM).

Já na parte superior, os ossos da face sustentam os olhos.

Talvez você nunca tenha se dado conta dessa informação.

Mas a pessoa que tem essa área fraturada percebe facilmente isso.

Imagine a repercussão que pode trazer para o globo ocular se a parte inferior da órbita (osso onde o olho está encaixado) for fraturada…

Na área dos ossos da face existe muita intersecção entre as especialidades e muitos profissionais podem atuar, com muitas variações em regiões diferentes do país.

O cirurgião buco-maxilofacial é o profissional que está mais habituado em geral com as cirurgias nas mandíbulas e tratamento das disfunções da ATM.

Em contra-partida, o cirurgião plástico também opera e reconstrói fraturas dos ossos da face, ao redor dos olhos e nariz.

Porém, são poucos os cirurgiões de cabeça e pescoço treinados para tratar de fraturas de face.

Se você procurar um serviço de urgência, provavelmente uma equipe de sobreaviso do hospital será chamada para avaliar seu caso.

Mas se for atrás de um profissional em consultório, a solução é simples: cheque com antecipação com as secretárias se o mesmo está habilitado para tratar fraturas de face.

 

6. Doenças da tireoide: endocrinologista ou cirurgião de cabeça e pescoço?

 

cirurgião de cabeça e pescoço não trata endocrinologista

E agora? Qual especialista procurar?

 

Cabe aqui mais uma dúvida frequente, visto que temos duas especialidades médicas que tratam e avaliam as doenças da tireoide.

Vamos entender mais um pouco a diferença entre elas.

O endocrinologista tem formação clínica, bem diferente do cirurgião de cabeça e pescoço.

Por isso, o “endócrino” está mais acostumado a tratar os problemas de funcionamento das glândulas do corpo, entre elas a tireoide.

Os endocrinologistas cuidam melhor do hipo e do hipertireoidismo.

O cirurgião de cabeça e pescoço, por outro lado, na sua rotina avalia e opera nódulos e glândulas tireoides aumentadas.

Mas também existem pontos em comum entre as duas especialidades: tanto o cirurgião de cabeça e pescoço quanto o endocrinologista estão habituados tanto a corrigir a reposição hormonal quanto a avaliar nódulos.

Na verdade, o melhor resultado em geral ocorre quando as duas especialidade se complementam e caminham juntas.

O endocrinologista cuida de outros aspectos clínicos como o controle do peso, do nível dos colesterol, glicemia, etc.

É uma visão diferente do paciente e muito importante.

O cirurgião de cabeça e pescoço, por outro lado, já tem mais a vivência cirúrgica, da extensão e possíveis dificuldades da cirurgia, bem como dos cuidados no período após a operação.

Se quiser saber mais sobre nódulos na tireoide, tenho um artigo especial sobre o assunto, basta acessar este link.

Já para saber sobre as indicações de cirurgia da tireoide, acesse o artigo específico aqui.

Estão entre os posts mais acessados do Blog.

 

7. Aftas ou feridas na boca

 

Aftas são muito comuns ao longo de nossa vida.

E incomodam demais, não é mesmo?

Em geral, não é preciso procurar um médico para tratá-as, mas se as mesmas se prologam ao longo do tempo na boca e não saram, aí sim um profissional da saúde deve ser consultado.

O tempo máximo recomendado de espera para que uma ferida ou afta na boca se resolva sozinha é de cerca de 15 dias.

Não que uma afta ou ferida na boca que ultrapasse esse limite de tempo seja necessariamente um problema grave, mas é preciso que a pessoa seja melhor avaliada para se fazer o diagnóstico e a condução correta.

 

cirurgião de cabeça e pescoço afta ferida boca

Afta ou ferida na boca que dura mais de 15 dias deve ser avaliada pelo cirurgião de cabeça e pescoço.

 

De modo geral, ir ao cirurgião de cabeça e pescoço é uma excelente escolha para essa avaliação, por ele estar acostumado a tratar os problemas mais sérios, como o câncer de boca.

Se houver alguma suspeita maior desta doença, o cirurgião de cabeça e pescoço provavelmente indicará uma pequena biópsia com prontidão.

Por outro lado, existem pessoas que frequentemente apresentam aftas na boca, mas que, entretanto, elas desaparecem em pouco tempo.

Se as aftas forem recorrentes, mudarem de lugar, ou vierem associadas a outros sintomas, nesse caso podem revelar algum problema clínico.

Aí então o profissional indicado seria um dermatologista com boa formação clínica, de preferência especializado em estomatologia.

 

Se você chegou até aqui na leitura, parabéns!

 

Você acabou de aprender melhor sobre as especialidades que cuidam da área da cabeça e do pescoço.

E também sobre quando evitar procurar o cirurgião de cabeça e pescoço.

Se achou o texto interessante e ele ajudou, não guarde essas informações só para você.

Ajude a informar outras pessoas, compartilhando seus conhecimentos e este artigo!

 

Caso você ainda tenha dúvida sobre a atuação do cirurgião de cabeça e pescoço, basta postá-la abaixo nos comentários (“Leave a reply”).

 

Procure sempre ligar antecipadamente ao consultório do especialista e esclarecer suas dúvidas sobre os problemas de saúde que ele atende antes de marcar sua consulta.

Se a secretária não souber responder, peça a ela que entre em contato com o médico!

 

Um abraço e muita saúde!

 

cirurgião de cabeça e pescoço não trata

Ainda com dúvidas? Deixe sua pergunta na área de comentários aqui abaixo!

 

Posted on 06/04/2017 in Cirurgião de Cabeça e Pescoço

Share the Story

About the Author

Dr. Hugo Luz é médico e cirurgião de cabeça e pescoço pela USP (ingresso em 1998). Atua em Fortaleza-CE desde 2009 e busca focalizar seus esforços em bem-estar e saúde.
Back to Top